Saudades


Não consigo ficar indiferente ao ver esta foto.
Vejo o Porto Formoso transformado em porto de cimento e fico com saudades desta baía que já não existe.
Agora para vê-la assim só mesmo em fotografia, filme ou então nas nossas memórias.
Os futuros filhos e netos desta terra nunca a irão ver ao vivo na sua forma natural, tal como foi feita pela Natureza há milhares de anos. Eu vi! Ainda bem que tive esta sorte!
Autor da foto - O regedor, 18/08/2002, às 17h22m

Comentários

Silva disse…
Foi modificado varias vezes, ao longo dos Séculos.

Foi este Porto que deu o nome, a esta freguesia, por estar paralelo à bonita Ponta Formosa. Nele foi construído, no século VII, um Castelo denominado "Castelo de São Braz ou Forte de Nossa Senhora da Graça ou simplesmente Castelo " serviu de defesa militar, que esteve activo supõe-se 1832 abandonado após a guerra da Ladeira da Velha.
Foi convertido já no principio século passado para laboração de trabalhos, em Baleias, no qual, deu origem a muitos Cabos Verdianos, ligados à apanha da Baleia se fixassem no Porto Formoso, abandonado nos anos trinta do mesmo século.

Mais tarde foi construida uma muralha de protecção aos barcos, virtude este ser muito fostigado por ondulações, muito fortes, quando do lado Norte. Sendo esta muralha construida com alvenaria tirada do Castelo.


Tendo hoje, ainda em construção dois Pontões, e casas de apoio à faina marítima, um à pesca e o outro a eventos de lazer, ficou desfigurado, mas ainda assim bem visto, não perdeu a sua graça e formosura do Porto que é de todos nós. Sinais do progresso.

São estas, até aos dias de hoje, as transformações, que se conhecem, deste Porto ao longo dos Séculos.

Do Silva, para a Casa da Mosca
MPFurtado disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Filipe Tavares disse…
Sr. Silva, cada vez mais interessante. Tenho que confessar que é a segunda vez que manifesto interesse em conhece-lo pessoalmente!

um abraço

Filipe Tavares
MPFurtado disse…
Nunca irá perder a sua formosura

Sempre foi muito bonita aquela, enseada, Ponta Formosa, embora hoje, muito diferente do que há 40 anos atrás muito bem dividida em varias parcelas, era o jardim da nossa freguesia, perto do São João tudo começava a colorir primeiro o dourado do loiro trigo, a cor de terra de sena, das ervilhas, o terra de sena queimada, das favas e o loiro fosco do milho, depois das colheitas, enchia a casa de várias famílias, com a aproximação do Outono, voltava ao colorido do verde verdeana. Que bonita era aquela enseada, que teimava sempre estar sob seu leito, o bonito Porto de cor azul marinho, quando de todo estava mansinho, que bonito era. Hoje nem as parcelas, parecem bem, seu contraste, pouco muda sua cor sempre verde, seu leito o mar foi estrangulado, como quem diz fica ai para fora que já não há lugar para ti cá dentro, mas sim aquele viaduto a céu aberto de aguas pluviais, escorre em plena baía Formosa, que pena; pena de já não haver os postais, que mostravam o doirado e o azul e todas as cores que o componham, sim assim já dava para vermos quanto, tu ó minha enseada, e ele meu Porto, foste tão belo, e serás para sempre para onde quer que eu vaia no meu coração!.......
Filipe Tavares disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Filipe Tavares disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Filipe Tavares disse…
Tenho medo desta palavra "Progresso" pois inda é muito utilizada para convencer o povo de que estamos atrasados e temos por isso de avançar e seguir os exemplos de outros povos, outras sociedades. Progresso ou retrocesso? Partindo do principio de que o ser humano não é perfeito e de que temos inúmeros casos que demonstram perfeitamente essa imperfeição deveriamos parar e pensar que em vez de andarmos por aí a vandalizar a Natureza, deviamos antes preserva-la. Na minha opinião, muita falta de visão tiveram os Governantes e os reinvicadores desta porcaria que fizeram nesta baia que outrora era uma das mais pitorescas dos Açores. Um recanto sem igual, que deveriamos puramente ter preservado, protegido e investido na sua preservação. Em bom português, os Portoformosenses, os Pescadores e os Politicos "CAGARAM" no outrora PORTO FORMOSO. E ainda sou capaz de pedir desculpa aos mais sensiveis, apesar de estar convicto de que a sensibilidades que "têm" agora, deveriam ter tido antes!
falange disse…
Chega a ser sarcástico ter de aceitar que o Porto Formoso "deixou de existir"!.
Quando digo que sou natural do Porto Formoso, lembro-me logo que, de natural o Porto Formoso nada tem. Pois bem! o que aconteceu no Porto só não mudou a paisagem, como também mudou a forma de eu pensar o nome da freguesia. Não consigo deixar de relacionar a antítese que existe entre o nome - Porto Formoso- com o actual Porto da "nossa" freguesia. Em poesia até daria um bom recurso estilistico, mas este Porto actual jamais dára um poema.
Fica esta foto e outras tantas, a tornar intemporal um Porto genuínamente Formoso.

Ps- É muito provável que a quantidade de fotografias tiradas, ao Porto da Freguesia, sofra um decréscimo.


Um Abraço
deus2deus disse…
Esta foto parece uma pintura. Parece mentira uma baia tão bonita.

Gostaria de saber como foram gastar 900 mil euros num Porto miseravel que destruiu a beleza disto tudo. Foi o pesqueiro alto, o piquinho, o caracol.... Todos atropelados por maquinaria e betão.

Ainda para mais a maioria das pessoas que utilizam o Porto andam a fugir aos impostos: lapeiros = fuga aos impostos. Pescores de pesca desportiva= fuga aos impostos. Pescadores de ilegais de fim de semana=fuga aos postos. Cavacos e lagostas em fuga pela boca da ribeira=fuga aos impostos.
Gostava de saber a opiniaio de quem percebe disso mais do que eu: o governo faz bem em gastar 900 mil euros em pessoal que foge aos impostos?
Não basta trabalhar, é preciso ser honesto.

Adeus
virafoto disse…
Estou confuso à frase "enseada"

Não sei se a frase enseada se pode aplicar à nossa Ponta Formosa, provavelmente estará correta, fiquei sem saber, se enseada é mesmo aquele canal que dá origem à nossa e só nossa bonita Baía, ou então é mesmo a nossa "Ponte" que me perdoe o nosso Bloguista Furtado gostei, do seu comentário. Tem tudo para ser, e dar um bom poema, provavelmente, pode ser um pintor, quem sabe, a dar as cores, daquela "enseada" que me fez vir as lágrimas aos olhos, provavelmente por ter retido ainda na minha memória aquelas cores, ali descritas, e ainda o cheiro de cada leguminosa e dos ceriais, aqui descritos,que provavelmente, são poucos os que aqui veem ler, e que tenham conhecido todas, como eram as daquela Ponta Formosa e não só, mas sim, desta freguesia. Há mas não tinhas o direito de terminar assim, foi triste de mais para mim, em uma Ribeira que corre sabe-se lá o quê a Céu aberto mesmo de frente para a nossa Baía. Será que o nosso Regedor, tem razão em dizer, que todos os pescadores, e muitos de nós, do Porto Formoso, estão obrando para aquela obra, e lá se vai ela por aquela Ribeira desaguar naquela obra?.....

Obrigado Furtado por tudo o que aqui deixastes, pena foi ter terminado assim!....
Serás um bom Poeta ou então um bom Pintor.
Bem haja comentários assim mesmo que terminam tristes.

P.S. que bonito seria, se alguém deixa.se aqui postais dos anos 50 a 60 do século passado, postais, porque só estes é que eram a cores
Silva disse…
O que seriamos, nós hoje, se não tive-se havido progresso?

Se reparamos bem olhando para o céu, o que via-mos há dois séculos atrás!....Alguns passarinhos, moscas e outros parasitas!....Hoje vemos os mesmos e mais!... Aviões, foguetões a transportar sabe-se lá oquê?...Veja-se só até já foram a Lua!...Que mais quase a olhos visto se vê satélitos. e até "Ovnis."?

Se olharmos para o mar há muitos séculos atrás o que via-mos?... provavelmente o imenso do seu ifinito do Oceano!....Hoje vemos grandes transatlânticos, uma grande peripécia de submarinos, grandes frotas, vasos de Guerra, sei lá que mais?....

Se olhamos à nossa volta, hoje e comparando com um século atrás o que temos?....Vejamos só o conforte, o automóvel, as boas estradas e as nossas bonitas casas e muito mais!....

E há muitos muito séculos?.... A parra da figueira, para te cobrires, a barraca para te esconderes e defenderes dos grandes devoradores, que eram os animais!....
Desde que o homem descobriu o fogo foi o progresso da humanidade.

O progresso tem contribuído para tudo, de bom, e mau, do que temos hoje.

Viva ao Progresso.

Do Silva para a Casa da Mosca


P.S. Claro, meu bom Rejedor depois de foliar a vossa Casa da Mosca, deu fé de uma interpolação, há minha pessoa. Só que na altura mal conhecia o vosso nome, confundiu-o com outro, Bloguista, supõe da Ribeira Grande, e provavelmente não dei resposta. Mas quem sabe se um dia destes se podemos encontrar num de vários trilhos, que venhamos a fazer, e por a converssa em dia, com um bom repasto, num destes restaurantes, da nossa freguesia!....Tudo pode acontecer!...
O prazer era todo meu.

Cumprimentos do Silva
Festival disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Silva disse…
Recuperação dos Moinhos da Condessa


"Titulo da Primeira Página do Açoreano Oriental"
Qual não foi o meu espanto ao ler esta noticia, pensando ser os moinhos da Condessa, da Práia dos Moinhos, foi sempre o nome que eu os conheci, "Os Moinhos da Condessa" realmente não eram estes, mas sim do concelho da Ribeira Grande, os daquela cidade. Pois que venham eles ver, o que fizeram aos moinhos da Ribeira Seca, estes do Porto Formoso. Ainda há uma Moagem adaptada aos tempos modernos a motor eléctrico, que já não está em actividade bem podiam, fazer um pequeno museu, foi esta feita após o abandono dos ditos Moinhos da Ribeira Seca.
Na altura sinais do Progresso.
Filipe Tavares disse…
Caro Silva, O Conceito de progresso é que não está a ser interpretado no bom sentido. Progresso não é BETÃO à LAGARDERO, progresso não é DESRESPEITO PELA PAISAGEM NATURAL, Antes do homem vir para a ilha, a baia do Porto Formoso já lá existida. Progresso é o homem integrar-se na Naturesa, dela tirar partido, mas de uma forma harmoniosa. Confesso que o Blogguer Silva compreende que o Porto sofreu alterações drásticas na sua extructura e que esse porto teria muitos outros potenciais se fosse esplorado devidamente. Conhece o Porto da Arrábida??? imagine-se criar condições de restauração nessa zona, com bom peixe, sempre fresco. O que foi que aconteceu? O Cantinho do cais fugiu, o Porto perdeu-se devido à arrogancia de quem o projectou, devido a eleições que vinham e a necessidade de criar obrar, devido à inexistencia de estudo de impacto ambiental, devido à falta de um arquitecto paisagista. Imagine que a imagem da Nossa Senhora da igreja do Porto Formoso estivesse degradada e era preciso restaurar, O bloger Silva compreende que há pessoas que são peritas no restauro de imagens, pessoas que estudaram anos e anos para esse fim, ora, com o Porto de Pescas poderia ter havido essa sensibilidade, convidar alguém de destaque e com provas dadas neste tipo de intervenção. Agora não há nada nessa zona da freguesia que nos convença a voltar lá! É este o modelo de desenvolvimento que você gosta??? Vão fazer postais com o Porto de pescas depois das obras ou antes das obras???

Cumprimentos a todos
Filipe Tavares
JASRAPOSO disse…
Hoje comemora-se o Dia da Independência. No meu tempo de instrução primária íamos à escola, onde havia declamação de poemas e todos cantavam o Hino Nacional.

Hoje não há orgulho nacional e já não somos independentes. Até a nossa língua, mercê do acordo ortográfico, anda pelas ruas da amargura.

O cerco político e económico reduz-nos a meros números.

O rebanho caminha ao toque de meia dúzia de iluminados, satisfazendo-se com umas migalhas que crescem do orçamento público.

Hoje já ninguém é independente, até no pensamento. Hoje vivemos mum mundo de pura ignorância e de muita hipocrisia.

Hoje, até a magia da natureza nos conseguem tirar
JASRAPOSO disse…
Data: 1890 (com alterações de 1957)
Letra: Henrique Lopes de Mendonça
Música: Alfredo Keil


I
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

II
Desfralda a invicta Bandeira,
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu jucundo
O oceano, a rugir d'amor,
E o teu braço vencedor
Deu mundos novos ao Mundo!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!

III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal do ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Ás armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!


Aí está o Hino de Portugal, como recordação para aqueles que o aprenderam na escola primária, como foi o meu caso.
Filipe Tavares disse…
É um Hino com uma música muito bonita, é uma pátria com uma bandeira sem igual - Lindissima. Mas repare-se nestes versos:

"Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar
Contra os canhões marchar, marchar!"

Não gosto muito de me rever neste tipo de pensamento. Não aprendi o hino na escola, não rezei também.

Sinceramente deviam proceder a alterações na letra deste hino!
e Concertaza o Sr. Silva irá concordar comigo.

Progredir!
Silva disse…
Foi por este marchar, marchar, que fui bater, com os costados em África. Hoje, para além do Refrão, nada sei sob, o Hino Nacional. Parece Mentira mas é verdades!....

Quanto as declamações no dia de hoje, tambem fui declamar, uma vez neste dia, na Escola, sei que o titulo era "Plantai Arvores" para os mais antigos, constava no livro da quarta classe, "Romeu Pimenta" o que tinha na capa, parece-me a bandeira e a mocidade Portuguesa. Não sei se é do tempo do JASRaposo, visto, logo depois mudou para o das Caravelas, que por sinal, também tinha muitos, poemas do de "Romeu Pimenta," que uma vez na Maia, me pregou uma partida, dado ao fazer o exame, a professora me mandou abrir na pagina (...)?e pelo, "Romeu Pimenta" dava a "Moleirinha, toc toc!..."Fui logo chamado à atenção, que a pagina não era aquela, que me tinha indicado. Retroquiu, e ela disse mostra lá o livro, claro era o "Romeu Pimenta" que por sinal só ainda não tinha sido mudado no Porto Formoso, e o que ela tinha escolhido era, do das Caravelas. Enfim coisas do passado. Lá vinho eu e todos os alunos a pé da Maia, para o nosso Porto, muito contente por ter-mos passado todos. Claro mereci uma Laranjada, que miséria.


Quanto ao concordar com o tema em si, dado ser o Hino Nacional, foi este, que eu ouvia aos meus avós e pais, que só o aprenderam quando foram, para a tropa, porque da escola, não sei, mas que "guerra é guerra" deve-se contra eles, canhões, marchar, marchar.
Assim é que é progredir na guerra.

Assim vou ter de aprender o hino.
Filipe Tavares disse…
Sr. Silva eu não quero nem posso sequer imaginar o que foi a sua experiência em Africa e com o devido respeito tenho de lhe transmitir um pensamento que felizmente foi unânime. A guerra de Africa foi uma perfeita estupidez, como qualquer outra guerra.
virafoto disse…
Que Grandes Patriotas.

Onde irá parar o meu País. Cidadãos que nem sabem o "Hino Nacional"onde chegou o laxismo. Falta de Patriotismo é uma negação à nacionalidade, do pais que optamos por viver, que por ele devemos, dar a vida, caso seja preciso. Assim é que é ser Patriota.
Filipe Tavares disse…
O Pais em que optamos viver???

Eu nasci aqui meu caro, não escolhi onde nascer!

Mas, Gosto do meu Pais, da boa comida e vinho, da linda paisagem embora cada vez mais adulterada. Mas não ponho a bandeira na rua quando a seleção joga, porque não gosto destas coisas de patriotismo! Sou um cidadão do Mundo. É por causa de patriotismos, religião, diferenças raciais e afins que este mundo está uma desgraça!
virafoto disse…
Degeneraste da família.

Conhecendo bem a família paterna quem diria. Que o neto não é amante de Bandeiras, quando em tempos festivos desfralda a maior delas todas, não sei se é "Brasão da família" mas que é linda é. Quem sai, aos seus não degenera!.....

Cumprimentos
JASRAPOSO disse…
No passado dia 25 de Novembro a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, aquando da comemoração de mais um aniversário, homenageou o nosso conterrâneo Artur Moniz de Sá.

Uma homenagem merecida, feita a um homem bom que amava o Porto Formoso, as suas gentes e os seus colaboradores
Filipe Tavares disse…
Perdoem-me a minha ignorância, quem foi o Sr. Artur Moniz de Sá.

Não basta dizer que foi um homem bom que amava o Porto Formoso.

???
Silva disse…
Quem Foi, o Artur Moniz de Sá.

Falar desta Família não é muito fácil. Nasceu no Porto Formoso filho de uma família, julgo na altura, já terem alguma abastância, seu pai tinha como profissão a de carroceiro, passou a fazer a distribuição de carroça, da cerveja, laranjadas e pirolitos, da qual passou ser distribuidor oficial, rápido começou a progredir. Graças a muitos Portoformosensos, ele passou a ser pai de muitos deles, com o trabalho afectivo, era mesmo considerado o pai do Porto Formoso. Seu filho Artur era o filho mais novo dos rapazes, já quando nasceu, seus pais tinham alguma abastância, com o negocio a prosperar, Artur cresceu, foi para a escola fez a primária, como era obrigatório, saiu, e rápido começou a conduzir automóveis, claro ainda sem idade, mas como era rapazoto, bem encorpado passava bem sem, que muitos se apercebê-sem. Logo desde muito novo notava-se que o seu Deus, era ser mecânico, era velo sempre de volta da frota de viaturas, do pai sempre pronto a afinar os motores assim como tambem gostava de soldar, chegou mesmo a ter uma pequena oficina de mecânica ao serviço da família. Já adulto fez a tropa, tinha como oby, uma mota que com ela fez muitas aventuras, "não sei se é verdades" em que, ele uma vez queria fazer, uma aposta, para andar no Poço da Morte de mota, sei que na altura ainda na tropa andou de mota em cima do muro, da Avenida de Ponta Delgada. Coisas de um jovem com o sangue na guerra!.......
Logo sede começou a sua vida fez um pouco de muitas coisas, teve um tractor, que com ele trabalhou um camião com praça?... Até 3500 Kilos, sede prosperou veio viver para Ponta Delgada ali fez toda a sua restante vida, sendo um dos mais bem conceituados empresários desta Ilha.

Foi um filho desta freguesia que nunca a esqueceu grande dinamizador, homem bom. Espero que seus descendentes, venham a dar continuidade; que ele, por falta de vida, não concretizou. E assim ganhamos todos nós no Porto Formoso

Que me perdoem se algo não estiver correcto ou tenha faltado dizer. Mas falar desta família não é fácil!.....

Do Silva para a casa da Mosca.


P.S. Só há uma coisa não sei por que é que ele não tem Camara ou Farias, da parte da mãe, dado que os dois sob nomes são da Parte do pai.
virafoto disse…
Falar de uma família, em que o seu progenitores pediam a Deus para ser ricos,

No principio da vida do casal, Moniz de Sá e Maria Farias, há uma pequena história, em que ele, seu marido fazia transporte de trigo, na sua carroça, e ao subir um pequeno outeiro a carroça deu à polé,(Caindo para trás) ficando o animal cavalar pendurado, como era hábito de o vermos, foi com as mãos à cabeça, olhando para o Céu e disse!.. Ó Meu Deus Um dia eu hei-de ser rico, e deixar esta vida. Sim e assim aconteceu, não deixou a vida mas sim ficou rico. Mas que descansam, os Portoformosensos, que a sua riqueza não foi extraída desta freguesia, apenas manteve-a cá. Foi uma grande família um com o coração de rico, e o outro com coração bom. Apesar de muitas coisas, foi um pai de muitos (portoformosensos.) Pois aqui é que vem o coração bom, de alguns descendentes desta família de progenitores, que de momento descendentes, directos só resta uma filha.
Como já alguém disse "não é fácil falar desta família"
JASRAPOSO disse…
O Plano da Câmara Municipal da Ribeira Grande tem uma dotação de 40,6 M€ para o ano de 2010, dos quais 26,9 M€ se destinam a investimentos.

O Porto Formoso é contemplado apenas com a conclusão do parque de campismo enquanto S.Brás terá um polidesportivo.

É um ivestimento muito pequeno para o Porto Formoso se tivermos em atenção que parte da obra já foi iniciada. Além disso trata-se de um bem para uso dos forasteiros e com pouco utilidade para os habitantes de freguesia.

Precisamos de obras para benefício de toda a população.
deus2deus disse…
Assim se vê o amor do sr ricardo Silva pelo Porto Formoso.

Adeus
certo disse…
O Dr. Ricardo Silva esteve há pouco tempo no Porto Formoso, em visita camarária, para se reunir com o Presidente da Comissão Fabriqueira, a saber o senhor Padre Leonardo Cabral, e para também se reunir com o grupo do centro de dia para idosos do Porto Formoso. Nesta visita estiveram presentes:
- O Dr. Ricardo Silva;
- O grupo de "idosas".

O padre não apareceu, embora tivesse sido informado telefonicamente pelo Presidente da visita e, inclusive, combinaram aquela que seria a melhor hora.

As senhoras e bem, prepararam uma pequena recepção e fizeram sala com o presidente. Quando o Presidente começou a perguntar por possíveis equipamentos que este grupo necessita, como é natural, as senhoras apenas se lembraram de um TV e de um Vídeo para poderem visualizar alguns filmes antigos da procissão e também os projectarem em futuras exposições. Foi com a já boa intenção do presidente que este começou a sugerir mais alguns materiais que podiam vir a necessitar, como cadeiras e afins.
Quando O Presidente quis ir visitar o Multiusos (obra do padre, comissão e António Pedro) com o intuito de tentar perceber a viabilidade de financiar a finalização do espaço dedicado a este grupo de pessoas... qual n
ão é a surpresa que ninguém tinha a chave!!! A culpa não foi certamente das senhoras (que repito, fizeram muito bem o seu humilde papel).
Até agora apenas retrato a pura da realidade.

Como dado talvez pertinente, acrescento que o Padre Leonardo mudou-se, de armas e bagagens, para a sua casa particular em Água de Pau. Está no seu direito (penso eu, sabe-se lá o que pensará o bispo)!

O pior desta mudança é que os crentes em Deus têm "sofrido". Por exemplo, uma pessoa só foi ungida dois dias depois de isto ter sido solicitado.... Um completo absurdo! Mas, justificado, uma vez que este senhor já só visita as "suas" paróquias à sexta, sábado e domingo.

Penso que ele anda frustrado com a falta de reconhecimento, talvez até arrependido de ser padre, mas não se pode dar ao luxo de com isto acabar por prejudicar as populações que ele devia ajudar a crescer. Exige-se uma posição, mas também o mercado do trabalho não está fácil...

Já o defendi, mas, hoje, só vejo aspectos de imcompetência. Quem sabe imcompetência para lidar com os seus próprios problemas... como todos nós também podemos ter.


Pelo que se sabe, as alterações na junta de freguesia têm causado algum "frissom" entre os seus elementos e trabalhadores... A mudança costuma ser resistida pela própria resistência à mudança (deixem passar o pleonasmo). Não sei vocês, mas eu estou farto da resistência à mudança quando est se avizinha como melhor!!!


Admira-me também o Senhor JASraposo não ter tido conhecimento da visita do Presidente ao Porto Formoso. Deve estar desctualizado.
Silva disse…
Já estamos quase no dia das Montras, que é no dia da Senhora da Conceição.

Nossa Senhora da Conceição Padroeira do Reino.

Nas cortes celebradas em Lisboa no ano de 1646, declarou El-Rei D.João IV que tomava a Virgem Nossa Senhora da Conceição por padroeira do Reino de Portugal, prometendo-lhe em seu nome, e dos seus sucessores, o tributo anual de 50 cruzados de ouro.

Ordenou o mesmo soberano que os estudantes de Coimbra, antes de tomaram algum grau, jurassem defender a Imaculada Conceição da Mãe de Deus. Não foi D. João IV o primeiro monarca português que colocou o reino sob a proteção da Virgem, apenas tornou permanente uma devoção, a que os nossos reis se acolheram algumas vezes em momentos críticos para a pátria.

D. João I punha nas portas da capital a inscrição louvando a Virgem, e erigia o convento da Batalha a Nossa Senhora, como o seu esforçado companheiro D. Nuno Alvaros Pereira levantava a Santa Maria o convento do Carmo. Foi por provisão de 25 de Março, do referido ano de 1646, que se mandou tomar por padroeira do reino Nossa Senhora da Conceição.

Comemorando este fato cunharam-se umas medalhas de ouro de 22 quilates, com o peso de 12 oitavas, e outras semelhantes, mas de prata, com o peso de 1 onça, as quais foram depois admitidas por lei como moedas correntes, as de ouro por 12$000 réis e as de prata por 600 réis.

Segundo diz Lopes Fernandes, na sua "Memória de Medalhas",que António Routier foi mandado vir de França, trazendo um engenho para lavrar ditas Medalhas, as quais se tornaram excessivamente raras, e as que aquele autor numismata viu cunhadas foram as reproduzidas na mesma Casa da Moeda no tempo de D. Pedro II.

Acham-se também estampadas na História Genealógica, tomo IV, tábua EE. A descrição é a seguinte: Joannes IIII, D.G. Portugaleiae ET Algarbiae rex - Cruz da Ordem de Cristo, e no centro ar armas portuguesas.
Reverso: Tutelaris Re Gni - Imagem de Nossa Senhora da Conceição sobre o Globo e a Meia-Lua,com a data de 1648, o horto, a casa de ouro, a fonte selada e arca do santuário.

O dogma da Imaculada Conceição foi difinido pelo Papa Pio IX em 8 de Dezembro de 1854, pela bula Ineffabilis. A instituiçao da Ordem Militar de Nossa Senhora da Conceição por D. João VI sintetiza o culto que em Portugal sempre teve essa crença antes de ser dogma.

em 8 de Dezembro de 1904, lançou-se em Lisboa solenemente a primeira pedra para um ,monumento comomerativo do cinquentenário da definição do dogma. Ao ato, a que assistiram as pessoas reais, patriarca e autoridades, estiveram também representadas muitas irmandades de Nossa Senhora da Conceição, de Lisboa e do País, sendo a mais antiga a da atual freguesia dos Anjos, que foi instituída em 1589.

No Brasil é tradição montar a árvore do Natal e enfeitar a casa no dia 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição.

Em Ponta Delgada e já em várias cidades dos Açores é o dia das Montras.)

Do Silva para a Casa da Mosca
virafoto disse…
O PORTO FORMOSO TEM O PADRE QUE MERECE TER.

Nos tempos de hoje, não é normal um padre falar como ele fala, Lembra bem o tempo do padre "João do Couto," só que os tempos eram outros, hoje falar assim, é o mesmo que o seu povo fico desmotivado e se resigne a ele. Ultimamente tenho visto ele em funerais, não é capaz do espaço que medeia a igreja, e o cemitério de fazer a romaria a pé. Demonstra bem o estado a que ele chegou. Assim mais vale ele resignar o sacerdócio e o Bispo mandar outro a ver se entra com o pé direito.
JASRAPOSO disse…
Há muito tempo que tenho vindo a receber alguns recados para falar sobre o comportamento do padre Leonardo Cabral.

Evitarei o possivel escrever sobre o seu comportamento porque entendo que a tomarem-se medidas concretas as pessoas mais adequadas para as executarem são as que compõem os movimentos da Igreja, a começar pela sua Comissão Fabriqueira.

Talvez tenha ficado traumatizado pela maneira como vi tratar o Padre Simas, que foi corrido da freguesia como se de um bandido se tratasse...

Quando as pessoas que ocupam os cargos são competentes sabem assumir as suas responsabilidades e tomar as medidas certas no tempo adequado.

Não me parece certo que as pessoas que vivem fora da freguesia devam tomar um papel activo nesse processo, porquanto podem não estar ao corrente de tudo o que se passa e correrem o risco de cometer alguma injustiça.

Nada como saber dar tempo ao tempo e esperar com a necessária paciência.
Filipe Tavares disse…
A igreja desempenha um papel muito importante na Sociedade Açoriana.

Espero que resolvam a situação, na minha opinião a igreja é em muitos casos responsavel pela coesão Social.

Há que respeitar a fé dos outros e o Padre se não está lá para desempenhar o papel, é caso para se dizer:

"que vá pregar para outra freguesia"

até breve.
Silva disse…
Enfim o que pudemos fazer.

Já aqui ouviu um pouco de tudo, realmente o povo irá pagar, pelo que fez, ao Padre Símas, lá com todos os defeitos, que podia ter não era merecedor do que lhe fizeram, esta freguesia em tempos tinha muitas "byatas" que na sua maioria só serviam, para destruir, padres, foi o que aconteceu ao longo de quase meio século. Padre Leonardo logo de principio, virava a cara, aos mais tristes, não era capaz de dizer um adeus, fingia que não via. Para muitos isto era triste e recentiam-se:- (O padre parou, aqui à porta, junto com o sacristão, e fez que não me viu, é desumano, frases destas presenciadas por mim e apreciadas, do fato cometido. Assim não é um bom pastor, para o seu rebanho.
Basta não vale a pena, desista!.....
Silva disse…
"Um Costume de Natal"

Tornou-se costume em várias culturas montar um presépio quando é chegada a época de Natal. Variam em tamanho, alguns em miniatura, outros em tamanho real. O primeiro presépio do mundo teria sido montado em argila por São Francisco de Assis em 1223. Nesse ano, em vez de festejar a noite de Natal na Igreja, como era seu hábito, o Santo fêlo na floresta de Greccio para onde mandou transportar uma manjedoura, um boi e um burro, para melhor explicar o Natal às pessoas comuns, camponeses que não conseguiam entender a história do nascimento de Jesus. O costume espalhou-se por entre as principais Catedrais, Igrejas e Mosteiros da Europa durante a Idade Média, começando a ser montado também nas casas de Reis e nobres já durante o Renascimento. Em 1567, a Duquesa de Amalfi mandou montar um presépio que tinha 116 figuras para representar o nascimento de Jesus, a adoração dos Reis magos e dos pastores e o cantar dos Anjos. Foi já no século XVIII que o costume montar o presépio nas casa comuns se disseminou pela Europa e depois pelo Mundo.

Do Silva para a Casa da Mosca
Silva disse…
A árvore de Natal

A árvore de Natal é uma das mais populares tradições associadas com a celebração do natal. É normalmente uma árvore conífera de folhas perenes, ou árvore artificial. É costume enfeitá-la com bolas coloridas e outros adornes natalinos.

A História, segundo a história mais aceitável, a árvore de Natal teria surgido na Alemanha na Idade Média. Um certo dia, o célebre Martinho Lutero, o criador das 95 teses,estaria andando por uma floresta de pinheiros. Ao reparar no Céu loteado de estrelas ficou fascinado com a sua beleza e com a lembrança de que Deus disse a Abraão que sua descendência seria tanta quanto as estrelas existentes no Céu. A descendência é simbolizada por frutos de uma árvore. Deus plantou uma árvore, no jardim do Édem, chamada "árvore da vida", que representa Jesus e seus frutos, os geradores de Cristo. O fato de apresenta-la no final de Dezembro e início de Janeiro é para lembrar o "Ano Domini" qual Jesus foi marco Zero.

Do Silva para a Casa da Mosca
falange disse…
Este último comentário não é propriamente "do Silva para a casa da mosca", mas sim, da wikipédia para -a casa da mosca-....as comas foram criadas para dar a entender ao leitor, que aquilo que está lendo é uma transcrição, e para assim perceber o significado de originalidade.
O Post é ilustrado por uma foto já descontextualizada, mas não significa que passado alguns comentários, inerentes à indole do post, perceba-se que os restantes nada tenham a ver com a "intenção" do post.
É sistemático a forma, como facilmente o conteúdo de um post perde interesse. A unica relação que encontro entre a saudade de ter um Porto Formoso como o que está nessa foto e os padres, a igreja, " os dinheiros", enfim, é que realmente qualquer padre que esteja no adro da igreja consegue perceber o que o dinheiro é capaz de destruir...ao ver o porto que dá nome à freguesia.

Um Abraço.
Filipe Tavares disse…
Bem Visto Falange. Infelizmente também não gosto quando digo algumas verdades e lá vem o sr. JAS Raposo com dois post do género, um a falar da guerra colonial e outro sobre árvores de Natal. Torna tudo completamente descontextualizado.
Filipe Tavares disse…
No Caso concreto deste assunto sobre o Porto de Pescas, em que se percebe perfeitamente do que se pretende tratar, o Sr. JAS RAPOSO vem falar do dia da independência e do hino Nacional...
Silva disse…
Realmente o Falange tem razão, são todos transcritos, pelo Silva, da wikipédia, foi um lapso meu, não o ter mencionado. Na próssima vez terei este cuidado, mas como estamos perto do Natal, nunca é de mais lembrar várias histórias, e ver que muitos, as procuram e põem a sua cultura em dia.

Do Silva com o (perdão dos leitores) da Casa da Mosca.
virafoto disse…
Um blogs aberto, virado para a freguesia, não pode viver só de um tema, torna,se, asfixiado e setréssante!....Leva a que seus leitores o abandonam.

Não vejo qual é o mal de fazer comentários, ou até mesmo transcrições, de várias histórias, que nos torna mais ricos, na cultura geral, quero sejam transcritas, da wikipédia ou de um Bok qualquer? Mesmo que tenham sido fora do contesto, quando de si já se disse tudo, ou quase tudo haja, para dizer. A meu entender ganha o Blogs, que não perde qualidade, e até por uma boa história, ganha mais leitores!......

Não é por aqui que este blogs perde qualidade, pelo contrário fica melhor!...
deus2deus disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
deus2deus disse…
Todos temos o nosso tempo e o tempo do padre LEonardo acabou.
Isso é mesmo assim.

O padre esta desmotivado para o Porto Formoso fez muitos erros que estão a sair caro.
O maior erro de todos foi a maneira de construir o Multiusos com um associação mafiosa entre a igreja e outros de desvio de baldes de cimento e blocos. Aquilo falta pouco para ser uma obra clandestina.
Muitos erros ele fez mas também coisas boas só que agora parece desmotivado com o seu povo, mora em São Brás.

Houve aqui um comentário que disse: O Porto Formoso tem o padre que merece!

Grande verdade.
Um povo que ouve pelas ventas do cimo do altar um padre a dizer: "o povo do Porto Formoso não vale a ponta de um corno"

Adeus
Filipe Tavares disse…
Talvez o Padre tenha sido ameaçao por estes ladroezecos de baldes de cimento, e por isso anda afastado da freguesia... é apenas uma suposição...
007 disse…
Caro e ilustre srª Filipe tavares , é vergonhoso da sua parte vir para aqui com " suposições " ou diz -se e se tem provas ou então não devemos insunuar coisas e deixar no ar que tudo o que são assciações são todos uma cambada de malandros e trafulhas ! É hora de parar de escrever estas " merdas" .
bang , bang !!!
007 disse…
Caro e ilustre amigo srº DEUS2DEUS (escrevi com maiusculas o nome de DEUS porque deve-se ter cuidado ao mencionar SEU nome),tal como escreve aqui o seu nome é de uma enorme cobardia chamar " mafiosos" a uma entidade que tenta não deixar morrer a cultura cristã do nosso povo e que enquanto o srº passeia e se diverte na barraca das festas estes membros ditos por si "mafiosos" trabalham para si e para mim ,para que tds os que nos visitam nas festas da Nª srª DA GRAÇA levem da nossa freguesia uma boa recordação . Mais uma vez só são criticados os que fazem algo por esta freguesia , por isso meus amigos um dia alguem me disse a seguinte frase : ... já viste esta gente não merece nada, vamos ficar mais uma vez parados no tempo... E é verdade vcs são as maus linguas da freguesia criticam ;criticam e se escondem a falar mal de todos na net !!! tenham mas é vergonha seus cobardes!!! BANG... BANG...
007 disse…
É assim : tava eu a limpar a minha arma e lembrei-me do seguinte ,com tanta gente esperta nesta freguesia como é possivel ninguem querer afrontar o nosso presidente da casa do povo , com eleições para a mesma? Vá lá cobardes , cheguem-se á frente e assumam as suas brilhantes ideias!
Quem sabe exista lá um caixotezinho com moedinhas dos jogos de cartinhas que se faz lá?
Poxa ninguem gosta de pegar na merda!!!
BANG...BANG...
Filipe Tavares disse…
007, cobarde és tu que vens aqui cantarolar disfarçado de James Bond!

Bang Bang... o tanas!

Olha que a minha insinuação pode muito bem corresponder à verdade.

Alguém abriu a tampa da panela e eu vim cá "APENAS" mexer o caldo.

Capiche?
certo disse…
o Bang Bang não deixa de ter razão numa coisa: são mais os que falam do que os que fazem algo, ou não estivéssemos a falar de pessoas do Porto Formoso.
Já disse e repito: é melhor que a Maia nos queira!!!!
007 disse…
É assim tanto é culpado o que mata como o que que é seu cúmplice e estas bocas foleiras de "alguem levantou a tampa e eu mexi o caldo" é de uma enorme arrongância ,e digo-lhe mais nunca have-mos de lá chegar precisamente por este tipo de arrogância que preciste em continuar na nossa comunidade.
Era bom que todos parassem com estas merdas e em vez de falarem de mesquisses e fofocas , começassem a se entregarem mais na sua comunidade em vez de esperarem que alguem cometa erros... cada um faz aquilo que sabe e pode e acho que "artistas" só no CIRCO.
E mais uma vez digo BANG!BANG!... PUFFF...
deus2deus disse…
007 ' o homem que só sabe o que quer ' um título para o novo filme do 007.
Este 007 sabe que pegar na casa do povo é mexer na merda. Este 007 não sabe nada sobre como foi feito o multiusos, informesse junto de quem sabe( não acredito que tu não sabes).

Adeus
007 disse…
sei sim DEUS2DEUS mais do que julgas , e sei o que quero porque acho que cada um faz o que sabe e repito ... quem acha que se devia fazer melhor pela freguesia não venha para aqui ditar leis nem mandar recados , acho que deviam sim dar a cara e lutar pelo que é nosso . Este Porto Formoso precisa de vcs os que se acham mais espertos que todos e os sabichões das enciclopédias e artigos.
SÃO OS PARASITAS DO POVO!!!

BANG! BANG!!! PUUFFF!!!
deus2deus disse…
007 deixa-me ver se percebi bem...
Cada um faz o que sabe...
Há uns sabem mandar recados e há outros que sabem fazer falcatruas em obras com o dinheiro do povo.

adeus
Filipe Tavares disse…
007 o que tu não vês é que correspondes com exactidão ao perfil que abominas:

O que não dá a cara
O que vem vem ditar leis e mandar recados
O que se acha mais esperto que todos

; )
007 disse…
Parece que mexi na vossa frida...
BANG ... BANG..
007 disse…
Vejamos então uma coisa:
O Porto FORMOSO tem ; um grupo foclórico que é um espétáculo que sobrevive com a capacidade de alguem que se interessa pela cultura da nossa freguesia ,mas mesmo assim não falta criticos .
O Porto Formoso tem ; uma casa de Povo que nada faz pelo povo mas mesmo assim ninguem faz nada por isso é claro não interessa a ninguem.
O Porto Formoso tem uma junta; que todos criticam mas quando chega á hora cada um pensa somente nos seu interesses e depois veem os mesmos para aqui tentar dar lições de moral aos outros e é interessante porque muitos deles já tiveram lá ou já tiveram familiares lá que tb não fizeram puto.
O Porto Formoso tem ; uma linda praia que atrai milhares de banhistas e pergunto quando se fez a "dita" obra ,quem esteve lá para a defender dos interessados politicos... ninguém !
O Porto Formoso TINHA uma linda baía e agora já não , mas quem deixou tudo isto acontecer? PORTO "FORMOSO" AGORA É SÓ NO NOME , portanto já não há mais que criticar nem julgar o que está feito tá feito , teem é que pensar no que vem ai e em novos projectos e deixarem-se disso!
Gostava de ver e repito mais participação de todos os "formosenses" e faço um desafio começem pela casa do povo , acho que ali está a solução de muitos problemas da nossa freguesia , haver vamos .

BANG!BANG!!!...PUFFF!
Gracinha disse…
Próximo fim de semana, 12 e 13, teremos teatro no Porto Formoso.
A não perder, no futuro centro multiusos, Sábado às 20horas e Domingo às 18h.
Bilhetes à venda juntos dos vários elementos do grupo folclórico, e nos próprios dias, à entrada.

E porque tristezas não pagam dividas :)...venha divertir-se connosco, não faltará boa disposição!

Bem haja.
Gracinha
MPFurtado disse…
POIS,POIS. Logo vi Bangg,Bangg, puffa, puffa, só podia acabar em teatro

E eu a imaginar que o 007, ia montar o Ringg, na Canada do Mato ou então, no Largo da Canada das Gentes, dado o rogídos, vinham da quê-lo lado, Bangg,Bangg, Puffa, puffa. Mas 007, tem cabeça e vai actuar nos multi usos. Será que tem capacidade para tantos espectadores ?...PUFFF.PUFFF.PUFFF.PUFFF!.... Hei pá, lá se foi o nariz, olha, olha, olha, também, se foi os dentes!...

Claro senhores espectadores isto é teatro, é só para manter o suspanso!....

Oxalá, que o teatro tenha sucesso É perto do Natal e é bom para passar um bocado de tempo, com os nossos filhos. Mas não com pufa, pufa, só mesmo no Teatro. Que passam todos muito bem, Bangg Bangg!...................
certo disse…
Que desatino!!!
007 disse…
BEM É ASSIM PARECE QUE AQUI O 007 ANDA A MEXER A SOPA A MUITOS E É ASSIM CARO MPFURTADO ´SOU ACTOR DE CINEMA E NÃO DE TEATRO , DAI IR ASSISTIR Á PEÇA E NÃO PARTICIPAR NELA.
QUANTO Á MINHA MORADA , ANDAS LONGE DE CASA FILHO .
PARA TERMINAR TE DIGO QUE NO PORTO FORMOSO NÃO EXISTE NENHUM "MULTIUSOS" MAS SIM UM CENTRO SOCIAL E PAROQUIAL DE NOSSA SENHORA DA GRAÇA!!!

BANG...BANG!!! E VAI MAIS UM!!!

Mensagens populares deste blogue

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?

Águas Medicinais da Ladeira da Velha