2007/01/30

Bolsa de Turismo de Lisboa

vista geral do pavilhão dos Açores
vitrine com o Chá Porto Formoso
Praia dos Moinhos

A BTL - Bolsa de Turismo de Lisboa é a maior feira nacional de turismo, com muitos países estrangeiros a fazerem-se representar. Com os seus 18 anos de existência é o local todos os profissionais de turismo vão para dinamizar o seu negócio, confraternizar e lançar as suas novidades.
Em 2004, da última vez que visitei a BTL, o Porto Formoso estava em grande, com a foto clássica da costa norte tirada do "nosso" miradouro de Santa Iria.
Não são todas as freguesias que têm o direito a aparecer na BTL. Estar lá significa pertencer ao grupo de locais que têm grande potencial turístico.
Este ano aparece o Chá Porto Formoso (com panfletos, pacotes de chá e vídeo) e a Praia do Moinhos (colocada por baixo do Jardim do Paraíso porque seria um insulto à Ribeira Grande que o seu magnífico jardim cheio de pirilampos ficasse por baixo de uma freguesia).
O futuro do Porto Formoso estará ligado ao turismo... só não se sabe é quando chega.

2007/01/23

Loja ou taberna (do Sebastião)

Frente da esquerda para a direita: Sebastião Pacheco Monte; António Pacheco; Manuel António Vieira; Artur Arruda; Manuel Paulo da Silva; José Mendonça; António Paulo da Silva; Manuel Vieira; José do Monte; João Paulo. Atrás da esquerda para a direita: António Ribeirinha; Manuel Mota; Jeremias Inácio (homem com chapéu). Ano de 1968?

Mais uma foto tirada do baú das recordações colectivas das nossas gentes.
A taberna ou loja fazia parte, para o bem e para o mal, do viver dos homens da terra.
Local de encontro, troca de experiências, emoções ao rubro pelos jogos (dominó, damas, bisca dos 6, copas, sueca, truco), negócios, copos cheios e vazios, vitórias e derrotas da nossa equipa escutadas pela rádio e visualizadas pela imaginação…
De tudo, o mais importante é, sem dúvida, o convívio que a loja proporcionava. A loja funcionava como um verdadeiro centro de convívio aberto a todos onde se ria, chorava, bebia, havia folia, pancadaria, enfim, vivia-se!

2007/01/17

Ribeira do Lugar - o que é preciso saber

A Ribeira do Lugar
Na época do povoamento, a ilha era coberta de denso arvoredo, sendo por isso difíceis as deslocações pelo seu interior. O porto de abrigo e a ribeira, com caudal de água permanente (durante todo o ano) foram certamente determinantes para o povoamento do “lugar” de Porto Formoso.
A Bacia Hidrográfica
O perímetro da bacia hidrográfica da Ribeira do Lugar, a grosso modo, poderá ser definido por uma linha que passa pela Rua Manuel da Ponte; Canada do Mato do Outeiro; Estrada Regional até ao Garajau; Caminho do Garajau seguindo para nascente até ao caminho do chá do Sr. Amâncio; no final do Caminho junto à Fábrica de Chá Porto Formoso o perímetro parte em linha recta até à entrada da Courela; continua pela rua dos Calços até ao Jardim. A bacia aqui limitada tem uma área de aproximadamente 890 000 metros quadrados
O Uso dos Solos
Nesta bacia hidrográfica nas “terras de pão” onde se cultivava o milho, a batata o feijão, o solo era mobilizado com frequência o que aumentava a taxa de infiltração das águas. Nos últimos anos a instalação de pastagens permanentes, facilita a escorrência superficial da água.
O Clima
No nosso clima são frequentes situações de precipitação, ao longo de vários dias, o que leva á saturação dos solos. Ou seja a água da chuva escorre á superfície quase na sua totalidade. Tem-se verificado situações estremas de precipitações da ordem dos 30 litros por metro quadrado, durante uma hora. Para a área em causa, a pequena Ribeira do Lugar, teria de suportar na sua foz, 26 700 000 litros durante uma hora.
O saneamento Básico
Os esgotos do Outeiro, a partir da Casa do Povo estão canalizados para a Ribeira do Lugar. Dos Calços a partir da entrada da Courela, também estão canalizados para a Ribeira do Lugar. Uma situação que se prolonga á muitos e muitos anos. Sem qualquer tipo de tratamento, águas pluviais esgotos domésticos, tudo é lançado na baía que chamamos, Porto Formoso.
As Conclusões.
As infra-estruturas existentes, ou seja, o aqueduto que passa sob a rua está sub dimensionado para o caudal da ribeira. Mesmo á vista nota-se o afunilamento, havendo registo de vários entupimentos.Por uma questão de saúde pública, respeito pelo ambiente e desenvolvimento económico é necessária a construção de uma ETAR estação de tratamento de águas residuais na foz da ribeira.Então, a partir destes investimentos PÚBLICOS, estão criadas condições para o investimento PRIVADO na zona mais nobre do Porto Formoso, e merecendo todo o apoio.A foz da Ribeira do Lugar carece de um ordenamento URGENTE.

texto da autoria do blogger JAGPacheco

2007/01/10

Quebrada à beira-mar

derrocada vista da Igreja
debaixo da terra estão 3 embarcações

Na passada segunda-feira, pelas 9:30 deu-se um deslizamento de terra junto ao porto dos barcos que deixou 3 barcos soterrados.
Quando é que as nossas autoridades vão fazer as obras necessárias na Ribeira dos Limes? Quando a ribeira levar o resto do quintal dos moradores da Canada da Gentes ou quando não existir mais terra entre o Cantinho do Cais e o final da ribeira? Para quando a ETAR?

Uma ribeira que se em 1990 conseguia-se atravessar com um passo, hoje tem uma largura e profundidade que dá para meter um camião pesado!

E-mail

acasadamosca@yahoo.com

Agenda

Início de Colheita - Chá Porto Formoso | 2 de Maio

Lido e percebido

"Onde está a minha terra? com o seu cheiro do mar misturado com o do trigo...que a brisa trazia da "ponte" até ao meu "jardim" onde me deliciava com a conversa do "tio evaristo"???...Está tudo tão perto da minha alma pois tudo faz parte do meu ser... Foi neste Porto Formoso que nasci, cresci e saí ficando para sempre.", comentário colocado por um anónimo no post Esclarecimentos em 14/02/2008

Últimos posts

Locations of visitors to this page