Boas Festas Portoformososenses


foto do Porto Formoso visto da estrada regional, data: ?
A todos aqueles que têm um lugar no corção reservado ao Porto Formoso, desejo umas Boas Festas e um Feliz Ano Novo.
Deixo aqui esta antiga e bela foto, de autor desconhecido. É sempre com gosto que são recordados os campos de trigo animados pelo vento de Norte, naquela que é a freguesia mais pitoresca do concelho da Ribeira Grande.
ps. aceitam-se sugestões de data para a foto, sabendo que ainda não exitiam as quintas, nem a canada do cemitério.

Comentários

JASRAPOSO disse…
NESTA QUADRA FESTIVA DESEJO TEMPO, MUITO TEMPO!

Não desejo um presente qualquer, desejo somente aquilo que a maioria não tem:
Tempo para divertir e tempo para sorrir.
Tempo para comemorar os sucessos conquistados, tempo para planear e realizar.
Tempo, não para ter pressa e correr, mas tempo para encontrar e não só vê-lo passar.
Tempo para encantar e tempo para confiar em alguém.
Tempo para tocar as estrelas, tempo para crescer e amadurecer.
Tempo para ensinar e aprender.
Tempo para recomeçar, no caso de fracassar.
Tempo, para poder voltar atrás e perdoar.
Tempo, para ter novas esperanças e para amar.
Tempo para ser feliz, para viver cada dia, cada hora como um presente.

Desejo tempo, tempo para a vida, tempo para a família.
Desejo tempo, muito TEMPO!
virafoto disse…
Caro Regedor, comparando esta foto com o enquadramento de uma actual diria mesmo que é dos anos, finais de setenta princípios de oitenta.


Primeiro se reparamos bem existe, uma casa, onde hoje está montada a antena de telemóveis.


Segundo por de traz da igreja vê-se um telhado, que parece ser recente, comparando, actualmente é a casa do Dionísio Coelho.

Terceiro, as quintas, só sei a que falta é a que está de Bananeiras as outras penso que já existiam.

Quarto, se reparamos bem, há um posto de alta Tensão, centrado em frente do Porto, logo quer dizer que é depois, ou dos anos sessenta.

Sendo assim, já exestia a canada do semitério, hoje Rua da Senhora do Carmo, logo grande parte das casas lado direito, já estavam feitas, e porque o ângulo não dá para ver mas a moagem, também já devia de existir, penso que foi construída logo no princípio, do ano sessenta.

Altura do ano, desta foto parece ser em Julho, visto o que se vê parece ser restolho, que fica após a ceifa do trigo.
Deixo assim a minha opinião aceito outras datas, mas melhor mesmo é perguntar ao Dionísio Coelho em que data ele levantou a casa. E aí ficamos a saber, que mais dois ou três anos, será o ano certo

Boas Festas, e Próspero Ano Novo, a todos os leitores desta Casa da Mosca!
JASRAPOSO disse…
O Natal é uma festa católica.

A mistica católica ensina-nos nesta época natalícia que devemos desprezar as coisas deste mundo e a caducidade corporal, elevando o nosso sentido para a espiritualidade e a vida eterna.

Em contraste com este sentido religioso, os políticos entram em nossas casas, através dos noticiários da televisão, com uma postura diametralmente oposta.

Não há telejornal que não apresente um jantar de misericórdia que é aproveitado para realçar as virtudes da entidade que o promove, servindo os comensais apenas para aplaudirem os discursos de caridade duvidosa.

O país vive em crise, mas há dinheiro para uma iluminação exagerada em todas as vilas e cidades. A festa irá terminar com o elevado custo do já tradicional fogo de artifício.

Pobre País, Pobre Gente que tais tutores tem...
JAGPacheco disse…
Nesta época Natalícia gostaria de enviar!
Votos de Boas Festas a todos os Porto Formosenses que visitam a “Casa da Mosca”.
Um abraço fraterno aos comentadores desta “Casa”
Saudações amigas ao “Regedor”
JAGPacheco disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
JAGPacheco disse…
A fotografia “antiga” apesar de ser a cores merece um comentário.
Mesmo que fosse tirada ontem, exactamente do mesmo local, a fotografia não mostraria a “Obra do Porto”.
Estão fora do campo da foto as casas canada do cemitério e as quintas da courela, mas confiamos na palavra do Regedor.
Caro acho muito interessante a sua observação relativa ao “restolho”, concordo perfeitamente como provável o mês de Julho. Até pela luz reflectida no lado sul da torre e pela sombra projectada pela fachada da igreja, poderíamos acrescentar, ter sido tirada por volta das cinco da tarde.
No entanto o “Poste” do meio da foto pertence á linha de abastecimento de energia eléctrica ao Nordeste, já ali existia muito antes do Porto Formoso ter electricidade, sendo assim as suas datas terão de ser recuadas uns bons anos.
falange disse…
Na tal hora


Há um ano que se aproxima do seu fim.
As horas esmagam-se nos dias que ainda restam,
De um mês tão perto de ser o primeiro.
Houve desejos que se afastaram de mim;
Há um presente que não ofereço, pois é meu por inteiro.


Há um corropio de gente à procura de sensações;
Oferecendo sonhos vão recebendo paz.
Há estrelas vestidas de luz... numa noite vista de perto;
Há um mundo de vida que Dezembro traz;
Na cor de uma madrugada cheia emoções.


Crianças invadidas pela inocência da idade,
Têm no sorriso a expressão da alma;
Pequenos corpos iluminados por uma enorme felicidade,
Fazem desses momentos o melhor de quem os ama.


Na tal hora tudo volta a renascer!
À volta da realidade há uma berço de fantasia,
Vai-se cantado em unísono uma musica a crescer...
A tal hora chegou... é a hora do Natal!


josé antónio braga furtado.



O dia de Natal está calendarizado no fim do ano, como os bens essencias estão estratégicamente no fundo dos hiper-mercados.
Porque será que as coisas boas e mais importantes estão sempre no fundo... nem que esse fundo seja o de um ano, de um hiper mercado...ou da alma...?


Um abraço
O Regedor disse…
Realmente apenas se vê o cemitério e não se vê o resto da rua. Logo aí enganei-me porque não é possível verificar se existem casas do lado direito e esquerdo da rua.

Em relação às quintas, vendo bom parece que não apareceriam na imagem.

Quanto ao poste de alta tensão concordo com o JAGPacheco e quase de certeza que na altura desta foto não deveria haver electricidade no Porto Formoso.

O facto da foto ser a cores confunde mais a questão da data. Apesar de não ser frequente a fotografia a em filme colorido existe desde 1935/1936. Embora quase de certeza ninguém tenha tido uma máquina de fotografia colorida até aos anos 50 por terras do Porto Formoso. Por aí é difícil chegar à data.

Enfim, o melhor mesmo é irmos pelo permoenor bem visto da data de feitura do telhado da casa do Sr. Dionísio Rebelo.

De resto era Verão e final de tarde concerteza, como já foi observado. A minha aposta vai para início dos anos 70.



Um Feliz Natal a todos dos leitores desta casa.

Abraço amigo ao Jagpacheco.
Silva disse…
O Natal é dos Cristãos Católicos e dos Ortodoxos.

Embora com calendários diferentes, são os Cristãos, de ambas as religiões, que celebram o Natal, e acreditem no nascimento de Deus, o menino nascido de Maria Virgem por Obra e Graça do Espírito Santo.


Como estamos muito perto da Noite de Consoada, seria bom, que todos nós fizesse-mos um exame de consciência, e na hora de jantarmos com a família, devemos não esquecer todos aqueles, que muito queriam ter um jantar, com a família mas por razões, muito óbvias, que muitos de nós não somos alheios, faz com que eles não conseguem ter perto de si, quem eles mais desejariam. Não devemos esquecer o nosso vizinho
mais próximo que por alguma razão, não consegue, ter um jantar de Consoada, por viver num mundo que não distribui, por igual, aquilo que qualquer ser humano teria direito. Pois como é Natal, no mundo dos cristãos que para mim são todos os seres humanos, sem distinção. O que eu pedia era muita paz, amor, viver sem guerras, drogas e um mundo despoluído, viver em paz com a mãe natureza. Logo o mundo seria diferente e todos os vindouros, muito bem podiam respirar o novo ar puro, bem doseado de oxigénio!

Do Silva, com muita paz, sem guerras e muito amor, um Bom Natal a todos os Leitores desta Casa da Mosca.
Silva disse…
Qual foto, isto foi um barrête dos grandes

Provavelmente o que deu origem a este postal do Porto Formoso, foi a de uma foto, as cores são de um Offset.

Se fizermos uma busca por Porto Formoso, vamos ver dois Postais com o mesmo enquadramento, um que diz Porto Formoso e outro sem o titulo, nada que nos tempos, que correm não seja possível de fazer.

Se olharmos para a Ponte já está quase toda convertida em pastagem, ao lado do cemitério tem uma garagem do Senhor José Madeira, mais nova, do que as casas da Canada do Cemitério, isto das primeiras, e a reparar nas cores vivas do telhado que parece ser a da casa do Dionísio, logo o Porto Formoso já tem Luz eléctrica, embora o Posto de Alta Tensão está ali desde 59 a 63? quando terminou a montagem do Transporte, de energia eléctrica, para o Nordeste. Logo este Postal é perto dos anos oitenta. No entanto fiquei muito satisfeito, com os pontes que muitos deram como referência. É caso para dizer, que davam para serem investigadores. Na próxima cuidado, o Senhor Regedor, tens aqui bloguistas muito atentos. Sem mais um bom Natal a si e todo o componente famíliar
MPFurtado disse…
Porque é Natal, são todos nós que o sentimos, mas principalmente as crianças, são os que mais o esperam, de que o Papá Noé, lhes venha trazer, bons prémios. Claro, como já há poucas chaminés, para por o sapatinho, e ele de fatinho descer em todas elas, era muito trabalhoso, o melhor foi ir, de porta em porta, ver com os seus próprios olhos, o brilho com que ficam a pequenada. Só mesmo fantazia, feita para crianças, que serão os homens de amanhã. Pois ai ficam a saber, que não há Pai Noé que lhes dei-a nada!.....Que triste fantazia!......
Meus amigos, pequeninos e graúdos, porque é Natal, a todos eu desejo Um Santo Natal, e Feliz Ano Novo. com muita paz amor saúde e alegria!..........
deus2deus disse…
A todos um Feliz NAtal. A todos sem distinção de raças, partidos, religião e sexo.

Um voto de feliz ano para todos em especial para os nossos emigrantes que nesta altura recordam com mais força a sua terra natal.

Adeus
JASRAPOSO disse…
Esta Casa da Mosca é uma autêntica caixa de surpresas. Então não é que há dias nos escreveu um nosso conterrâneo do Canada a saber da sua família. Investigámos e vamos informá-lo com mais pormenores directamente para o seu mail, como prenda de Natal.

Estamos a falar do Walter Manuel Botelho Rezendes que emigrou para o Canada em 1980, com dois anos de idade. Seguiu apenas com o pai em virtude da mão ter falecido com problemas do coração.

Este nosso amigo é neto da senhora Olívia Carreiro, que mora na rua Nossa Senhora do Carmo, e sobrinho da Susana que casou com o João Luís Benjamim e da Maria Gabriela, casada com o Manuel Rodrigues.
Silva disse…
Como é bom saber de noticias assim.

Claro conheço sua mãe, de nome Maria Zinha, seu pai de famílias do Porto Formoso, famílias do Senhor Castanho, ou de sua esposa? Que era vínhateiro, e residente, da fabrica da espadana, do Amâncio Faria e Maia. Sei que viveu, muitos anos na Terceira, regressou para São Miguel, já na idade adulta, e casou com a tal senhora, Maria Zinha, filha do Senhor Francisco Botelho, conhecido mais por (Francisco Louro) e de sua esposa Maria Olinda, deixou cá da parte materna seu tio Carlos e tias Gabriela e Susana. A ele e seu pai caso ainda ande neste, mundo, os meus votos de um Feliz Natal e Prospero Ano Novo, e a todos os imigrantes, espalhados por este mundo, que podem sempre contar, com a boa vontade dos comentadores, desta Casa da Mosca.
Penso que muitos de voces deviam participar, mais neste Blogo, que é sempre bom para quem gosta de estar a par do que se passa nesta Freguesia que é a nossa do Porto Formoso.

Do Silva, para este imigrante Walter Manuel, no Canada. Que bem conheço seus descendentes maternos.
emarq disse…
desejo boas festas felizes a todos Portoformosenses espalhados pelo mundo do Emanuel
JASRAPOSO disse…
NOITE AGITADA NO PORTO FORMOSO

Ontem por volta das 22 horas uma grande chuvada caíu na zona dos Moinhos, provocando várias derrocadas na Ladeira da Velha e no Caminho do Mato.

Nas traseiras da casa do Albano Pereira caíu uma grande pedra.

A pedido da Junta de Freguesia a Câmara Municipal fez deslocar para o local duas máquinas para desobstuir o caminho.

Além disso, a EDA fez deslocar também para o local uma equipa que cortou a electricidade naquela zona. A energia só será reposta após a conclusão das obras.

Os membros da Junta de Freguesia, juntamente com alguns populares não tiveram mãos a medir na desobstrução de esgostos para maior fruidez das águas.

A situação está controlada, mas o Serviço de Protecção Civil irá emitir um comunicado a informar a população que a tempo deverá agravar-se entre as 17 horas de hoje e as 5 de amanhã.

As entidades envolvidas nesta operação reuniram-se às 13 hrs na Sede da Junta de Freguesia para fazerem o ponto da situação

Mensagens populares deste blogue

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?

Águas Medicinais da Ladeira da Velha