2011/11/24

One day @ Porto Formoso

Dia de greve, escola fechada.
Pouca gente nas ruas. Uns mirones na trincheira observam a obra da Ribeira do Lugar que caminha com sofreguidão para a sua longínqua conclusão.
Na hora do meio dia aparecem mais uns gatos-pingados na rua, desaparecem pouco depois com o início da tarde. Os cafés estão vazios. Aparece um ou outro desempregado ou idoso.
Chega a noitinha. Ouvem-se mais carros a passar na rua, parece que regressam do trabalho. Não fizeram greve. As ruas continuam vazias de gente. Agora aparecem mais uns poucos no café e no lugar que dá nome a esta casa: o barracão.
As fontes públicas estão pintadas de novo e há umas marcas amarelas pintadas no chão em frente ao Amaral. São estas as novidades. Quem quer mais novidades que procure noutro lugar.
Já é noite e se nada de anormal aconteceu até agora, daqui em diante vai ser mais difícil de acontecer. O movimento de carros acalmou na rua. Fiz almoço e jantar, mas não vejo novelas: o que poderei fazer à noite? Abro a porta de casa e não vejo vivalma.
Que descanso, que saudades destes dias! Conseguiria viver assim todos os dias?

E-mail

acasadamosca@yahoo.com

Agenda

Início de Colheita - Chá Porto Formoso | 2 de Maio

Lido e percebido

"Onde está a minha terra? com o seu cheiro do mar misturado com o do trigo...que a brisa trazia da "ponte" até ao meu "jardim" onde me deliciava com a conversa do "tio evaristo"???...Está tudo tão perto da minha alma pois tudo faz parte do meu ser... Foi neste Porto Formoso que nasci, cresci e saí ficando para sempre.", comentário colocado por um anónimo no post Esclarecimentos em 14/02/2008

Últimos posts

Locations of visitors to this page