Restaurantes deslocalizados

Esta situação não é de agora.
É estranho que qualquer turista ou um de nós cá da terra tenha que se deslocar de carro a São Brás para saborear uma refeição feita por gentes do Porto Formoso, em restaurantes de proprietários do Porto Formoso. No caso, ao Cantinho do Cais (Jorge Silva) e o Domingos (José Domingos).

Porque razão estes restaurantes não se estabeleceram no Porto Formoso?
Seriam, sem dúvida, uma mais valia para a nossa micro-economia e para a nossa auto-estima.

Comentários

Sá Couto disse…
Questão muito a propósito!

Agora no Verão sabe bem um almoço "à maneira".

No Porto Formoso começou o Amaral, como Casa de Pasto, e, felizmente, ainda, se mantém.
Também se pode almoçar uma excelente costeleta no Bar da Praia, ou uma boa caldeira no "Carlinhos".

E disse, a propósito, porque alguns amigos da Casa da Mosca, nos tempos Idos, fartaram-se de falar mal do Cantinho do Cais.
Lamentavelmente, e por razões conhecidas, foi deslocalizado para São Brás.

Aqui na Lomba da Maia inaugurámos um excelente restaurante: "O Cordeirinho", com "Comida da Avó".

"Só se dá valor ao que se perde", ou que se não tem.
Sá Couto disse…
Porquê os Restaurantes em São Brás?

Como São Brás, até 1980, fazia parte do Porto Formoso, e o Jorge, bem como o José Domingos não conheciam bem as delimitações da sua Freguesia, ter-se-ão estabelecido naquela zona, julgando, creio eu, que pertencia ao seu Porto Formoso.

Para que não fiquem dúvidas, aqui lhes envio as delimitações da Freguesia de São Brás:

"A novel Freguesia de São Brás foi criada a 18 de Setembro de 1980. Dantes pertencia ao Porto Formoso. No Concelho da Ribeira Grande é uma Freguesia pequena, mas muito dinâmica. Nos censos de 2001 contavam-se 635 “alminhas de confissão”.
Foi criada pelo Decreto Regional nº8/80, onde se pode ler no seu artigo segundo:”Com início nas barrocas do mar, junto à Grota da Maceda, segue por esta para Sul, atravessando o caminho velho do Porto Formoso para a Gorreana, o ramal da E.N.1-1ª para a Maia, e a Estrada Nacional 1-1ª, junto à Fábrica de Chá Gorreana; continua pela referida Grota, extrema Oeste do prédio da Gorreana, voltando para nascente a cruzar num veio de água, estrema do último referido proprietário com Guilherme Gago Faria e Maia; segue para Sul neste veio de água e, no fim do mesmo, volta novamente para nascente a um veio de água, extrema do prédio dos herdeiros de António da Câmara com o de Guilherme Gago Faria e Maia; seguindo esta extrema, contorna o Pico da Moniz, voltando à Grota, extrema nascente da propriedade do Altiprado; segue por esta Grota para Sul, ao cruzamento da extrema do prédio do Monte Escuro, antiga propriedade de D. Margarida Jácome Correia e, dentro deste prédio, segue por um veio de água que era antiga extrema de José de Melo da Guia com o Monte Escuro, seguindo depois na antiga extrema de Amâncio Machado de Faria e Maia (hoje propriedade do Monte Escuro); segue depois para Norte, por uma Grota que dá para a Ribeira da Roça do Louro, vai por um caminho que contorna o Monte Gordo (lado Poente), entrando na Grota das Lajes, seguindo sempre por esta até à Estrada Nacional 1-1ª; segue por esta Estrada para Nascente até à Ribeira da Roça do Louro, continuando por esta Ribeira para Norte até ao caminho do Coucinho; voltando novamente a Nascente, atravessa a Ribeira das Terças e, por detrás das casas, contornando o prédio dos Amarais, na direcção Sul/Norte, atravessa o caminho do Porto Formoso e entra na canada do Anacleto, seguindo até ao mar."

Assembleia Regional dos Açores, na Horta, a 17 de Junho de 1980.
deus2deus disse…
Os de São Brás que não puseram a placa no sitio certo e invadiram o Porto Formoso leiam isto.

A junta do nosso Porto Formoso que leia também para nao pôr a sua placa dentro de São Brás.

Os restaurantes são bons e ganhavam mais dinheiro se fossem perto da baia ou perto da praia porque iam chamar mais turistas.

Adeus
virafoto disse…
....................Restauração no Porto Formoso......................


......Ora muito bem porque fogem os nossos comerciantes, para fora da freguesia.
Qualquer das casas de restauração no Porto Formoso, não têem as condições que satisfação os clientes, por algumas rasões bem vistas de todos nós clientes.
1º. Quando vamos a uma casa de pasto, nem só apreciamos a sua gastronomia, como as condições de estacionamente. Nada mais improprio é, do que estarmos a saboriar um bom prato, e alguém diz que a sua viatura está a impedir o acesso a um prédio ou melhor ainda que o autocarro (camioneta) não passa porque a nossa viatura está a impedir. Ora ai temos um grande problema, que nem sempre é fácil de resolver, mas que em grande parte, por falta de interesse da Junta de Freguesia ou do Município.
Vejamos então ali junto ao Amaral, ou seja por de traz do restaurante há hipote-se de fazer um parque de estacionamente e com grande capacidade e acesso fécil, ou então aterrar junto à casa de Povo, aumentando aquêle parque, já existente e agora não falta aterro.
2º.no lado dos Calços em cima na chão há ali um terreno, antigamente era do Srº. Guilherme, também se podia ai fazer um parque com grande capacidade servia de apoio aos moradores e a quem por ali tenha restauração.
3º. Para o lado dos moinhos ora não é fácil isto mesmo pelo próprio proprietário do café "restaurante" em determinadas alturas montar a churrasqueira na via publica, mesmo em cima da curva ali bem perigosa, tem um parque como sabemos mas os clientes querem o seu carro ao lado da mesa e aqueles que transitam é problemas deles, então ai na altura de praia só de catrapilha, porque não há respeito por terceiros. Pois por todos estes problemas, enumerados, quando sairmos fora para almoçar ou jantar queremos sim estar bem sem ser incomodados ou incomodar terceiros. Assim em São Braz não acontece, só assim é que o Porto Formoso pode desemvolver a sua restauração, que é muito boa.
Bem haja vontade e as condições aparecem.
O Regedor disse…
E não é que concordo com o virafoto!?

O estacionamento é um dos problemas da restauração no Porto Formosoe também da freguesia.
No programa dos partidos que concorreram à junta estava a construcção de parques de estacionamento e....... nada!

Normalmente, desde as casas da curva do Ramal até ao Jardim do Outeiro, o condutor neste sentido, vai sempre na faixa contrária, sempre em fora de mão. Isto porque existem carros estacionados do início ao fim da rua.
É necessário um parque de estacionamento no outeiro!

Mais, na Canada Nova a situação do estacionamento é de bradar aos céus. Aí a questão é da responsabilidade dos moradores porque todos querem o seu carro parado à porta, no entanto, há lugares para estagionar junto ao campo (baldio) de futebol.

Em São Brás, quer o restaurante do Jorge, quer o do José Domingos têm um parque de estacionamento mesmo em frente! Sem dúvida que para o carro sem dificuldades e entrar no restaurante é uma mais-valia.

Outras razões devem haver, mas esta do estacionamento é importante.

Agora, os partidos vão colocar "contrução de parque de estacionamento" nos seus programas? Claro que sim!
Escrever é fácil, construir é que é pior!

Cumprimentos
O Regedor disse…
Desculpem os erros de português. É da pressa.
certo disse…
Acrescentaria que pessoas como o Jorge também devem apresntar uma melhor saúde mental do que quando tinha o cantinho do cais no Porto Formoso. Será por causa das pessoas? Pessoas chatas e sem prestar há em todo o lado, mas cada vez mais me convenço de que no Porto Formoso a média deve ser superior. Daí também a falta de progresso. Destroem tudo o que é novo (já roubaram um dos duches dos balneárioas da praia), arrancaram quase todas as plantas que foram plantadas (passo o pleonasmo) na ladeira da velha, destroem o jardim e caixotes do lixo de forma frequente, já estão a fazer o que querem no porto de pescas (e parece que ninguém se importa que o "fiscalista" da lota seja um pescador), andam a bater uns nos outros como se nada fosse, não obtêm escolaridade adequada (à custa do rendimento), olham para todas as mulheres como se ainda estivéssemos na idade média, falam mal que se farta... enfim... todos os problemas são comuns a todos os lugares, mas insisto que aqui existem em maior número.
Aposto que São Brás tem mais gente com um curso superior do que o Porto Formoso.
Ha! E somos especialistas a falar mal e nada fazer!!!

E viva à casa do povo do Porto Formoso! Quando é que acaba este desatino de haver (não haver) esta casa?

E a Comissão Fabriqueira porque ainda não anunciou o programa das festas? não está pronto? se não está é óbvio que tem que estar dentro de 5 dias, porque já só faltarão 15 dias. E depois queixam-se que vem pouca gente! Como pensa esta comissão arrecadar algum dinheiro para a festa este ano? Com as ofertas e um aluguer sem tarelo do multiusos... talves mais 500 euros dos carrinhos e umas fichas para a algibeira. Uma pouca vergonha é o que isto é!
Padre Leonardo (leitor assíduo deste blog desde que não falem de si) está na hora de inovar também na organização das festas como têm feito (e bem) nos aspectos religiosos (católicos, apostólicos e romanos). Não limite os restantes membros da comissão, mas também não epere muita criatividade da parte deste, porque todos sabemos que se alguém mais novo tenta inovar de imediato é silenciado (ou nem sequer se faz caso)! É ou não é sono1!?
É óbvio que as sugestões do jasraposo são interessantímas e serão apoiadas por todos. Se se coloca a hipótese de a comissão não querer organizar os aspectos profanos da festa então onde párao grupo de jovens? E o Grupo Folclórico que também parece ficar de consciência tranquila com uma actuação de oferta (o que é compreensível face à falta de apoio instituciona que recebem). A barraca tem que ser explorada pela comissão porque em vez de fazerem 1000 euros poderão fazer 3000. Daqui a dias o folclore tem mais dinheiro do que a igreja e toca a fazer novos peditórios (em tempo de crise).

Sugiro um novo post sobre as eleições que se adivinham, a ver se ainda contribuímos com algumas sugestões para os programas eleitorais.

Uma crítica forte para as assistentes sociais que trabalham na Maia! Não é por acaso que são Drªs, ou é? Quando é que acaba este bocado de mal caminho de dar dinheiro a estas P**** e malandros que ou já não têm filhos dependentes ou então estes já trabalham para casa? Porque é que uma mulher de 30 e tal anos há-de receber o rendimento mínimo de inserção se o marido trabalha e não tem filhos dependentes? que eu saiba não paga nenhuma prestação da casa porque esta foi dada? é tudo uma grande fantochada... é o que é! Era um Salazar refinado que isto precisava!
O Regedor disse…
Caro certo,

grande e bom comentário.

Só um reparo: em quase todos os assuntos apresentou soluções. O da mulher que não tem filhos dependentes, o marido trabalha e recebe RSI.
Para este, eu tenho uma solução e que funciona mesmo. Acredite porque trabalho na área social.
Vá ao Serviço de Acção Social da Maia e denuncie essa situação que os (as) técnicos (as) irão investigar e perceber o que se passa. Depois irão cessar o RSI ou manter, dependendo da conclusão.

Se não quiser dar a cara, também é simples: uma carta anónima para o S.A.S. da Maia a denunciar a situação.

Cumprimentos

Outros assuntos:
- Casa do Povo - dói ver aquela casa e institituição em ruinas. Sem comentários.
- Barraca - parece que afinal há quem concorde comigo! A barraca dá muito dinheiro. Muito mesmo. Esse dinheiro faz falta ao Grupo Folclórico e à Igreja, mas a festa é feita por quem?
- Comissão Fabriqueira - novas idéias precisam-se! As festas estão a morrer de ano para a ano. Está na cara, como dizem os brasileiros.
- O Porto Formoso tem mais licenciados que São Brás. Aposto.
- O problema da falta de civismo no Porto Formoso é demais: lixo para as ribeira, para o mar, destruição de espaços públicos, etc. etc., contudo, acredito que essa situação tem vindo a melhorar com a geração mais nova. Outra educação dada na escola, porque em casa....
certo disse…
Conto 21 licenciados que habitam/habitaram na freguesia e são conterrâneos. Vi uma revisão mental casa a casa da freguesia, admitamos que me enganei um pouco e são 30. Continua a ser muito pouco. Felizmente temos ainda muitas mais pessoas que têm um curso "técnico" e muito boas pessoas e competentes. Sobre estes últimos... "alguns com Tudo pago durante o curso e uma mania de facilitismo por parte das políticas governamentais". Parece-me que há uma discrepância grande entre o secundário e estes cursos técnicos. Será o adequado?, Ou não?.
PS- Provavelmente os cursos e graus de ensinos têm outra designação que me falha de momento.
JAGPacheco disse…
Se durante muito tempo os bairristas afirmavam que “ o melhor de S. Braz é a vista do Porto Formoso” agora terão de acrescentar que “ o melhor de S. Braz é a vista e os restaurantes do Porto Formoso”.
Penso que tudo já foi dito. De facto o estacionamento é um problema colectivo e gritante do Porto Formoso. Embora nestes dois casos dos restaurantes de São Braz, se trate de estacionamentos privados.
O Porto Formoso tem enormes potencialidades para a implementação bons restaurantes pois para além da paisagem tem boas tradições gastronómicas.
Não só se apanham chicharros e peixe graúdo que gostamos de saborear frescos e bem cozinhados. Mas também aqui se produzem para além dos inhames outras iguarias, como a batata-doce, as favas e as famosas ervilhas. Tudo produtos de qualidade que poderiam ser incluídos nas ementas regionais.
JAGPacheco disse…
Na realidade somos muito exigentes com a comissão fabriqueira do Porto Formoso quanto ao programa lúdico e de diversão das Festas da Sr. Da Graça, queremos:
Provas de natação
Pesca desportiva
Rallie papper

A Casa de Povo da Maia organizou recentemente uma “SEMANA da Juventude”, até incluiu passeios náuticos.
A junta de freguesia dos Fenais da Ajuda organizou recentemente uma “SEMANA cultural” á semelhança de muitas outras por esta ilha fora.

E nós ficamos satisfeitos com tão pouco!

Já tinha aqui chamado á atenção para o facto da “volta á ilha em motas de água" em detrimento do Porto Formoso, ter passado a fazer escala anual na Maia. Agora para meu espanto, surpresa, admiração, está a ser criado:
O CLUBE NAVAL DA MAIA

As contrapartidas das obras polémicas no porto do Porto Formoso, para além do melhoramento do acesso e criação de praia artificial na Areia do Meio; reconstrução do Castelo e o urgente ordenamento da Ribeira do Lugar, poderiam passar pela criação de um “Clube Naval do Porto Formoso”, aproveitando as novas infraestruturas para fomentar os desportos náuticos e de ocupar os tempos livres da juventude do Porto.
certo disse…
Na Maia estão a fazer o contrário. Primeiro criam o clube naval e depois vão exiir as infraestruturas que nenhum governo poderá negar. Mais do que espertos estã a ser muito inteligentes.
Silva disse…
Falar de Restaurantes, pois não é preciso dizer mais, claro no Porto Formoso, é gritante a falta de estacionametos, a viaturas, não tenho duvidas, no pólo de atracção de mais tourístas , virem vezitar e saborear a nossa gastronomia, que é muito rica, a da nossa freguesia, P.F.mas para isso é preciso desenvolver as ínferas instreturas de apoio desevolvimeto desta , que são as já em si e não só denunciadas.
Se eu fosse comerciante de restauração, com todas estas faltas já descritas, vejo um sitio que penso ser o ideal com espaço, sem grandes movimentos, por perto, era sim no novo Bairro ali junto ao Cemitério, para mim é actualmente um dos sítios mais favoráveis ao desenvolvimento da restauração. Quanto aos de São Bràs não é dificile a qualquer um de nós optar por aquele que achamos e que mais nos agrada, desde que haja as referidas condições, que em muito conta. E se nada se fizer, estou a ver, com a SCUT à porta, entramos nela e sairmos para as Furnas ou Nordeste e o resto é paisagem.
Haja coragem e os parques aparecem.
Élia disse…
Que desatino com esta gente
Duarte Lopes disse…
Bom dia, fique muito triste pela juventude do porto formoso, porque eu tentei por minha conta organizar alguma coisa que era umas provas de natação no porto de pescas,no dia 14 de setembro segunda feira que agora tem na minha opinião, algumas condições para tal evente e só apareceu seis jovens para a pratica, mas cheguei a uma conclusão a juventude tem alguma razão de não o fazer porque tem alguma razão, vou dar um exemplo quando era novo com idade dos 10anos havia pessoas na freguesia que faziam muito pela juventude na segunda feira da Festa e essas pessoas era os membros da festa,e agora quem dá importancia á juventude do porto formoso na minha opinião quem deve fazer mais pela juventude e restante freguesia não faz nada era a CASA DO POVO e mais gostava de falar com o seu presidente para poder ser socio desta Casa se for possivel, vamos fazer mais pela JUVENTUDE. espero que não levem a minha opinião a mal, uma boa Festa para todos
O Regedor disse…
Caro Duarte,

estas coisas são difíceis organizar sozinho ou com mais 2 ou 3 amigos.

É mais fácil quando se tem o apoio de uma instituição porque conseguem-se mais fácilmente os materiais, dinheiro, publicidade, etc.

Não percebo o porquê de não organizarem essas provas.
A Comissão Fabriqueira, o Grupo de Jovens, a Casa do Povo, a Junta não têm capacidade de mobilizar alguém para fazer estas actividades náuticas na baía?
É triste!

O ano ou ha dois anos tivemos um torneio de futebol organizado por um grupo de amigos, se calhar este ano vamos ter um torneio de ping-pong organizado praticamente por uma pessoa, e as instituições? Não sao capazes de nada?

Não percebi se o JAGPachego quando disse que somos muito exigentes com a Comissão Fabriqueira estava a fazer uma ironia. A mim parece-me que não somos exigentes com ninguém.

A realização de actividades náuticas na baía (natação, corrida de "chatas", mergulho, etc.) podia ser o ponto de partida para o Clube Naval no Porto Formoso.

Infelizmente estou a trabalhar na 2ª feira senão dava-te uma ajuda Duarte.

Um abraço
emfurtado disse…
Caro amigo Duarte,
como eu percebo a tua frustração. Hoje em dia parece ser difícil organizar alguma coisa no Porto Formoso, não por falta de vontade de quem organiza, é mais por falta de vontade de participação.
Não sei se estarei a ser injusto, mas parece-me que os jovens de hoje não estão virados para estas coisas que não são mais do que o se fazia há 15, 20 anos atrás.

Amigo Regedor, o torneio de ténis de mesa só não se realizará se não houver inscrições.
Basta que hajam 10, 12 inscrições e esse campeonato irá realizar-se.
A organização poderá ser feita por uma só pessoa mas há que ter em atenção que à Comissão de Festas foi pedida colaboração para cedência do espaço, à Junta de Freguesia que se disponibilizou imediatamente para colaborar com taças e medalhas de participação.
Fica, desde já aqui, o meu agradecimento a estas entidades.
Mais uma vez repito que se houver, no mínimo, 10 ou 12 inscrições o torneio de ténis de mesa irá realizar-se!
Aproveito, ainda, para dizer que a partir de 2ª feira, 31 de Agosto, quem quiser pode inscrever-se para o torneio.
Mais informações serão fornecidas sobre a forma e como se realizarão as inscrições e o torneio.

Um bem haja a todos
cantoneiro 2 disse…
estive ausente durante 3 meses (lisboa) hoje para comentar não é preciso estar no Porto Formoso mas sim ter um computador mas por razões profissionais não foi possivel fazer qualquer comentario mas vamos aos factos:

reparei que o Porto Formoso está cheio de iluminados ou seja de cabecinhas pensadoras cheios de ideias pelas alturas das campanhas eleitorais mas sentados numa cadeira para dar a cara nem velos são todos uns cobardes não vou mencionar nomes porque o chapeu cabe a quem cabe:

porque será que estes intelectuais não são candidatos a presidente de junta?

porque será que estes intelectuais não são candidatos a presidente da casa do povo?

porque será que estes intelectuais não pertencem ao conselho administrativo da igreja de nossa senhora da graça?

porque será que estes intelectuais não fazem parte da comissão de festas da igreja de nossa senhora da graça

porque será que estes intelectuais não fazem parte da comissão de festas dos calços

porque será que estes intelectuais não fazem parte da comissão de festas do outeiro

porque será que estes intelectuais não fazem parte da comissão de festas de são joão

são todos uns cabados de S...as que querem é só falar mal mas fazer parte NÂO VISTE OUTRO e por hoje tenho dito.
aguia disse…
Acrescento eu,

Porque é que nunca mais houve eleições no grupo folcolórico?
Porque é que nunca houve eleições para a Comissão da Igreja como havia com o anterior pároco?
Será falta de candidatos ou os que lá estão são como as lapas?
virafoto disse…
________________________Défice-na-democracia no Porto Formoso________________________


.....Assim só se pode entender!... Os mais novos têem de se opor!... riavíndicar, aquilo que têem direito!....
.....Assim é que não!...Ou será que não é bem assim? Aqui fica a duvida.
deus2deus disse…
Por outras palavras o que o cantoneiro quer dizer é que os intelectuais estão em casa e os cabeça-de-burro estão à frente das coisas da freguesia!

Adeus
Das duas uma ou o cantoneiro2 e um desses intelectuais e também esta sentado em casa e o barrete serve-lhe perfeitamente ou então como diz o deus2deus e um cabeça-de-burro e estará de certeza a frente de uma dessas instituições e neste caso nada se pode apontar a este senhor.
O Regedor disse…
Estes dois últimos comentários foram de uma ironia e de um humor inteligente surpremo.

Há alguns anos atrás alguém escreveu aqui que, no Porto Formoso, o único sítio onde há democracia é na Junta de Freguesia. Será?

PS. Há mais umá instituição onde há democracia: confirmo que na Confraria do Chá do Porto Formoso, cuja sede é no Porto Formoso, há eleições de 3 em 3 anos, conforme os estatutos.
luar disse…
caro/a aguia
há eleições no grupo folclorico de 3 em 3 anos. lá para novembro/dezembro
tornará a haver, porque é que não se candidata?
Silva disse…
"O QUE MAIS IRÁ ACONTECER"


Défice democrático no Porto Formoso, pelos vistos, ela foi partida, igual ao titulo, ou foi mesmo a condizer!...Pois meus amigos deve de haver um certo mal entendido, a quem!...A quem apontou tais instituições. Estas sim têem todo o direito de vir a publico atravéz dos canais próprios e adequados ao efeito, esclarecer os motivos, isto a ser verdade "há défice na democracia" assim os responsáveis, a quem o chapéu, lhes foi enfiado devem por tudo a limpo, e assim ficarmos esclarecidos.
Hája democracia.
deus2deus disse…
Senhor Silva isto são favas contadas!
Tirando a Junta tem eleiçoes em Setembro, o Grupo Folclore que dizem haver eleições este ano e a Confraria do Chá onde acreditanto na palavra do Regedor há eleições o resto é tudo uma fantochada.

Na Casa do Povo o poder foi tomado de assalto e à 10 anos ou mais que não há eleiçoes. Tolos dos que dizem que não há candidatos. Mesmo não havendo candidatos tem de ser marcadas eleições. Houvesse alguem metesse isto em tribunal e ia ser um ver se te havias......
Como o Duarte Lopes está dizendo a Casa do Povo não faz nada. Aquilo é um monte de ruinas, ilegal e saiu um concurso para fazer obras faz 3 anos e espera sentado para não doer a coluna.....

A comissão da Igreja funciona como uma irmandade como um grupo de irmãos tem o irmão mais velho. Para entrar lá convem ter irmãos e não refilar não dizes nada de ruim da festa, diz sempre que a festa é a melhor senão acabas não sendo irmão. Eleições? O que é isso? Um irmão deixa de ser irmão quando quizer. Democracia? É ruim, dá muitas dores de cabeça é melhor o quero posso e mando. Se alguém tiver uma ideia diferente é melhor tar calado.

Silva ninguém vem por tudo a limpo porque as coisas são assim.Ainda bem que existe este blog para poder escrever estas coisas para que todo o mundo saiba do que se passa e sejam todos desmascarados e tenham vergonha na cara.

Haja democracia.

Adeus
garanhao disse…
A Casa da Mosca está aquecendo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Vai explodir, fujam rapazes!!!!!

Vêm aí os comentários da reacção!!!!!!!!!!

Vocês foram dizer essas coisas todas???????? Isso não se diz! Muito que eu me sorrio!!!
Silva disse…
"Agua mole em pedra dura, tanto bate até que fura"


Depois do que acabo de ler não tenho duvidas, há um défice na democracia nesta freguesia. Pois meu caro(a)Deus2Deus, à um ditado que diz "que, a agua é mole, e em pedra dura tanto bate até que fura" embora não venham, por a limpo, mas com tudo isto, que foi dito, passa a ser o principio do fim, claro só quem não tem vergonha. A minha gente não é assim.
Haja saùde e tudo terá o seu fim.
O ultimo a rir, é o que vai rir melhor.
O Regedor disse…
Caros bloggers,

sugiro um molho de peixe no Jorge, ou uma costoleta de novilho no José Domingos ou ainda, uns charrinhos fritos com inhame no Amaral.
Depois, um café e um gelado na esplanada do snack-bar (apreciar a beleza da praia, olhar para o ilhéu e para o mar, não para a Obra).

Façam isto que até se esquecem que há falta de Democracia!

Cumprimentos
virafoto disse…
.......Até cinto um vazio no estômago.......


Meu caro e bom Regedor a ementa é muito forte, para um dia só, temos de dividir, isso por vários dias, e aproveitar enquanto é verão. Esquéçer os políticos, por algumas horas.
Abraço.
JASRAPOSO disse…
Esta história dos dirigentes tem várias facetas, consoante os respectivos protagonistas. A actuação dos protagonistas é fruto da educação que receberam, uma vez que o primeiro passo para a transformação e realização da pessoa é a aprendizagem. No entanto, certos estudos mostram que a simples educação académica não é um factor que contribuia directamente para o sucesso.

Então, que razões levam a que as pessoas queiram ocupar lugares de serviço público?

Uma parte fá-lo por egoísmo, protagonismo e necessidade de ter um escudo para impôr suas ideias, outra por questões de ordem económica e social. Há ainda uma outra parte, que mercê da sua idependência intelectual e económica, o faz para servir a população. São estes os verdadeiros Dirigentes - Sabem qual a hora para entrar, para permanecer e para sair.

Se não sentirmos necessidade de intervir e actuar, iremos continuar a ver alguns a afirmar que o Porto Formoso não tem futuro para os jovens e para os adultos só há um presente e esse presente é o que está à vista de todos.

Não haverá gente no Porto Formoso capaz de ocupar os lugares de serviço público de modo a que a vida não esteja para além da morte?
emfurtado disse…
Caros bloggers,
este comentário do JASRAPOSO é de uma lucidez extraordinária.
Estávamos a precisar de um comentário deste género, para que alguns dos comentadores aprendam...

Um bem haja a todos
virafoto disse…
.................Somos todos diferentes mas iguais..............


.....Como já é hábito, com a sua primazia e de bons costumes, nos tem prendado, com os seus comentários, JASRaposo, com o perfi-lo de há 40 anos, embora já tivesse-mos, virado de século. Claro que sei, que ele também, já se apercebeu, de tal viragem, embora eu esteja, de acorde, com tudo o que ele narrou, com aquela profundidade, de convicto, que só de à 40 anos atraz.
.....Ora nós sabemos que nem todos somos iguais, nem tivemos os mesmos estudos nem a mesma educação base, da família, mas vem isto a propósito, do que a juventude de hoje, não se deixa, ir por qualquer intruso, que lá por apresentar novas ideias, eles, talvez mais do que nós sabem, bem filtrar, e deixar passar aquilo que bem lhes interessa.

......Quanto à Casa do Povo, conforme seus estatutos, compete aos seus sócios, elegeram as listas A ou B, e só depois, de novas eleições e que tenha saído vencedora, é da responsabilidade dos seus associados, que assim elegeram, só assim é que esta pode contribuir, com o bom desempenho aos seus associados, caso contrário é o "Laxismo"!....

.....Quanto à comissão Fabriqueira, "da Fabrica" compete aos seus irmãos, católicos, batizados e praticantes, elegeram listas a sufrágio, sendo de responsabilidade a lista vencedora de organizar eventos, profanos, alheados a festividades e outros que sejam da sua responsabilidade e contabilizar, apresentar contas, aos seus irmãos, sempre que seja oportuno. Só assim é que se pode viver em irmandade.
.....Aqui é que eu aplaude o nosso amigo JASRaposo, quando diz(Há ainda, uma outra parte mercê da sua independência intelectual e económica, o faz para servir a população, estes sim são os verdadeiros derigentes)aqui está a maior virtude do seu comentário que registo com maior agrado.
....Todos somos diferentes, mas todos iguais.
falange disse…
Não percebo a necessidade de começar um comentário justificando o tempo de ausência e informando o local onde se concreterizou essa ausência, quando no desenvolvimento do comentário e final do mesmo, nota-se palavras de revolta, de repúdia. Ou seja, atendendo aos factos evidenciados pelo blogger e a forma como exalta toda a sua repugnação pelos intelectuais, na conclusão do seu comentário, mantenho a ideia de que o primeiro parágrafo fica fora de contexto.
Isso de se ser iluminado, basta esperar pela noite... quanto à intelectualidade, sinceramente não sei o que é isso.
Não falta espaço no Porto Formoso para restaurantes, para parques de estacionamento, espaço para as pessoas se sentirem livres...espaço é o que não falta, porém guardo algumas reticências, quanto à capacidade dos lideres para conseguirem preencher esses espaços, com a liberdade de decidir.
O Porto Formoso não é o blogue " acasadamosca", o contrário também é igual, no entanto fico sempre com a ideia de que a maior evolução que se fez no Porto Formoso foi a tamanha liberdade que se ganhou num pequeno espaço de um nick.
Repito mais do que três vezes a palavra "espaço", porque quando vejo e leio essa palavra, lembro-me sempre do tamanho infinito que tem o espaço do nosso céu e, vejo que só nos podemos contentar com o espaço que temos na terra, que já é tão pouco. Mas ainda nos resta o da imaginação, o das ideias e o das coisas.


Um abraço
O Regedor disse…
Concordo a 100% com o blogger Braga e JASRaposo.


Caro Braga, realmente, a liberdade que cabe no minúsculo espaço de um nick é enorme. Gosto de ouvir (embora saiba que não é verdade) que a maior evolução que se deu no Porto Formoso foi a possibilidade de escrever opiniões livremente aqui nesta Casa da Mosca.

Na minha imaginação o Porto Formoso ocupa muito espaço. No entanto cada vez menos a minha imaginação se parece com o Porto Formoso real.
No Porto Formoso da minha imaginação não tem um porto de cimento na Baía Formosa nem uma Obra na Praia dos Moinhos.

Cumprimentos

O que é um intelectual? Será alguém com ideias? E os outros que não as têm, como se chamam? Não será, então, um simples agriculor com a 4ª classe um intelectual da agricultura?
Sá Couto disse…
Estupidez

A estupidez é a qualidade ou condição de se ser estúpido, ou a falta de inteligência, ao contrário de se ser meramente ignorante ou inculto.

As Cinco Leis da Estupidez, segundo Carlo Cipolla:

Primeira Lei: Subestimamos o número de pessoas estúpidas.

Segunda Lei: Uma pessoa pode ser estúpida independentemente de qualquer outra característica da sua personalidade.

Terceira Lei (a de Ouro): Uma pessoa estúpida é alguém que provoca dano a outra pessoa, ou a um grupo de pessoas, sem conseguir tirar vantagem para si.

Quarta Lei: As pessoas não estúpidas não se apercebem da estupidez do que é ser-se estúpido.

Quinta Lei: Não foi enunciada por ser estúpida.
JAGPacheco disse…
MOVIMENTO PERPÉTUO ASSOCIATIVO

“Agora sim, damos a volta a isto!
Agora sim, há pernas para andar!
Agora sim, eu sinto o optimismo!
Vamos em frente, ninguém nos vai parar!

-Agora não, que é hora do almoço...
-Agora não, que é hora do jantar...
-Agora não, que eu acho que não posso...
-Amanhã vou trabalhar...

Agora sim, temos a força toda!
Agora sim, há fé neste querer!
Agora sim, só vejo gente boa!
Vamos em frente e havemos de vencer!

-Agora não, que me dói a barriga...
-Agora não, dizem que vai chover...
-Agora não, que joga o Benfica...
e eu tenho mais que fazer...

Agora sim, cantamos com vontade!
Agora sim, eu sinto a união!
Agora sim, já ouço a liberdade!
Vamos em frente, e é esta a direcção!

-Agora não, que falta um impresso...
-Agora não, que o meu pai não quer...
-Agora não, que há engarrafamentos...
-Vão sem mim, que eu vou lá ter...”

DEOLINDA
Sá Couto disse…
LIBERDADE

Ai que prazer
não cumprir um dever.
Ter um livro para ler
e não o fazer!
Ler é maçada,
estudar é nada.

(...)
Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.

Quanto melhor é quando há bruma.
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!

(...)

E mais do que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças,
Nem consta que tivesse biblioteca...

Fernando Pessoa
aguia disse…
Sr. Regedor,

Não há a divulgação do programa das festas?? Já o vi afixado em várias lojsas do Porto Formoso.
Sá Couto disse…
Águia,
Enquanto não chega o Programa vamos ensaiando a música!

Tocam os sinos da torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Vai passando a procissão.

Mesmo na frente, marchando a compasso,
De fardas novas, vem o solidó.
Quando o regente lhe acena com o braço,
Logo o trombone faz popó, popó.

Ai, que bonitos que vão os anjinhos!
Com que cuidado os vestiram em casa!
Um deles leva a coroa de espinhos.
E o mais pequeno perdeu uma asa!

Tocam os sinos da torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Vai passando a procissão.

Com o calor, o Prior aflito.
E o povo ajoelha ao passar o andor.
Não há na aldeia nada mais bonito
Que estes passeios de Nosso Senhor!

Tocam os sinos na torre da igreja,
Há rosmaninho e alecrim pelo chão.
Na nossa aldeia que Deus a proteja!
Já passou a procissão.

António Lopes Ribeiro (incompleto)
Dito-Cantado por João Villaret
emfurtado disse…
Caríssimos bloggers,
todos os que queiram participar no torneio de ténis de mesa, basta que me mandem um mail para emfurtado@gmail.com com: NOME e disponibilidade.
Se alguém tiver alguma ideia para que se possa agilizar esse processo de inscrições, que me diga.
Quem quiser participar e não tiver possibilidades de aceder à internet peça a alguém que o/a inscreva, ou poderá falar directamente comigo.

Agradeço que quem tem gosto por essa prática desportiva se inscreva.

Um bem haja a todos
Godeluk disse…
O nosso concidadão João Teixeira, professor universitário (Universidade dos Açores), nesta campanha está com o Bloco de Esquerda, segundo o que vi hoje nos noticiários.
Prezo em saber que este senhor é de esquerda. Mas também quanto a isso acho que ninguém tinha dúvidas.

Godeluk falou.
aguia disse…
No ano em que o Porto Formoso já tem uma bandeira a Comissão de Festas não encontrou um mastro para hasteá-la. No jardim há lugar para as bandeiras de Portugal, dos Açores da América e do Canadá, só não há um mastro para a nossa bandeira.
Resta saber se é esquecimento ou é intencional
Sá Couto disse…
A Festa do Porto Formoso

No programa que arranjamos
Tudo é festa e nada é mau
Tudo com centenas d´anos
E história a dar c´um pau.

Com flores e alabastro
Vai ser festa de primeira
Águia diz que falta o mastro
Para hastear a bandeira.

Dei a minha opinião
Em rima da nossa praça
Haja festa e procissão
Viva a Senhora da Graça
virafoto disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
virafoto disse…
-------Na festa, haja festa à nossa Bandeira


Ali vai a procissão
Chegando perto da Ribeira
À frente vem o Guião
E atrás a nossa Bandeira

Tudo vai a compasso
Firmes de toda a maneira
Como elas acertam o passo
Desfraldando a nossa Bandeira

O Águia tem toda a razão
Com ele devemos protestar
Temos de por um mastro de maior elevação
Para a nossa Bandeira desfraldar


E que tudo assim se faça
Sem nada lhe faltar
A Nossa Srª. da Graça
A irá Abençoar


Haja saúde e o mastro aparecerá
aguia disse…
É imperdoável que estejamos na semana das festas e a Casa da Mosca ainda não tenha publicitado o respectivo programa.
Também é estranho que não se veja o programa nas vitrinas da Ribeira Grande e de Ponta Delgada...Só o vejo no Porto Formoso
O Regedor disse…
Irá sair ainda hoje o programa das festas, contudo, continuo sem pressa em publica-lo e passo a explicar porquê: este blog tenta ser um pouco original nos temas dos posts e publicar todos os anos, pela mesma altura, um post a dizer mais ou menos a mesma coisa é, no mínimo, entediante.
Lá terá que ser!

Cumprimentos
virafoto disse…
Pois, pois meu amigo, a quem se deve tal atrazo, na publicação do programa das festas? Não será da comissão Fabriqueira, que a já devia ter publicado, nos Jornais Diários desta Ilha que é o meio mais adequado ao efeito, e não usar pequenos "tabloydes"como quem queira vender vinho de cheiro, há excepção do fixado na vitrina da igreja. Olha, olha! Até parece que ainda não, estamos no século XXI.
Viva à festa do Porto Formoso
O Regedor disse…
Boa caro Virafoto!

Essa do vinho de cheiro é de rir!
Realmente, isto de andar a colar programas no vidros das montras das tascas tabernas e lojas já não se usa.

Concordo, que tal um anúncio no Açoriano Oriental. Mesmo que fosse num só dia, faria mais efeito que essas colagens clandestinas.

Cumprimentos

(começo a estar muitas vezes de acordo com o blogger virafoto eheheh)
Letras disse…
Já devia ter escrito este comentário há muito tempo, mas devido ao trabalho e às viagens, não tenho tido disponibilidade. Pois, caro Regedor, pode crer que o Porto Formoso possui muito mais pessoas com o ensino superior do que São Brás. E além de licenciados, contém um vasta série de pessoas com mestrado e doutoramento. Além disso, é do Porto Formoso uma das jovens investigadoras da Faculdade de Letras de Lisboa por quem nutro um enorme carinho pela sua inteligência e simpatia. Além do mais, permita-me acrescentar que tive óptimos alunos residentes no Porto Formoso. Gostaria de voltar a Leccionar na vossa ilha. Gostaria ainda de lhe dizer que deviam promover mais a leitura e a escrita junto da população. E as artes. Conheci algumas pessoas com um talento sem igual. Às pessoas do Porto Formoso que não puderam realizar o Ensino Superior, reconheço, enquanto professor, uma grande motivação para o estudo. Uma das minhas alunas, que trabalha na vossa fábrica do chá, era de facto muito bem intruído.Tenho pena de muitos deles não terem ido para a faculdade. Seriam óptimos alunos. Em relação a São Brás, reconheço que tenham as suas capacidades. Mas é um povo relativamente medíocre. Fui assistir uma vez à festa da paróquia, e o ambiente era deveras pesado. Fui acompanhado de alguns alunos de Coimbra e de Lisboa num passeio à minha tão adorada ilha de São Miguel.

Gostaria de voltar lá muito em breve.

Um abraço ao regedor por esta excelente ideia.

Cordialmente,

LL.

Mensagens populares deste blogue

Águas Medicinais da Ladeira da Velha

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?