2011/07/08

Aos poucos




Aos poucos, aos poucos, vai se percebendo que a obra do porto de pescas do Porto Formoso deixa muito a desejar, tal como foi explicado aqui n´A Casa da Mosca corria o ano de 2008.

Na altura ninguém ousava criticar aquela obra. Pouco tempo depois surgiram notícias nos jornais e TV que os pescadores estariam descontentes com a obra (ainda nem há electricidade no porto), agora surge esta capa de jornal em que a Associação Ambientalista Amigos do Calhau denuncia o lamentável esgoto e a inqualificável e mal-cheirosa Ribeira do Lugar. Um caso de saúde pública.

Depois da merda despejada pela Ribeira Grande Mais no esgoto que vai dar à Areia do Cabo (já foi alguém preso, multado ou despedido por isso?), da vaca morta na Areia do Meio, continua a desgraça na baía mais linda de São Miguel.

Agradeço à Câmara da Ribeira Grande o contributo para proporcionar mais alegria neste país num momento de crise. As justificações da CMRG fazem rir o mais entediado dos seres humanos. Na altura das obras dos “merdosos” balneários da Praia dos Moinhos não sabiam que era preciso tirar uma licença para fazer as obras (esta ficará na história), neste caso afirmam que só agora descobriram que existem esgotos ilegais a despejar directamente na Ribeira do Lugar!

Se a intenção era destruir a nossa Baía Formosa ao menos que fizessem uma obra boa e que promovesse o futuro do Porto Formoso!

2011/07/04

Santos e Espíritos Santos

Há alguns anos atrás, as festas do Espírito Santo e do São João pareciam encaminhar-se para uma morte lenta, pela forma como decorriam. Os arraiais vazios, era o cabo dos trabalhos para arranjar pessoas para formar a procissão, as comissões eram dificilmente formadas e sempre por elementos mais velhos. Parecia que tudo tendia para o final.
Hoje, por um fenómeno qualquer que um sociólogo entendido na matéria explicaria melhor que o autor destas linhas, as festas estão cheias, os arraiais também, as comissões aliam a experiência dos mais velhos à irreverência dos mais novos, as procissões são enormes e engalanadas, enfim... a população retomou o gosto pelas festas populares.
Mais importante do que a maior intensidade das festas tem sido o florescer de novas idéias: as sopas em todos os impérios, actuações de artistas locais, até declamações de quadras por cavaleiros pudemos assistir!!
Digo, porque é isto que penso, que com a excepção da procissão de N. Sra. da Graça, estas festas, na devida proporção, têm sido mais animadas do que a festa principal da freguesia.
Fica aqui um registo em fotografia do Império dos Moinhos e em video do Império de São João (a partir do minuto 11).
PS. as originais sopas do Espírito Santo à moda de Santa Maria estavam deliciosas!

E-mail

acasadamosca@yahoo.com

Agenda

Início de Colheita - Chá Porto Formoso | 2 de Maio

Lido e percebido

"Onde está a minha terra? com o seu cheiro do mar misturado com o do trigo...que a brisa trazia da "ponte" até ao meu "jardim" onde me deliciava com a conversa do "tio evaristo"???...Está tudo tão perto da minha alma pois tudo faz parte do meu ser... Foi neste Porto Formoso que nasci, cresci e saí ficando para sempre.", comentário colocado por um anónimo no post Esclarecimentos em 14/02/2008

Últimos posts

Locations of visitors to this page