« Home | Apesar do mau tempo... já se adivinha que o centro... » | Matança do porco » | I Congresso Nacional do Chá » | (alguns) dos nossos emigrantes » | Multibanco » | O Porto Formoso faz 500 anos em 2009 » | Abaixo-assinado relativo à ESTRADA » | Por que vou votar... » | Onde pára o nosso futebol? » | Imaginação Alguém a sabe definir? Para o fazer há... »

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?


O Porto Formoso é uma zona de grande beleza natural com praias, baías, ribeiras, quedas de água e montes com vistas maravilhosas.
Existem antigos atalhos de terra que conduzem-nos a estas maravilhas como, por exemplo, o atalho que dá acesso aos antigos banhos termais da Ladeira da Velha. Estes atalhos podem e devem ser recuperados e assim trazer mais turismo e mais comodidade às pessoas da freguesia que por lá passam para irem tratar das suas terras.

Está, neste momento, em estudo a criação/recuperação de trilhos pedestres no concelho da Ribeira Grande e o Porto Formoso tem, por direito próprio, características que lhe permitem aspirar a possuir dois ou mais destes trilhos.

Caros bloggers, caso tenham alguma sugestão acerca de onde se deveriam criar tais trilhos pedestres enviem um email para acasadamosca@yahoo.com ou queiram comentar neste post. As nossas propostas serão posteriormente comunicadas ao responsável pela organização dos trilhos.

O comportamento humano é complexo, não segue linhas traçadas a régua e esquadra.

Vivemos numa sociedade em que nos habituámos a ser exigentes com a ética alheia, esquecendo quase sempre a incoerência entre os valores que defendemos e o nosso comportamento.

É muito fácil vir aqui, no silêncio da noite, criticar as pessoas que procuram fazer alguma coisa pela nossa freguesia. O difícil é saber dizer PRESENTE.

Se há pouco no Porto Formoso, isso deve-se, essencialmente, à nossa falta de cultura e ao sentido preconceituoso que temos das coisas.

Por incrível que parece a realidade é que quase todos querem aparecer na primeira fila e ninguém quer estar na rectaguarda.

Em breve teremos exemplos concretos - Quem é que aparece para trabalhar nas Irmandades do Espírito Santo?

O Imprério dos Calços tem a sorte de ter um dia feriado à segunda-feira. Quem é que lança mãos a uma iniciativa para esse dia?

Nada ou pouco se fará nesse dia, mas aposto que estaremos todos unidos a criticar as festas na terça-feira seguinte.

Os candidatos à Junta de Freguesia incluíam nosd seus programas, no subgrupo "AMBIENTE, TURISMO E LAZER", a criação de trilhos turísticos na freguesia.

Portanto, é um tema que já foi anteriormente refectido, razão pela qual não será dificil para algumas pessoas lançar aqui a sua opinião; a não ser que os respectivos programas eleitorais tenham sido um mero exercício de prosa para convencer os eleitores.

Numa sociedade onde á cada vez mais pessoas obesas, consequência dos maus hábitos alimentares e onde o stress predomina, as actividades desportivas assumem uma grande importância.
Há vários grupos de mulheres no Porto Formoso, que com frequência fazem caminhadas. A mentalidade aos poucos vai mudando, á cada vez mais pessoas susceptíveis para esse tipo de actividades.

O desporto une culturas e civilizações, fortalece o espírito de grupo e ensina o atleta a evoluir tanto no aspecto físico como mental. O contacto com a natureza associado ao desporto proporciona momentos de enorme prazer.

É com estes objectivos que o grupo de jovens do Porto Formoso, no próximo dia 25 de Abril vai realizar nas Sete Cidades uma actividade desportiva radical, rapel em cascata
É uma actividade segura que proporciona momentos de alta adrenalina.
Nas Sete Cidades existem muitos trilhos pedestres, se houver tempo iremos percorrer algum deles admirando a magnifica paisagem que a natureza nos oferece.

Com um forte abraço.

Apesar da Câmara Municipal da Ribeira Grande ter feito este protocolo com os Amigos dos Açores, a Junta de Freguesia já tem uma verba orçamentada para a criação de trilhos.
Atendendo a que a sinalização requer alguns conhecimentos técnicos, a Junta de Freguesia também já contactou alguém perito na matéria.
Venham as sugestões para ver se temos algum trilho concluído este Verão.

Terá lugar amanhã, a partir das 15 horas no Porto Formoso, a criação da primeira confraria de chá do país.
Atendendo a que o Regedor é um dos confrades, ficamos a aguardar fotografias do acontecimento

Portoformosenses, é com grande interesse que leio aqui esta notícia sobre a criação de trilhos para caminhadas na nossa terra.
Para mim podiam fazer 6 ou 7 mas vou dizer 2.

1) trilho da Ladeira da Velha até aos banhos da ladeira.

2) trilho do rego dágua: começa na freguesia sobe o rego dágua passa na fábrica e desce pelo ferreiro e algarvio.

Parabéns ao grupo de jovens pelas iniciativas e que para o ano já possam fazer caminhadas pelos caminhos da nossa terra.

Finalmente já se encontra na internet o PDM do concelho da Ribeira Grande.
Alguém sabe explicar a razão porque no site da Câmara da Ribeira Grande não estão publicadas as actas da Assembleia Municipal de 2006??

Agora que estamos quase no Verao, seria desejavel ja ter na freguesia a nova sinalizacao.

Quando e que vai ser colocada a entrada do Porto Formoso (na estrada regional) a placa informativa sobre a freguesia? Falou-se numa especie de mapa, de onde constariam os principais pontos turisticos do Porto Formoso: restaurantes, miradouros, porto de pesca, igreja, praia, etc. Para os turistas, o Porto Formoso nao deve ser apenas a excelente vista que se disfruta da Fabrica de Cha. Ha que fazer descer os turistas a freguesia. Um turista que passe de carro em frente ao jardim dificilmente adivinhara que dali se tem uma das mais belas vistas da costa norte da ilha. E urgente colocar uma placa informativa naquele local.

Tambem ja e tempo de serem colocadas as lombas na via principal. A burocracia nao explica tudo! Estamos quase em Maio... Ou sera que ja se abandonou esta ideia!

Durante muitos anos, o "centro" da do Porto Formoso foi, sem duvida, a zona compreendida entre o jardim do outeiro e a rua das escolas.

Agora estamos a assistir a um crescimento muito significativo da zona dos bairros novos. Depois de completado o plano habitacional daquela area, podemos estimar que mais de 30% da populacao do Porto Formoso ali residira. Tratando-se na maioria de casais jovens, nao sera dificil prever a longo prazo um certo envelhecimento das zonas do coucim e dos calcos em relacao a zona dos bairos novos.

Para alem do aspecto demografico de deslocalizacao da populacao, preveem-se tambem impactos economicos importantes. Parece-me evidente que novas oportunidades de negocios surgirao naquela esfera. Desde logo, faz sentido a criacao de pelo menos mais um minimercado naquela area, e eventualmente um novo cafe. Com tantas criancas "para nascer", a abertura de uma creche tambem parece-me viavel.

Num horizonte de 7/10 anos, mais desenvolvimentos se preveem naquela zona, por via dos investimentos turisticos num campo de golfe e aldeamentos turisticos. Com isto podemos prever alguma expeculacao imobiliaria no ramal e outeiro nos proximos anos.

Teve lugar ontem à tarde a tomada de posse da Confraria do Chá do Porto Formoso, que contou com a presença de muitos convidados.
Da freguesia do Porto Formoso foram entronizados o José António Pacheco, o padre João Furtado e o Bruno Raposo.
O núcleo dos Fundadores é constituído por 25 elementos.
Após a entronização seguiu-se um chá nas instalações da Fábrica e um jantar numa unidade hoteleira de Ponta Delgada, acompanhado pelo Grupo Folcolórico do Porto Formoso.
Com a presença da RTP-A e de muitas câmaras fotográficas na cerimónia "EXIGE-SE" ao Regedor uma reportagem completa neste blog.

Caros bloggers,

decorreu com grande elevação e numa paisagem de grande beleza (Fábrica de Chá Porto Formoso) a I Entronização da Confraria do Chá Porto Formoso.

Foram muitos os convidados, incluindo representantes de todas as confrarias regionais e algumas das mais importantes a nível nacional.

Espero apresentar fotos do envento 2ª ou 3ª feira.

Entretanto decorre 2ª feira (24 de Abril) à noite um jantar comemorativo do 25 de Abril no Snack Bar O moinho e que contará com pessoas ilustres a nível de ilha.

Caso para dizer há iniciativas de grande valor que são feitas por pessoas que nada têm a ver com política.

Tenho dito

Um jornal deste fim-de-semana publica a lista de instituições beneficiárias de subsídios por parte da Direcção Regional da Solidariedade e Segurança Social, nos anos de 2004 e 2005.

Verifica-se que, naquele período, foram atribuídos mais de 15,5 milhões de euros de subsídios a pouco mais de duas centenas de instituições.

Entre as instituições contempladas figuram algumas Casas do Povo.

A Casa do Povo do Porto Formoso, como era de esperar, não está naquelas listas.

Sr.Águia
A Assembleia Municipal só se reniu este ano duas vezes, a 1.ª em Fevereiro e a 2.ª a semana passada, como as actas só são aprovadas nas reuniões seguintes, é claro que a de Fevereiro só foi aprovada agora na de Abril e como às vezes é necessário corrigir algumas coisas, não podem ser publicadas. Portanto não estão tanto assim em falta.

Regulamento da Assembleia Municipal da Ribeira Grande

Artigo 25º
(Sessões Ordinárias)

1. A Assembleia terá, anualmente, 5 sessões ordinárias, em Fevereiro, Abril, Junho, Setembro e Novembro ou Dezembro.
2. As segunda e quinta sessões destinam-se, respectivamente, à aprovação do relatório e contas do ano anterior e à aprovação do plano de actividades e do orçamento para o ano seguinte

Percursos Pedestres

Algumas notas que talvez possam ser úteis para quem vai planear, mas também para quem vai utilizar, os percursos pedestres do Porto Formoso.

Marca o inicio de cada trilho um painel informativo, em português e inglês, onde se pode ver um mapa do trilho, fotografias dos pontos de vista mais importantes e informação sobre a extensão e grau de dificuldade do percurso.
Na Povoação estes painéis têm sido consecutivamente vandalizados, sendo por isso vantajosa a sua colocação em zonas mais frequentadas (como o Jardim), do que em zonas isoladas.

A sinalização ao longo dos trilhos é colocada em suportes naturais como rochas ou em estacas de madeira. São apenas quatro tipos de sinais de fácil interpretação.
É sempre necessário uma sensibilização antecipada dos proprietários dos terrenos confinantes com o trilho antes da colocação das estacas, afim de evitar más interpretações. Aos proprietários do “Rego de Água” por exemplo, deve ser explicado que as pessoas que praticam estas actividades estão vocacionadas para apreciar, fotografar e não para destruir ou levar.

Os percursos devem ter pelo menos 5 km, ser de preferência circulares para que o turista ou o não residente, possa retornar ao início do percurso onde se encontra sua viatura.
Naturalmente, deve-se evitar ao máximo os troços com piso em asfalto ou betão. Sendo importante haver locais onde os utentes possam apreciar os produtos locais como os restaurantes ou a fábrica do Porto Formoso

Para além de alguns percursos divulgarem as actividades locais como a agricultura tradicional praticada no “Rego de Água”, também se pode proceder á recuperação de antigos caminhos ou veredas, como acontece na Povoação com o trilho Praia da Ribeira Quente – Gaiteira, um caminho utilizado pelos antigos vendilhões.
O acesso ás areias do Meio e do Cabo podia ter continuidade até aos Bicos com regresso pela Ponte José do Canto e passagem pelos “subterrâneos”.

O pedestrianismo para além do interesse turístico é cada vez mais procurado pelas populações locais, um desporto que pode ser praticado por toda a família.

Saudações Formosas

Sr. jasraposo,
a Casa do Povo do Porto Formoso já está morta, enterrada e os vermes já a comeram.
Nem a ressureição a salvará.

Eles comem tudo eles comem tudo e não deixam nada.

Hoje comemora-se o 25 de Abril.
Uma das virtudes que surgiu com a revolução do 25 de Abril foi a eleição directa para vários cargos públicos, entre os quais as Casas do Povo.
Neste aspecto e em muitos outros, parece que os ares da Revolução de Abril ainda não chegaram ao Porto Formoso, uma vez que a direcção da Casa do Povo vive um regime monárquico.
Nada se sabe da Casa do Povo a não ser que tem um edifício a cair de podre, que o presidente(?) não vive na freguesia e que nada funciona naquela instituição.
Muito interesse devem ter essas pessoas em manterem-se nesse cargo à revelia dos estatutos.
São os mesmos que falavam mal do professor Américo e que pela traseira do palco tentam manobrar o que se vai passando noutros organismos do Porto Formoso.

Bom dia!

Os trilhos vão ser muito importantes para a nossa freguesia isso ninguém tem dúvidas.
A ideia do deus2 em fazer o trilho do rego de água é muito boa porque também trás gente para a freguesia mas acho que se devia fazer outro nos montes por cima do Porto Formoso.

Concordo gulantina, no Porto Formoso já existiu um trilho pedestre com início no monte escuro, com percurso alternativo com entrada no caminho da mata alta, e com termo junto á fábrica do chá Porto Formoso. Por obras de asfaltamento levadas a cabo pelos serviços florestais e não por lapso ou engano propositado atribuídas á junta de freguesia, o trilho foi desamolgado.

Mas á outras soluções e deixo aqui a minha.

Início do trilho junto á fábrica do chá (caminho da roça do louro), passa pela plantação do chá, desce pelo antigo caminho da ribeira das lajes, atravessa a estrada regional entrando no caminho do ferreiro, chega junto á oficina do mesmo vira a esquerda pela canadinha, caminhando até ao rego de água, desce o mesmo com final no jardim.


Este trilho tem início num local bem visível, evitando possíveis actos de vandalismo, é feito quase na totalidade em piso de terra e tem seguramente mais de 5 km.


Com um forte abraço.

Concordo com a idéia do blogger Cavalete de que é preciso trazer os turistas para a freguesi, com os critérios definidos para criação trilhos enunciados pelo blogger jagpachego e pensando com as propostas do blogger sono1 apresento a minha proposta:

1- trilho com início no Jardim (vista para a baía), subida pelo rego de água, atravessa para a fábrica de chá, sobe pelo caminho da roça do louro, passa pela plantação do chá, desce pelo antigo caminho da ribeira das lajes, atravessa a estrada regional entrando no caminho do ferreiro, vira à esquerda na oficina do ferreiro pela canadinha, desce o rego de água e chega ao final no jardim.

(Este trilho tem mais de 5Km, trás as pessoas para a freguesia - chegada e partida do jardim - passa por terras cultivadas, bonitas quintas, pela fábrica de chá, pelas plantações de chá, tem uma vista soberba e ainda passa pelo antigo caminho da rib. das lajes que é muito bonito)

2- trilho da ladeira da velha (tem o problema de ter menos de 5Km) início junto ao caminho de cimento, descida até aos banhos e regresso pelo mesmo caminho.

3- Trilho do espigão. Começo no engenho junto à estrada regional saída do Porto Formoso, subida pelo caminho de terra até à ribeira, vira à esquerda e sobe até à casa que fica no cimo do monte com uma vista sobre a costa desde os fenais até às capelas, desce pelo mesmo caminho mas depois passa junto às nacentes da ribeira dos monizes (julgo eu) e chega ao local de partida. Variante: depois de chegar à casa podia descer por um atalho que vem ter à casa do galo.

ps. a ligação do porto dos barcos aos bicos passando por: areia domeio, cabo, frade, limos, campanário e subida na Ponte é boa mas penso não ser possível devido às quebradas.

Cumprimentos

Caros blogger,

no passado Domingo fiz o trilho número 1 (descrito atrás). Correu muito bem com vistas explendidas e pareceu-me funcional com alguns reparos a serem melhorados se tal trilho for aceite:

- melhoramento e limpeza do atalho do rego de água e do atalho da ribeira das lajes (este último basta roçar umas conteiras e umas canas que estão a dificultar a passagem)

- a ligação ligaçao do final do rego de água à estrada não tem ligação directa, tem que se atravessar um pasto (propriedade privada)

De resto tudo óptimo. Aconselho todos a fazerem.

Durante o sono sonhei que poderia ser possível criar mais um trilho com várias alternativas.
Inicio do trilho no Coucinho junto ás futuras moradias que ali vão ser construídas, sobe a lombinha, atravessa a estrada regional com direcção á plantação do chá. Chegando a este ponto á duas alternativas, ou desce pela ribeira das lajes ou pelo caminho da roça do louro em direcção á fábrica de chá Porto Formoso. Chegando a outro ponto de interesse continua a descer até á oficina do ferreiro, e aqui surge três alternativas, ou vira á esquerda pela canadinha em direcção ao rego de água, continua o percurso descendo pela canada ou vira á direita pela courela com final muito próximo do inicio do trilho.

Este trilho reúne mais uma condição, é circundante.

Parece-me bem o percurso do número 1 rego de água/pantação de chá que aqui foi descrito por muitos comentadores.

Reparem (sono1)numa coisa a canadinha à esquerda do ferreiro para o rego de água não tem passagem para o rego de água, termina na quinta do falecido João Simão e a passagem pelo pasto também já não dá. Como foi que passou por lá Sr. Regedor?

Adeus

Concerteza.
Belo caminho e ainda por cima os caminheiros vão chegar cheios de fome vão almoçar e tomam um banho na areia do meio ou na praia.

O Pacheco do Cachimbo é que vai beneficiar porque vai ter turistas à sua porta para afiar o seu inglês/chinês...

Abraços para o Porto Formoso

Caros bloggers,

concerteza que há outras prospostas válidas e isso deve-se à nossa riqueza ambiental e paisagística, mas penso que com as sugestões dos vários bloggers aqui presentes a que reune as melhores características e mais facilmente se põe em prática é o trilho: Jardim/Rego de Água/Ribeira das Lajes/Plantação de Chá/Roça do Louro/Fábrica de Chá/Rego de Água/Jardim.

No entanto, apesar de ser importante passar na oficina do ferreiro isso mão é viável (respondendo ao blogger deus2) porque:
- ao virar à esquerda e ir pela canadinha até à quinta do João Simão esse atalho está tapado, a não ser que se passe em quintas alheias (não pode);
-ao virar à esquerda e ir pela canadinha e ir a atravessar pastos até ao rego de água também não é agradável e parece-me um percurso muito confuso para quem não conhece o local.

Sendo assim, o regresso ao rego de água seria como na subida: ao chegar ao fim do rego de água sobe-se o pasto até à estrada. Este é o calcanhar de aquiles do trilho, mas é o mal menor.

cumprimentos a todos

PS. já viram como estão abandonadas algumas quintas no rego de água?

Seria boa ideia recuperar alguma dessas quintas e fazer uma quinta biológica, onde seria possível observar por exemplo, algumas plantas endémicas com imenso valor no património ambiental dos Açores, além disso iria valorizar e de que maneira o percurso.

A compra competiria ás entidades regionais como a secretaria do ambiente e do mar, por intermédio da junta de freguesia.

Com um forte abraço.

Caros bloggers,

conforme conbinado vou apresentar ao presidente da Associação Amigos dos Açores, entidade responsável pela organização dos trilhos do concelho de Ribeira Grande, o trilho que obteve mais consenso neste fórum: Jardim/rego dágua/Ribeira das Lajes/Chá/Roça do Louro/rego dágua/jardim

Também não deixarei de referir o trilho da ladeira da velha~.

cumprimentos e obrigado aos que participaram

Ex.mo Senhor,

da recolha de informação realizada junto da população, quer pessoalmente quer no blog, concluiu-se que o trilho que reúne mais consenso é o descrito abaixo:

Jardim/Rego de Água/Fábrica de Chá/Ribeira das Lajes/Plantação de Chá/Roça do Louro/Rego de Água/Jardim.

Trilho com início no Jardim (vista para a baía), subida pelo Rego de Água, passa à frente da Fábrica de Chá e segue até encontrar a Ribeira da Lajes, sobe pelo antigo caminho da Ribeira das Lajes, passa pela plantação de chá. Começa a descida pelo caminho da Roça do Louro e chega à Estrada Regional. Atravessa a Estrada Regional, desce o Rego de Água e chega ao final no Jardim.

Demorou cerca de 3horas a realizar com algumas paragens para fotos e conversa.

pontos fracos: ter de atravessar uma pastagem

pontos fortes:
• início com vista sobre a baía formosa e a igreja (das mais antigas da ilha)
• passagem em zonas de agricultura/pomares tradicionais
• passagem pela fábrica de chá e pela plantação de chá
• parte do trilho é realizado sobre piso de pedra natural (coisa rara por cá)
• magnífica vista sobre toda a costa Norte
• percurso com início e final no mesmo local

Para além de trazer as pessoas/turistas para a freguesia devido à localização do seu início e fim, possui uma elevada beleza paisagística e grande interesse cultural (passa em frente à fábrica de chá, na plantação de chá e em algumas terras e pomares cultivados à “moda antiga”). Tem também algumas particularidades muito interessantes como passar num tunel natural formado por canas da Índia.

Também gostaria de referir o trilho da Ladeira da Velha (ao lado do miradouro de Santa Iria) que desce a costa até atingir a beira-mar onde existe umas termas em ruínas, bem como, as antigas moradias dos utilizadores das termas. Também tem grande interesse histórico, pois foi ali que decorreu a famosa Batalha da Ladeira da Velha.

Espero que tenha em conta os nossos pontos de vista e estou ao seu dispor para mais informação que necessite ou mesmo realizar o percurso em conjunto.

A beleza e as gentes do Porto Formoso merecem um trilho em condições.

Cumprimentos,

Bruno Raposo

Muito boa noite caros blogistasFormosos,

Visto ser um amante da natureza, sobretudo de trilhos sinalizados ou não, gostava, se pudessem, disponibilizar algum mapa deste(s) vossos trilhos.
Pelos vistos, já existe um devidamente marcado, mas pelo que leio, existem outras possibilidades nesta agradável freguesia da nossa ilha.

Visto que em fevereiro vou ter alguma disponibilidade em termos estudantis/de trabalho, gostava de explorar trilhos, canadas, e algumas ribeiras da vossa freguesia.

Pelo que leio acima, nomeadamente numa passagem em terrenos privados no curso do trilho sinalizado, gostaria de saber se existe algum contratempo, ou necessidade de pedir autorização afim de o transpor.
Outra dúvida, prende-se com a propria actividade da zona, refiro-me naturalmente não ás vacas que percorrem e pastam em terrenos contiguos ao percurso do trilho, mas sim dos nossos Cães de Fila ou caes abandonados. Existe no decorrer do trilho a possibilidade de um "encontro imediato" com os referidos? Pergunto-vos isso, pois já apanhei varias x estes animais a julgarem-me como sendo uma ameaça, afinal de contas estamos a pisar "territorio" deles!!
Falo-vos disso, além de já ter tido (má) experiencia nesta matéria, um pouco pla nossa ilha, e em uma das x, estava a fazer com uma turista/guia que estava a reconhecer o trilho MonteEscuro-Sra.PAz, para posterior guiar dias depois um grupo de 30 turistas, uma situação que nos manteve de coração em pulos, quando já perto da Sra da Paz, num dos pastos, aparecerem uns belos amigos com muita vontade em mostrar (e nao so) os seus caninos!! posso dizer-vos que ficamos retidos cerca de 40min.. praticamente estátuas e em submissão aos animais, até que eles finalmente perceberam, embora desconfiados que nao eramos ameaça! Ora tudo isso vos digo, pois como resultado da fantastica experiencia por parte da guia, foi de "o trilho é fantastico.. mas não irei percorrer este trilho com o meu grupo".. e deste modo, fizeram o trilho das nascente da L.Fogo!
Em resumo.. inovar nos trilhos, concordo, mas desde que estes, e quando são oficiais, possuem a segurança e a sensibilização dos proprietários dos terrenos envolventes em proteger as suas propriedades de modo que não prejudiquem o trabalhos de muitas outras pessoas que lutaram para mostrar o melhor da sua Terra!!

Cumprimentos,
Milton Rodrigues

Sobre o assunto dos trilhos, modéstia à parte julgo que tudo começou aqui:

http://acasadamosca.blogspot.com/2006/04/trilhos-pedestres-no-porto-formoso.html

Com a colaboração dos leitores e comentadores d´A casa da mosca que indicaram trilhos, fizeram propostas, e de algumas pessoas no Porto Formoso que têm um particular gosto por trilhos e pela Natureza.

Cumprimentos

Enviar um comentário

Locations of visitors to this page