2008/02/26

Mar chão

Vista da ponta da Baía do Frade com a Ponta do Ingrade (Laginha), Ponta da Maia e Ponta dos Fenais, a aparecerem por esta ordem. Foto de ‎19‎ de ‎Agosto‎ de ‎2002, ‏‎18:41


Para todos os que, ao longe, por todo o mundo, pensam e sonham com o Porto Formoso todos os dias!

2008/02/18

Ramal

Rua do Ramal, anos 60 (ou 50?)

Esta é a rua do Ramal. É a rua menos central da freguesia. Não tem lojas, não tem jardins, não tem casas grandes, não tem mini-mercados, mas tem todos os carros que entram na freguesia a passar por lá.
Talvez por ser das ruas menos centrais é especialmente difícil arranjar fotografias como esta, que data dos anos 60 e revela-nos uma rua de casas de aquitectura tipicamente rural, com uma porta e duas janelas laterais, compostas por dois quartos, uma cozinha e um sotão. Assim, vivia uma família inteira durante o período da ditadura.

2008/02/01

Esclarecimentos

Esclarecimento dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande

"Com o intuito de repor a verdade dos factos sobre a noticia de ontem, 30 de Janeiro de 2008, deste jornal sobre a familia desalojada em consequência do mau tempo na freguesia de Porto Formoso que havia criticado a falta da actuação dos bombeiros voluntarios da ribeira grande, que embora solicitados nunca haviam chegado ao local, cumpre-me informar Vossa Excia que uma viatura deste corpo de bombeiros e respectiva guarnição se deslocou áquela residencia pelas 04h16, tendo os referidos elementos, para além de outras acções, retirado os sinistrados que se encontravam acamados. Nesta acção tivemos a colaboração de três elementos da Junta de Freguesia local. Estas afirmações foram ontem confirmadas pelos referidos residentes. Solicito portanto a Vossa Excia que se digne tomar as medidas necessárias a fim de repor a veracidade dos factos. José Gabriel Ponte Bicudo Melo, Comandante dos Bombeibos Voluntários da Ribeira Grande."

Esclarecimento da Junta de Freguesia de Porto Formoso

"Tendo sido noticia no Fórum Local, na edição de ontemdo jornal açoriano oriental, a inundação referente à habitação da Srª Maria Lurdes Botelho, na Rua Vale Formoso desta Freguesia, em que se refere a não comparência dos Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande, neste sentido achamos por bem fazer o seguinte esclarecimento: Os Bombeiros Voluntários da Ribeira Grande, nomeadamente a secção da Lomba da Maia, chegaram ao local por volta das 03h45 da madrugada. Na presença da Junta de Freguesia prestou-se de imediato a devida ajuda aos residentes, entre os quais se encontrava um senhor acamado que foi protamente levado para casa de um familiar pelos bombeiros, por membros da Junta de Freguesia, bem como pelos familiares. É ainda de referir que estiveram sempre presentes no local elementos da brigada de limpeza da Câmara Municipal da Ribeira Grande e um funcionário afecto à Junta de Freguesia."
Fonte: Açoriano Oriental

Pois bem, estamos esclarecidos e está reposta a verdade dos factos.

Contudo, o que fica por esclarecer, por parte das entidade competentes, é porque razão não se tomam as medidas necessárias para que não aconteçam desgraças destas no Porto Formoso!

Façam o trilho do Rego d´água e reparem como desapareceram, por força da água da ribeira, os quintais das gentes da Canada das Gentes. Como por detrás da antiga oficina do mestre Fernando, a ribeira do lugar, onde antes dava para atravessar com um passo, agora cabe um autocarro lá dentro. Onde existiam ladeiras com bananeiras hoje existe a ribeira com ratos de esgoto a passearem!
Ao que me contam estão três casas em ruinas, uma outra casa ficou cheia de água e várias partes quintais desparecem pela ribeira abaixo! Quem se responsabiliza por isto?

Por que razão a Câmara não desponibiliza dinheiro para fazer o Saneamento Básico?
Por que razão a Secretaria do Ambiente não ordena as margens da Ribeira do Lugar?

É destes esclarecimentos que precisamos.
A Junta de Freguesia e os Bombeiros aparecem no terreno e são injustamente acusados, mas os verdadeiros culpados estão em casa... a dormir.

E-mail

acasadamosca@yahoo.com

Agenda

Início de Colheita - Chá Porto Formoso | 2 de Maio

Lido e percebido

"Onde está a minha terra? com o seu cheiro do mar misturado com o do trigo...que a brisa trazia da "ponte" até ao meu "jardim" onde me deliciava com a conversa do "tio evaristo"???...Está tudo tão perto da minha alma pois tudo faz parte do meu ser... Foi neste Porto Formoso que nasci, cresci e saí ficando para sempre.", comentário colocado por um anónimo no post Esclarecimentos em 14/02/2008

Últimos posts

Locations of visitors to this page