Imaginação

Alguém a sabe definir?
Para o fazer há que a ter.
Só a tens se parares de fingir
E procurá-la sem temer.

Não é difícil chegar até ela.
Ela não foge, ela não morde,
Tens de saber tocar nela,
Com calma e vontade.

Ela tem tudo para te dar,
Seu corpo é transparente,
Não usa asas para voar
Num céu parecido com a mente.

Ela atrai ideias escondidas
Em pensamentos solitários,
Ela sonha com coisas esquecidas
Em cérebros como quartos escuros.

Podes gritar com ela, é surda!
E a voz que usa é misteriosa.
Há quem diga que é doida
Por uma realidade virtuosa.

Com ela libertas-te da tua solidão,
Voas por cima da alma,
Sentes o mundo na mão
E refugias-te numa única calma.

A natureza por ela foi criada,
Tudo que te passa ao lado
São sopros de nada
Que te fazem ser inventado.

Vais fugir com ela?
Ela sabe sempre para onde ir.
Se és tu que pensas, acredita nela
E descansa em sítios para não desistir.

Que as ruas por onde andas
Levem-te ao fim de uma canção,
Com nome e sem letras
Vais dançando na minha imaginação.

(autor: josé antónio braga)

Comentários

Cavalete disse…
Parabéns ao Gnusson por este poema!! Espero que ele saiba agarrar eventuais oportunidades que surjam na sua area artística.

Acho que o blog pode ser um lugar previligiado para divulgação do seu trabalho.

Uma outra nota:
Devemos estar atentos, nos próximos meses, ao junior do S. Clara Ruben Rodrigues, conhecido no meio futebolístico por Mania. Este rapaz, de 18 anos, é um filho da nossa terra. É filho da Espirito Santo casinha e do João Rodrigues (irmão do Floriano) e reside em Ponta Delgada.

Ele vez todo o percurso futebolístico no S. Clara, desde os iniciados, e sempre se assumiu como um ponta de lança com fortes capacidades goleadoras. Já tem vários títulos regionais e jogou a maioria dos jogos como títular indiscutível.

Neste momento está a treinar com a equipa sénior do S. Clara, sob a observação do treinador Mário Reis. A sua transferência para a equipa sénior e as boas exibições em jogos particulares do S. Clara já merececeram bons comentários de jornalistas em jornais regionais e nacionais (record).

Vamos torcer para que este filho do Porto Formoso consiga lugar na equipa principal do S. Clara!!
Cavalete disse…
A Polícia Judiciária anunciou a detenção de um indivíduo suspeito da morte do Pereira durante a noite da passagem de ano, na freguesia da Maia.

Fonte: RTP1
deus2 disse…
José Pereira que a sua alma esteja em eterno descanso.

Parece que a judiciária está a investigar o caso.
formosinho disse…
Não sabia que o braga escrevia.
este poema que sirva para o pessoal usar mais imaginação e abrirem os olhos ao mundo.

bem hajam
formosinho disse…
No jornal açoriano oriental


PJ detém homem na ilha São Miguel por alegado homicídio
03-01-2006 20:37:00
por Lusa


A Polícia Judiciária anunciou hoje a det enção de um homem suspeito de homicídio na noite de passagem de ano, na localida de da Maia, ilha de São Miguel.


A Polícia Judiciária anunciou hoje a det enção de um homem suspeito de homicídio na noite de passagem de ano, na localida de da Maia, ilha de São Miguel.

Segundo o Departamento de Investigação Criminal de Ponta Delgada da PJ, a vítima, um cidadão português de 46 anos, encontrava-se a dormir na sua residê ncia, que era compartilhada com o presumível autor do homicídio.


"O agressor, provavelmente movido por sentimentos de vingança, tanto ma is que existiam desavenças entre ambos, provocou-lhe lesões graves que determina ram a morte", adiantou o comunicado da PJ.


O detido, de 26 anos, foi presente segunda-feira a Tribunal para primei ro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção de apres entações periódicas às autoridades policiais, acrescentou a Polícia Judiciária.
Bitta disse…
O nome original do teu blog chamou-me a atenção e resolvi estreitar... valeu a pena!
Já dei aulas na Maia e conheço muito bem o Porto Formoso... por isso cativou-me ainda mais!

Quanto ao poema... é lindo... a imaginação faz parte de nós! Sem ela o nosso mundo fica árido e seco!!!
JAGPacheco disse…
Talento!

Surpreendente esta faceta do José António Braga, sem dúvida, á aqui uma alma de poeta. Ainda bem que a “Casa da Mosca” divulga os jovens valores da nossa terra.

Da mesma geração do José António gostaria também de aqui realçar, um outro jovem talento, o Paulo Alexandre Rebelo um verdadeiro “animador” que escreveu a adaptou alguns textos para o Grupo de teatro do Porto Formoso. Presentemente a viver no continente, mas sempre ligado as artes do palco, ainda o ano passado visitou São Miguel em digressão como membro do coro “Ricer Care”

No Porto formoso pode-se dizer que a arte do Teatro é uma tradição, graças a impulsionadores, já aqui referidos, como os professores Teotónio, Calisto e Amâncio Leite.
Sendo o Teatro uma actividade tipicamente de Inverno, oxalá que até próximo, possa renascer um grupo com IMAGINAÇÃO. Pois estamos certos de que existe talento e de que o Público não faltará com todo o seu carinho!

Saudações Formosas

JAGPacheco
O Regedor disse…
Caros bloggers,

O mapa mundo que assinala os locais onde estão os nossos visitantes foi "apagado" e começando de novo desde o dia 2 de Janeiro. Assim, desde 2 de Janeiro até ontem o blog registou visitas dos seguintes locais:
5 locais no Canadá;
4 nos EUA;
1 no Brasil;
1 em Israel; (esse não esperava!)
1 em Macau;
1 Espanha;
1 na Nova Zelândia.
De referir que no seu conjunto, os portoformosenses a residir em Portugal Continental visitam A Casa da Mosca com a mesma frequência do que os que estão nos Açores.
Estes dados fazem-me pensar na importância que tem este blog para os que estão longe de casa.
Por isso, agradecia que quem tem pessoas do Porto Formoso conhecidas lá fora que divulgue este blog.

caro jagpacheco mais informo que o Paulo Alexandre Rebelo também tem um grande talento para o desenho e que já recebi o email como combinado.

Já agora aproveito para reafirmar que este blog pretende promover e discutir o Porto Formoso e os Portoformosenses, por isso, quem tiver alguma coisa sua (poemas, fotos, desenhos, etc.) que queira partilhar com todos poderá enviar para o email do blog.

Cumprimentos a todos
gulantina disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
gulantina disse…
Não sabia dos dotes do José António. Pelos vistos há alguns talentosos encondidos na freguesia.
Cavalete disse…
Argolada do Expresso das Nove de 7/01/2006

"À beira-mar plantada

Cá o Argolas gostava de saber como está a situação da esplanada ilegalmente instalada na praia do Porto Formoso. Não me admiraria se o caso já estivesse resolvido e, entretanto, tudo continuasse na mesma. Isto a avaliar por umas coisas que o Argolas cá sabe..."

Agora pergunto eu: já ouve reacção da junta de freguesia ou da CMRG? Os bloggers que fazem parte da junta deveriam dar mais informação.
deus2 disse…
Costumo criticar a junta e a câmara, mas se nenhum orgão age em conformidade qualquer pessoa pode apresentar queixa na secretaria do ambiente. O presidente da rrepública que chegou a hora de cada português perguntar a si próprio o que pode fazer por Portugal.
Pensem no que cada cidadão do Porto Formoso pode fazer pela sua freguesia.
bem hajam
JASRAPOSO disse…
Através dos poetas podemos verificar que as pessoas não precisam de coisas, necessitam é de cultura.

O que isto significa na prática é que precisamos de ter uma compreensão total e pormenorizada das necessidades da sociedade em que vivemos. Só servindo é que podemos ter oportunidade de expandir o nosso SER em toda a sua dimensão.

As sociedades movidas pelo lucro fácil e pelo oportunismo transformam-se numa autêntica selva.

Vamos, pois, dar uma oportunidade aos idealistas em detrimento dos oportunistas.
AGUIA disse…
É estranho verificar as classificações atribuídas por alguns bloggers às forças vivas da freguesia.
É inacreditável que perante tantas críticas se tenha dado nota positiva a algumas delas.
Atrevo-me a dizer - SÃO NECESSÁRIOS ÓCULOS.
A corrupção é classificada de integra.
As bestas são consideradas dóceis e
Os irresponsáveis são inteligentes.
Assim não vamos a lado nenhum e continuaremos a ser uma freguesia atrasada.
O progresso só se obtém agindo e falando a verdade.
JASRAPOSO disse…
Notícias do Porto Formoso

Faleceu ontem a D. Lurdes Martins, viúva do sr. João Furtado e mãe de Fátma Furtado, António Furtado, Padre João Furtado e José Furtado.

O seu funeral será hoje à tarde na nossa freguesia.
O Regedor disse…
Este fim de semana várias pessoas disseram-me: "o poema do braga está fixe!"
Se calhar muitas dessas pessoas nunca tinham pensado que existisse alguém na freguesia capaz de escrever bem um poema, tirar bem uma foto, fazer um bom desenho, etc.
Eles (as) andam aí, nós é que estamos ceguetas.

cumprimentos

ps. amanhã há novo post
AGUIA disse…
Até que enfim, sr. Regedor.

Espero que já tenha terminado as férias de Natal e volte em força nesse novo ano
costaneira disse…
Boa Braga, o poema esta fixe!
costaneira disse…
Boa Braga, o poema esta fixe!
James Dean disse…
Este post vai dedicado ao amigo "Pereira", pois só há dois dias é que soube que tinha sido ele o assassinado na Maia.
Que a sua alma descanse em paz, pois na memória fica as suas famosas caldeiradas de peixe, que até hoje ainda não comi melhor... Nos tempos em que morava na Praia dos moinhos.
Deus o tenha num bom lugarinho...

James Dean
gnussen disse…
Perpendicular


Foi nesse jeito que cresci,
Trazendo para mim e por mim,
Interstícios em vácuos indecifráveis.
Foi assim desse jeito que cresci,
Na espreita inconsciente de mim próprio,
Recusando na iminência razões simuladas...
Foi assim que fui crescendo.

Nos frios que as manhãs ditam,
Renasceu sempre a mesma ideia;
Quase congelada nos subúrbios da mente,
Recebeu, da luz do dia, a transparência,
A claridade pura de quem cresceu...
Perpendicular à dignidade e à essência

Sempre a crescer...
Um bocadinho por fora, o resto por dentro
O que fora congelado agora me emudece
Como um tesouro escondido numa sinopse
Que se vai descobrindo na história
De um ser humano que só quer viver.

Já foram frases a voz que ainda soa
Outras vozes só me servem de palavras
Sintomáticas como um pele lívida
Encostada à periferia de uma ferida

Há vezes que cresço à toa
Às vezes sei que não estou crescendo
Há momentos que ás vezes
Fazem-me dar por mim desaparecendo

São somente vezes que sem conta,
Me dão a conhecer aquilo que não sei,
Partes de alguém que aparece,
Como um risco feito por uma caneta sem ponta,
Que se vai vendo enquanto cresce,
Nesse mundo rabiscado de sonhos,
Símbolos, sons, imagens, perpendiculares a tudo.


José António Braga Furtado.
gnussen disse…
Com esse poema agradeço quem teceu o seu comentário acerca do poema "imaginação", e digo que é com muito orgulho que sinto fazer parte desta comunidade formosense.
esse poema é dirigido para todas as pessoas firmes da minha freguesia. Obrigado Ganso pela imagem dos Depeche Mode.

Mensagens populares deste blogue

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?

Águas Medicinais da Ladeira da Velha