Aparentemente férias

Desde Sábado, 6 de Agosto, que me encontro de férias no Porto Formoso. Deu para perceber que a Casa da Mosca é um tema quente na freguesia. Claro que nem todas as pessoas sabem da sua existência, mas ouve-se falar de uma “coisa que está na internet”.
É interessante verificar que a novidade é transmitida de pessoa para pessoa de uma forma sigilosa, como que “não digas que fui eu que disse, mas há um blog...” Será que a liberdade de expressão tem der ser divulgada na clandestinidade? Não! O que falta é a cultura da liberdade de expressão. De facto, muitos comentários pouco interesse trouxeram à discussão, mas muitos outros trouxeram ideias, propostas, informações e debate que servem de mote a que as pessoas pensem os problemas da freguesia, contribuam com ideias e não se limitem a dizer mal desta ou daquela pessoa. Houve até comentários que precipitaram acontecimentos importantes para o Porto Formoso: a construção do campo de futebol de salão, a troca da modalidade de basquetebol pela de voleibol, a descoberta do motivo da bandeira azul não hasteada, as listas dos partidos à junta de freguesia foram divulgadas numa altura em que praticamente ninguém as conhecia, etc. Não me parece que este blog e os seus bloggers sejam os responsáveis directos por tudo isto, mas as coincidências são demasiadas. Os comentários da Casa da Mosca são em número elevado comparados com outros blogs açorianos, as visualizações estão a chegar às 3000 num mês e meio, mas o que poucos sabem é que há muitas pessoas “importantes” da freguesia que vêem o blog quase diariamente, lêem todos os seus comentários, questionam-se sobre quem são os comentadores, mas não o comentam. O blog, para essas pessoas, é uma forma de se inteirarem das opiniões dominantes na freguesia. O que essas pessoas se calhar não sabem é que, ao lerem o blog e os seus comentários, estão a ser influenciadas, obrigadas a pensar na freguesia, nem que seja pelo simples facto da linguagem não ser um acto automático.
As férias dominam o blog e esta época do ano, a praia está cheia com ou sem bandeira e com ou sem esgotos, mas quase na calma dos dias solarengos e pachorentos estão a acontecer muitas movimentações na nossa freguesia... obras que se avizinham, contactos que se realizam para as festas. O Porto Formoso já esteve mais adormecido do que agora. Novidades virão.
Boas férias.

Comentários

JASRAPOSO disse…
Caros Bloggers,

Afinal há ou não obra feita no Porto Formoso, entre 2002 e 2005?

Procurei inventariar tudo o que se fez durante o referido período.

Estou a correr o risco de pecar por excesso ou por defeito.

Todos os factos aqui descritos poderiam ser documentados com fotografias - Tenho CD com elas - mas esta parte do blog não "suporta" aqueles documentos.

Não vou emitir qualquer juízo sobre a actuação - Autarquia e Governo Regional - que tiveram no Porto Formoso entre 2002 e 2005, deixo isto aos estimados bloggers.

- Electrificação do porto de pescas;
- Construção da segunda fase do loteamento para habitação;
- Construção de uma ponte na rua direita da Ribeira Seca, Moinhos;
- Construção de parque de estacionamento na Grota;
- Electrificação do jardim do Largo da Grota;
- Correcção da pavimentação do caminho da Mata Alta;;;
- Saneamento básico e pavimentação da rua direita da Ribeira Seca nos Moinhos;
- Pavimentação do troço da Eira do José do Canto;
- Colocação de uma placa comemorativa da batalha da Ladeira da Velha, no miradouro de Santa Iria;
- Compra de três computadores para uso do público, com ligação à internete, na sede da Junta de Freguesia. Uso grátis;
- Construção de passeios na Curva da Rua do Padre João B. do Couto;
- Reabilitação de dois abrigos de passageiros com painéis de azuleijos;
-Alargamento da curva do Coucinho;
- Construção de Muros nas Ribeiras do Coucinho;
- Recuperação dos lavadouros da Ribeira Seca, nos Moinhos;
- Pavimentação da Travessa do Vale Formoso;
- Pavimentação do Caminho do Mato;
- Construção do parque de estacionamento da praia dos Moinhos;
- Pavimentação da Ladeira da Velha;
- Reconstrução da ponte do Caminho da Mata Alta;
- Construção de reservatório no Salto, com capacidade de 100.000 Litros para abastecer a lavoura;
- Construção do paredão do jardim junto ao porto de pescas;
- Electrificação do jardim do porto de pescas;
- Remodelação da rede eléctrica de baixa tensão;
- Construção de três habitações;
- Compra de casa para realojamento;
- Apoio na recuperação de habitações degradadas;
- Pagamento do transporte para a escola, das crianças dos Moinhos;
- Apoio financeiro a eventos culturais;
- Reforço da iluminação do Campo de Futebol;
- Pintura da Igreja Paroquial;
- Oferta de equipamento musical ao grupo coral infantil;
- Oferta de computador ao Grupo de Jovens;
Obras em andamento:
- Montagem de estação de radiocomunicações;
- Campo polidesportivo;
- Caixa Multibanco - Em fase de negociação e
- Abrigo de passageiro no Ramal, início da obra em Setembro.

NÃO GOSTARIA DE TERMINAR SEM UMA PALAVRA DE AGRADECIMENTO A TODOS OS QUE COMIGO COLABORARAM NA ELABORAÇÂO DESTE DOCUMENTO.
-
JASRAPOSO disse…
A liberdade promove a aceitação social dos indivíduos pela comunidade.

Nas n/ sociedades há quem confunda liberdade com libertinagem.

Vem isto tudo a propósito do facto dos bloggers da Casa da Mosca usarem um pseudónimo e este espaço de debate apenas ser publicitado de maneira quase clandestina, de boca-a-boca.

Estes dois factos poderão indiciar que não há liberdade plena na nossa sociedade.

Só há liberdade quando as pessoas conseguem pensar pela sua própria cabeça. Devem aprender a escolher a sua própria política, a sua própria religião, os seus próprios amigos, as suas próprias reacções à vida. É claro que cometerão erros, mas ainda cometerão mais ao tentarem permanecer na velha rotina.
verdascada disse…
Informações seguras acerca dos leitores do blog: Sr. Emanuel Faria, Sr. José António Monte, Sr. João Manuel Furtado, Dr. Emanuel Furtado, Dr. Laudalino Moniz, Sr. José Raposo, Doutor João Teixeira, a lista do PS quase toda lê, a do PSD em parte, uma grande parte da juventude e até pessoas de fora da freguesia: prof. Sá Couto, Sr. José Soares, trabalhadores da CMRG, emigrantes.

Peço ao regedor que denuncie certos atropelos ambientais que por ca acontecem.
Tenho dito.
Godeluk disse…
Caro jasraposo,
perdoe-me a impertinênica para parece-me que a sua intervenção teve a preciosa ajuda do presidente da junta. Também já andei à procura do manifesto eleitoral do PS das últimas autárquicas mas a verdade é que não encontrei.

No entanto, é preciso ter em conta duas questões que acho que são essenciais para a discussão que o caro blogger introduziu aqui:

1ª- Muitas das obras obras realizadas na freguesia não foram de execução directa da Junta. Devíamos sim reportarmo-nos às obras realizadas directamente pela Junta de Freguesia, senão corremos o risco de estarmos a confundir algumas coisas.

2ª- Era de enorme importância ter presente as promessas feitas pelo PS e pelo Sr. Emanuel Farias, através do seu manifesto eleitoral, para se perceber efectivamente o que foi e não foi feito. Não o tendo presente custa-me muito a crer que todas as promessas tivessem sido cumpridas.

Não falo do PSD prepositadamente porque este que não ganhou as eleições não pode ser avaliado nestes moldes.

Por isso nem vale a pena falar do manifesto do PSD e do seu candidato Sr. João Manuel Furtado que, aliás, devo dizer, teve uma falta de humildade democrática do mais atroz que pode existir: Não tendo ganho as eleições recusou-se a assumir o mandato que lhe foi confiado pelos seus eleitores para a Assembleia de Freguesia.

Portanto, meus caros amigos com "políticos" (e escrevo entre aspas poque não o são verdadeiramente) destes estamos muito mal. Diria mesmo muito mal representados.

Godeluk falou
AGUIA disse…
Acerca da descrição do bloger JASRaposo gostaria de dar a minha opinião.

Aquele blogger apenas indicou as obras num determinado período de tempo não especificando quem as efectuou.

Idicou a autarquia e o Governo Regional, queria acrecentar também a EDA.

Acho normal que as pessoas lêm o blog, não sei qual a necessidade de as "denunciar".

Porque é que ninguém fala nas (in)actividades da Casa do Povo??

Quem são os seus dirigentes??

Como foram eleitos???

Quando é que há eleições???
Caros Bloggers,
gostaria apenas de dizer que em relação às pessoas mencionadas pelo blogger verdascada, algumas delas estão identificadas não só como leitores mas também como comentadores dos posts do regedor.

Importante era mesmo que todas as pessoas que têm conhecimento do BLOG não só lessem mas também contribuissem com comentários e ideias válidas.
Caros bloggers e em particular caro águia,
não pude deixar de reparar que ja não é a primeira vez que coloca essas questões em relação à Casa do Povo e aos seus dirigentes, que supostamente não sabe quem são...

Pela pertinência da questão, pediria a quem tem esse tipo de informação previligiada acerca da Casa do Povo que as transcrevesse aqui no BLOG.

Seria importante ver respondidas as três questões colocadas pelo blogger águia.
JASRAPOSO disse…
SR. Águia,

Consegui apurar o nome de tres dirigentes da Casa do Povo:

- Dr. Laudalino Moniz,
- D. Luísa Cabral
- Prof. Nazaré.

Apesar dos meus contactos nao conseguir apurar mais nada.
Cavalete disse…
Pude constatar um rol extenso de "obras" e "apoios" alegadamente realizados pela junta de freguesia e CMRG, conforme apresentados pelo blogger jasraposo. Se realmente tudo isto foi realizado entre 2002 e 2005, e uma grande maioria dos eleitores que votaram Emanuel Furtado e Antonio Pedro estão descontentes com a sua actuação, só posso admitir três cenários explicadores de tal descontentamento:

1) Existe um problema grave de comunicação da obra realizada. Nesse aspecto não existe marketing político que resista a tal problema;

2) A obra realizada, por maior que seja, não vai de encontro aos anseios dos eleitores;

3) Afinal o "rol" de obra feita poderia ser muito maior. Seria importante fazer uma comparação entre a obra realizada e a obra que poderia ser realizada, tendo em conta os recursos financeiros disponíveis.
JASRAPOSO disse…
A "ARENA" está a desenvolver uma campanha contra o consumo de energia.

Pena é que essa campanha não chegue ao Porto Formoso.

Aqui vai também o meu testemunho de que as luzes exteriores da Escola dr. Laudalino Moniz estão ligadas em permanência àcerca de um mês.

A Câmara da Ribeira Grande, que paga a conta à EDA, não tem um funcionário no Porto Formoso que lhe faça chegar esta informação??
AGUIA disse…
Já estamos a menos de um mês das Festas de Nossa Senhora da Graça.

Onde está o programa das Festas.

Esperemos que não seja uma monotonia como nos últimos anos.

Será que a Comissão de Festas não tem capacidade de promover algumas iniciativas capazes de cativar mais gente à freguesia?

Ou estamos todos a ser vítimas do péssimo relacionamento entre a Comissão Fabriqueira + a Comissão de Festas contra a Junta de Freguesia??

Sem saber quem tem razão, convém referir que apenas a última foi eleita.

Julgo que já não há eleições para as Comissões da Igreja desde o tempo do sr. Padre Humberto
Caros bloggers e em particular cavalete,
gostaria de fazer uma pequena correcção. O blogger cavalete diz:
"...uma grande maioria dos eleitores que votaram Emanuel Furtado e António Pedro estão descontentes..."

Penso que quereria dizer "...uma grande maioria dos eleitores que votaram Emanuel Farias e António Pedro estão descontentes...", visto que o Sr. Emanuel Furtado não foi candidato nem à Junta de Freguesia nem Câmara Municipal...

Gostaria, apenas, de fazer mais um reparo: O FORUM AUTÁRQUICAS não é neste post, pelo que o que seria conveniente, no meu entender, seia colocar os comentários relativos a esta matéria no respectivo post.

Um bem haja a todos
Nightmare00 disse…
peço ao regedor que crie um novo post onde se possam referir actividades que visam enaltecer a nossa freguesia. estou, dada a ausência da "casa do povo", a pensar criar um grupo de trabalho para que se volte a realizar o Cortejo de Carnaval. gostava de saber as vossas opiniões acerca desta possibilidade e, eventualmente, que fizessem sugestões. pelos contactos que tenho estabelecido com o nosso povo a receptividade é boa. espero pela abertura do ano lectivo para sondar do interesse da escola do porto formoso também participar neste evento.
O Regedor disse…
As festas da Sra. da Graça serão um bom tema para a rentrée do blog após as férias. Muito haverá a dizer.
O Regedor disse…
Caros leitores,
o comentário seguinte não está relacionado com os assuntos em debate até agora. Encarem-no como um desabafo.
Fui na passada segunda-feira às festas dos Fenais da Ajuda. Quando iamos estacionar, um polícia da esquadra da Maia disse que ali não podia ser, embora o local me parecesse adequado. Respeitamos a ordem e fomos parar o veículo bastante longe da zona da festa.
Ao caminharmos para a festa deparamos com o referido polícia a deixar parar um carro no mesmo local. Quem era o condutor? O filho.

Está tudo dito. O facto é que o Porto Formoso pertence ao raio de acção daquele polícia. Infelizmente...
verdascada disse…
A polícia quantas vezes passa no Porto Formoso em patrulhamento?
AGUIA disse…
Portugal é o país mais infeliz da UE a 15

Portugal é o país com a menor taxa de felicidade entre os 15 países que formavam a União Europeia (UE) antes do último alargamento, indica um estudo agora divulgado.



O estudo, intitulado «O que Compra a Felicidade?», foi publicado agora pelo Instituto Alemão de Estudo do Trabalho (IZA), sedeado em Bona, e é da autoria de Christian Bornskov, Nabanita Datta Gupta e Peder Pedersen.
A análise assentou nos inquéritos promovidos pelo Eurobarómetro, o serviço da Comissão Europeia de análise da opinião pública, entre 1973 e 2002, junto de Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal, Reino Unido e Suécia.

Os autores fizeram a média das respostas à pergunta «Como classifica em geral a sua satisfação com a vida que leva?», que consta do inquérito, que dá quatro possibilidades de resposta: muito satisfeito, que é quantificado em 4, satisfeito (3), pouco satisfeito (2), nada satisfeito (1).

Portugal surge em último lugar com uma média de 2,52 enquanto os dinamarqueses apresentam o valor mais elevado com 3,61. Mais de metade da amostra situa-se acima dos 3 pontos.

A seguir à Dinamarca surgem, por ordem decrescente, Suécia, Luxemburgo, Países Baixos, Irlanda, Reino Unido, Finlândia e Áustria. Na metade inferior aparecem, também por ordem decrescente, Espanha, Alemanha, Bélgica, Itália, França e Grécia.

A análise da tendência do «bem-estar subjectivo», como é classificado, em 15 países europeus, entre 1973 e 2002, conclui que uma das principais explicações dos resultados está na comparação do crescimento do produto interno bruto (PIB) no momento da resposta com o crescimento verificado no passado recente.

Também com um forte peso explicativo está o crescimento da esperança de vida. Ao contrário, o crescimento da taxa de desemprego só aparece com significado quando é aferida pela ideologia do votante médio.

Os autores salientam que a tese dominante de que maiores rendimentos conduzem a maior felicidade só se tem comprovado em alguns períodos de tempo dentro de alguns países, e não para o conjunto dos países com rendimentos mais elevados.

Este «paradoxo», como dizem, é explicado com as comparações relativas que os indivíduos fazem com os seus pares ou vizinhos ou com o aumento das suas expectativas quanto a futuros aumentos de rendimento à medida que este aumenta.

Diário Digital / Lusa

22-08-2005 19:21:00
JASRAPOSO disse…
A Igreja deve existir para cultivar a doutrina divina e não para se transformar em património económico, que acaba por ser destuído pela sociedade humana.

Porém, os poderes temporais, a quem compete a missão de dotar a sociedade com estruturas de bem-estar, acabam por não cumprir o que lhes compete.

Este procedimento leva a que a Igreja seja obrigada a actuar em campos que não deveriam ser os seus.

Palmilhando terrenos alheios a Igreja sujeita-se às mais diversas criticas.

Porém, quando as suas obras são feitas em benefício de toda a sociedade, devemos ter a obrigação de lhe reconhecer o mérito.

A apatia, e porque não afirmá-o DESLEIXO, de algumas autoridades levou a Igreja a enveredar pela construção de um amplo espaço social.

Anexo a esse edifício ficará a Casa Mortuária.

A iniciativa e prioridade dada ao anexo vem demonstrar, da parte de quem teve a iniciativa, o respeito que merecem os mortos.

Penso que esse respeito, no que diz respeito à Igreja, apenas ficará completo com a recuperação da campa do sr. João Custódio.

Um homem bom que, na década de sessenta do século passado, muito fez pela Igreja, foi vítima de um gestor incauto que há alguns anos resolveu retirar a cruz com a respectiva fotografia de uma campa que era propriedade do referido senhor.
carago disse…
caro amigo jasraposo,
vejo que o amigo é uma pessoa muito bem informada (supostamente)gostaria que o amigo nos informa-se de quem são as obra que o amigo descreveu. para uma junta de freguesia, acho eu, as obras que o amigos descreveu são muitas, assim ficariamos a saber quem fez o quê.

ps: caro aguia seria melhor você enumerar as obras particulares também. será que a casa que eu vou construir também conta como obra realizada no porto?
AGUIA disse…
Um Jornal diário desta semana anunciava que uma senhora que passao verão na praia dos Moinhos tinha apresentado queixa sobre um esgosto de desagua naquele local.

A Câmara da Ribeira Grande mandou imediatamente um técnico para resolver a situação.

Os "pretos" que habitam todo o ano no Porto Formoso têm que se amanhar com os esgostos que vão para a Areia dos Barcos e Areia do Meio, além do mau cheiro junto à Ribeira do Lugar.

É esta a Câmara que temos.
verdascada disse…
Concordo e assino caro águia.
a_voz_do_povo disse…
perguntem ao presidente da junta pelas tranferencias efectuadas pela CMRG para a resolução deste e de outros problemas com as ribeiras no porto formoso.

ps: ao ponto que chegamos! já se tiram fotografias a obras por efectuar.
Caro blogger "a_voz_do_povo",
das duas uma: Ou o caro blogger não percebeu a intervenção do blogger "aguia" ou então não sabe o que diz...
E se diz o que diz e da forma como o diz, parece que perguntou a alguém e, mais uma vez, das duas uma: ou não fez a pergunta como deve ser ou quem lhe explicou fê-lo muito mal.

Isto não se trata da ribeira que passa na praia dos moinhos, mas sim do esgoto das casas de banho da praia.

Se questionasse o presidente da câmara sobre a propositura da praia dos moinhos a ser galardoada com a bandeira azul, se calhar ele ficaria embaraçado porque andou a atrasar a situação, porque parece que ele toma conhecimento das coisas tardiamente, fez o tal pedido à comissão da bandeira azul no último dia do prazo.... E esta hein???

Depois houve alguém que o alertou para a situação do esgoto e outra pessoa ainda deu-lhe a ideia de colocar umas casas de banho amovíveis, à qual ele anuiu. Novamente a primeira pessoa disse-lhe que essas "coisas amovíveis" ficavam feias na praia e ele voltou atrás quanto à ideia brilhante. Deste modo fica demonstrado que o presidente da câmara é um verdadeiro CATA-VENTO, o que para muita gente já não era novidade, pelo menos para mim...

Se pedisse ao presidente da junta sobre as tranferências totais da câmara para a junta ele certamente as facultaria. Pelo menos eu estou em crer que sim.

Finalmente, gostaria de lhe fazer um apelo, que só o acata se assim o entender, deixe-se que questões mesquinhas e de insinuações vagas e ambíguas. Para bem de todos os leitores e comentadores deste blog.

Um bem haja a todos
a_voz_do_povo disse…
O ESVARISTO TENS CA DISTO
a questão é que ninguém respondeu á minha pergunta. quem cala consente.
a_voz_do_povo disse…
outra coisa para que é que existe junta de freguesia?
suponho que é para resolver este tipo de problemas a não ser que o seu unico trabalho seja fazer favores a A e B.
O caro blogger "a_voz_do_povo" fez alguma pergunta?

Pelo menos eu não dei por isso...

A não ser que eu já não saiba ler...

Se calhar devia mesmo pedir, e transcrevo, "ao presidente da junta pelas tranferencias efectuadas pela CMRG para a resolução deste e de outros problemas com as ribeiras no porto formoso"

Certamente que ele as facultará...

Um bem haja a todos
JASRAPOSO disse…
Já que se fala em transferências seria um bom exercício saber o seguinte:

- Valor do orçamento da Câmara Municipal da Ribeira Grande durante este último exercício e

- Qual a percentagem aplicada em cada freguesia.

Assim acabariam todas as dúvidas
a_voz_do_povo disse…
amigo evaristo tens ca disto,
deixe-se de paneleirices e diga-me se a junta não tem reponsabilidades sobre o assunto relatado pelo aguia.
James Dean disse…
Este comentário vai para o Sr. jsraposo. Acho muito bem nomear as obras que a Junta realizou, mas muitas das que estão lá foram realizadas pela autarquia e governo regional, acho que deveria separar as coisas. Portanto agradecia nomea-se só mesmo as obras que a Junta realizou, para bem da verdade e do bom nome da Junta.
James Dean
JASRAPOSO disse…
Numa altura em que havia lideres no Porto Formoso o Jornal AÇORES publicava, no dia de festa de N.S. da Graça, uma página alusiva à nossa freguesia.

É justo homenagear aqueles que souberam levar longe o Porto Formoso.

Com a devida vénia vamos transcrever parte de um texto publicado no aludido jornal:

"O Porto Formoso é um Trecho verdejante e encantador na nossa bela ilha de S. Miguel. Nos últimos temos lhe vem chamando ILHA VERDE, tao verde e tao formosa como bem lhe chamou o padre Rademarker, erudito missionário que por aqui passou no ano de 1867, poeticamente, despedindo-se dela com uma linda poesia, da qual recordamodos os seguintes passos:

Quando de longe teu nome
Outrora ouvi pregoar
Nao te julgava tao linda
O linda perola do mar

Bem hajas formosa terra
Que me consolas assim...
Bem hajas perola dos mares
Bem hajas, o meu jardim"

Os custos dessa publicaçao eram suportados pelos seguintes amigos do Porto Formoso - Amancio Machado Faria e Maia, António Lima Raposo, Joao Moniz, José Moniz de Sá, José Moniz Madeira e José Furtado Couto.

A coordenaçao da pagina era da responsabilidade de Manuel da Costa Dias.
JASRAPOSO disse…
Um investigador sobre o passado histórico do Porto Formoso, chegou à conclusão que a actual imagem de Nossa Senhora da Graça chegou a esta freguesia no ano de 1907.

A imagem foi recebida nos Moinhos e veio em cotejo até à igreja.

A actual imagem veio susbtituir uma muito antiga e pequena que ficou guardada na sacristia.

Com o passar do tempo os olhos da referida imagem cairam, ficando conhecida pela Senhora da Graça Ceguinha.

No princípio da década de setenta, do século passado, o então pároco resolveu ocultar essa e outras imagens velhas da população.

Foram colocadas entre o telhado e o forro da sacristia.

Uma senhora viúva e com muito dinheiro na altura, fez uma proposta ao pároco para comprar as referidas imagens.

O negócio fez-se pelo canada da noite...

Para que ninguém desse pela manobra as imagens foram retiradas pelo telhados, por dois carpinteiros da n/ freguesia, um dos quais já morreu.

Fica aqui o registo para quem se dignar desenvolver esforços em recuperar um património da n/ freguesia.
AGUIA disse…
A inauguração da casa mortuária foi mais um lamber de botas do pároco do Porto Formoso.

Quando é que este senhor vai entender que a igreja é apartidária?

Se essa obra foi da responsabilidade da Comissão Fabriqueira, porque é que o Presidente da Câmara da Ribeira Grande é que fez declarações para a imprensa?
quebra_queixo disse…
da mesma maneira que a CMRG faz obras e a junta de freguesia diz que foram feitas por si.
Ismael disse…
caros colegas

Só gostava de deixar aqui um ou dois pontos que julgo necessário ser dito, assim sendo começaria por dizer ao "EVARISTO" que a candidatura ao contrário do que ele ou ela insinua nao foi entregue no ultimo dia, mas sim dentro dos prazos legais, e que a questão da ribeira ou mesmo do esgoto, nao foi causa só pela não atribuiçao da bandeira azul, nao nós vamos esquecer também que existe um snack-bar que teima em construir sem licenças, entre outras.

Outro ponto seria identificar as obras realizadas pela CMRG, e que surgem numa revista distribuida pela Junta de Freguesia, com o intuito de iludir os eleitores para as obras supostamente levadas a cabo por parte desta, enganos meus caros, se tem obra realizada pela Junta só se for a revista.

Já agora não seria boa ideia, em vez de ser somente as verbas transferidas por parte da CMRG, a serem solicitadas ao presidente da junta, serem tambem pedidas as verbas por parte do Governo Regional, e expor à populaçao e explicar onde para todo o dinheiro recebido? onde foi investido? que obras foram feitas?

Sei que seria dificil explicar, mas acho que perante o cenário certamente haveria respostas, nao nós podemos esquecer que na revista foram muitas as obras realizadas.

Para terminar, na inaguraçao do Polidesportivo nao vi desta vez, o mestre José Contente ou o Presidente do Governo Regional, que teem o costume de se auto-convidar, afinal de contas para além de serem os financiadores de tamanha obra, foi a unica obra levada a cabo por esta Junta de Freguesia.

Cumprimentos

Ismael
verdascada disse…
caro ismael,

as suas intervenções, embora não concorde, estão a subir de nível.

bem haja
Caro Blogger ismael,

o verão já passou e para mim este assunto está encerrado. Para o ano há mais.

Devo dizer-lhe que no último dia é dentro dos prazos legais efectivamente. Mas a questão essencial não é esta. É sim o fazer das coisa "em cima do joelho" como é hábito desta câmara.
Se perguntar a algum deputado municipal sobre a forma como os documentos chegavam à Assembleia Municipal para aprovação, este dirá que chegavem cheios de erros de contradições.

Já em relação ao snack bar da praia, se as obras estão sem licenciamento, eu nada tenho com isso. O que é facto é que as obras de beneficiação do tal estabelecimento, sem licença, nada contribuem ou contribuiram para a atribuição ou não da bandeira azul.

Meu caro blogger quanto a tranferências de verbas só as Câmaras é que têm obrigação, conferida pela Lei, de fazer as respectivas transferências para as Juntas de Freguesia.

A relação entre o Governo Regional e as Juntas é meramente com base em protocolos de cooperação, ou seja, o Governo não transfere recursos financeiros para as Juntas.

No entanto, estou certo de que se pedir ao presidente da junta as recpetivas transferências, ele certamente que as facultará.

Quanto à presença de membros do Governo na inauguração do Polidesportivo nada tenho a comentar.

Cada um fica com as afirmações que profere.

Um bem haja a todos
Ismael disse…
Para sua informaçao o snack bar acima referido teve e em muito peso na nao atribuiçao da bandeira azul.
Outro assunto, se o governo regional nao transfere recursos finaceiros para as juntas, e estou em pleno acordo consigo, entao deve haver muitos protocolos de cooperaçao entre os outorgantes, para as obras referidas na publicaçao?
Fica aqui a interrogaçao
Caro blogger ismael,
esta é a última vez que lhe respondo sobre estes assuntos.

Mais uma vez afirmo, com toda a certeza, que as obras de beneficiação do edifício snack bar nada contribuiram para a atribuição ou não da bandeira azul.

Em relação às não transferências do Governo Regional para as Juntas de FReguesias, não é uma questão de estar ou não de acordo. É assim por Lei.

Para finalizar devo dizer-lhe que não sou presidente de junta, caso ainda não tenha percebido.

Mas dou-lhe um conselho, se me permitir, obviamente. Peça a documentação ao Presidente da Junta. Estou certo que ele as facultará.

Ou será que não pede para não devendar a sua verdadeira identidade????.....

Um bem haja a todos
Ismael disse…
mais uma vez lhe digo que teve influencia na nao atribuiçao da bandeira, em relaçao à junta e suas transferencias, tb conheço o diploma das finanças locais
verdascada disse…
caro ismael,

leia o post onde está o wally e irá verificar que a bandeira azul foi suspensa devido a obras ilegais na rampa de acesso à praia.

Mensagens populares deste blogue

Águas Medicinais da Ladeira da Velha

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?