O nosso problema

Quem, sem saber como, pudesse fazer uma viagem de 32 anos no tempo, desde o 25 de Abril de 1974 até hoje, verificaria que o Porto Formoso está incomparavelmente melhor.
Mas, será que evoluímos o que seria desejável? Penso que não.

Maia e Ribeirinha / Porto Formoso

Olhando à nossa volta temos a Ribeirinha, a Maia e São Brás. Quer a Maia, quer a Ribeirinha estão mais desenvolvidas que o Porto Formoso, ninguém tem dúvidas acerca disso. Vejamos o caso da Maia: tem uma Santa Casa da Misericórdia, uma escola nova a leccionar até ao 9º ano, dois bancos, um multibanco, uma farmácia, uma casa senhorial de turismo de habitação, uma equipa de futebol e já basta de exemplos. Neste caso e no caso da Ribeirinha aceita-se o argumento de que essas freguesias têm mais população, por isso, são mais desenvolvidas e atraem mais investimento.

A comparação São Brás / Porto Formoso

Não sei se São Brás tem mais de 400 pessoas, ou seja, um terço das pessoas do Porto Formoso. Em São Brás, nos últimos tempos, assistiu-se a um grande investimento em edifícios estruturantes, que fazem a diferença para melhor numa comunidade: uma escola primária moderna e construída de raiz, um edifício multiusos quase a inaugurar, um ginásio, um pub, um restaurante quase a abrir portas (o Cantinho do Cais muda-se para lá em Junho) e um terreno já destinado à construção de um polidesportivo.
A nossa escola tem ervas no telhado, o nosso edifício multiusos está com as obras paradas à meses, não temos ginásio nem pub, a nossa Casa do Povo está em ruínas, o campo de futebol de onze ao abandono (agora temos um campo de futsal), vamos ficar com menos um restaurante, mas todos sabemos que o Porto Formoso tem mais potencial de desenvolvimento que São Brás! Mais população, mais área, a praia, o mar, melhor paisagem, mais história e edifícios históricos, etc.

Causas do nosso atraso

Por que razão isto está a acontecer? A culpa não é de ninguém?
Não se pode atribuir culpas a uma pessoa, nem a duas, nem a nenhuma instituição.
A culpa é das pessoas que não têm iniciativas que desenvolvam a freguesia, mas a maior culpa é daqueles que se entretêm a sabotar, através de intrigas de faca e alguidar, tudo o que alguns tentam fazer de bom.

Felizmente ainda há quem se importe.

Comentários

gnussen disse…
boa madrugada para quem estiver a dormir!
existem poucas diferenças entre os autocarros da CRP e o Porto Formoso. Parecem que ficam sempre com a aquilo que os outros acham ja obsoleto...é uma vergonha quer geografica como da propria comunidade porto formosense, ficar na rectaguarda de S.bras...é inadmissivel!
Eu nunca fiz nada pela minha freguesia, é certo isso!, mas também nunca me vi envolvido em cargos responsaveis pelo desenvolvimento e sustentibilidade de uma freguesia, e não basta ter as designações dos cargos, é necessário ter propensão para tal.
A freguesia do Porto Formoso mais parece uma casa onde no seu interior se encontram móveis distribuidos pelos cantos e paredes, que decoram essa casa há mais de 30 anos. Onde de quando em vez, se troca o vazo da direita pelo da esquerda, se limpa os vidros dos candeeeiros, onde se muda o espelho para a parede onde estava um quadro sem dono nem autor... enfim a decoração parece outra mas os objectos são sempre os mesmos, logo, nada mudou!A minha freguesia é assim em muitos aspectos enão há paciência para os descrever...na minha modestia análise, entendo que o que prova que a freguesia não está desenvolvida não é o que lhe falta mas sim o que ela tem de supérfluo

um Abraço Ganso, Raposo,Gaudêncio e gaudêncio, Américo...Cheiro... e aos que me esqueci...força!
gulantina disse…
O Porto Formoso ainda não está atrás de S. Brás mas se continuar assim vai ficar dentro de poucos anos.
O Porto é muito melhor que S. Brás mas se todos ficarem parados como é que vai ser!?!?!?
a_voz_do_povo disse…
para quê um porto formoso mais desenvolvido? para deixar-mos de ser uma pataca freguesia onde nada se passa e se vive numa excelente calma. a unica coisa que faz falta ao porto formoso é o multibanco. quem quizer "barulhos" que mude de residencia e vá para p. delgada.
Cavalete disse…
Apesar de ter mencionado no último post que S.Brás está no bom caminho, não sou da opinião que "estamos atrasados" em relação a outras freguesias. Gostaria de deixar uma reflexão sobre cinco pontos fundamentais neste tema.

1) Actividades/iniciativas de instituições públicas ou de interesse público. Aqui temos desempenhos claramente diferenciados.

- A junta de freguesia tem desempenhado um bom papel com poucos recursos. Mas ainda estou à espera da pagina web, das lombas e de melhor sinalização, especialmente voltada para quem não nos conhece: os turístas.

- A anterior CMRG deixou muito a desejar e foi responsável por um atraso estrutural no Porto Formoso (PF). Dado o potencial turístico do PF, já deviamos ter um campo de campismo nos moinhos, um correcto ordenamento da zona da praia dos moinhos, evitando-se construções ilegais, e um parque de animação desportiva e cultural na zona do campo de futebol. Neste último caso, deviamos ter atribuição de licenças para construção de restaurantes/bares panorâmicos para o porto de pescas (zona do EPICENTRO), um "simples" parque desportivo, uma zona de lazer e de recreio para as crianças e familias em geral e a recuperação urgente do Castelo. Também os trilhos pedestres há muito que já deveriam ter sido lançados (veja-se o exemplo de outros concelhos), principalmente o da ladeira da velha. Com isto tudo feito, a CMRG já poderia estar a trabalhar na captação de investimento e financiamento para o mini-campo de golfe e os aldeamentos turísticos da zona da ponte. Tudo isto poderia ter sido feito com fundos da UE e com um pouco mais de dedicação. Em vez de se encomendarem estudos económicos de milhares de contos, tinha-se posto os funcionários da CMRG a trabalhar nas candidaturas da UE. Resta dizer que é exactamente isto que faz a Berta Cabral.

- A actual CMRG tem inevitavelmente constrangimentos financeiros mas começo a ficar apreensivo por esta ainda não ter manifestado intenções concretas de investimentos no PF, mesmo com início previsto para 3 ou 4 anos. Vejo alguma falta de interesse na promoçao turística das freguesias do "Norte". Dou mais 9 meses de tolerância! Há que fazer tudo o que a anterior Câmara não fez...

2) Actividades/iniciativas de associações/grupos de interesse cívico. Neste caso perderam-se algumas coisas mas ganharam-se outras.
- Romeiros. Antes o PF era agrupado com S. Brás e agora tem um grupo próprio. Sinal mais.

- Igreja/pároco/comissão. Há que dizer que estamos bem! A festa da N.S. da Graça é das mais lindas dos Açores e o pároco tem desenvolvido várias iniciativas que tem reunido o interesse da população. Tb tem recuperado o património religioso.

- Grupo de jovens. Tenho pouca informação para me pronunciar.

- Grupo Folclore. Parece que nunca esteve tão bem como está.

- Banda de música. Já tivemos um embrião mas estamos outra vez sem ele. Mas fica compensado com o Grupo Folclore.

- Escuteiros. Houve um ano em que na procissão da N.S. da graça havia mais escuterios do que opas. Agora perdeu-se esta "moda" mas tb não é nada de muito grave.

- Grupo coral. São várias as paróquias que têm "inveja" da qualidade do nosso grupo.

- Impérios/S. João. Apesar das dificuldades em arranjar pessoas interessadas nestas festividades, temos que reconhecer que no PF estas festas são muito melhor do que noutras freguesias. Já alguém viu um Império na Maia. Meia dúzia de pessoas. Além disso há que salientar o dinamismo das sopas de S. João!

- Carnaval. Aqui sim perdemos bastante. Temos que louvar o trabalho desinteressado do Sr. Dionisio e da Dona Nazaré (e familía) que nos anos oitenta e início dos anos noventa levavam o nome do PF bem longe.

- Acho mesmo que o que faz falta "é animar a malta". Temos que recuperar o festival de música da praia dos moinhos e desenvolver com mais regularidade eventos de animação, como jantares, torneios de futebol (amador e juvenil), bailes, etc.

3) Actividades Privadas. Nota máxima para o Amaral e para o Jorge que colocaram o peixo do PF nas melhores ementas de Portugal! Penso que a ida do Jorge para S.Brás é provisória...

4) Os outros. Parece que quem tem ideias no PF não tem capital. Há imensos jovens capazes de fazerem o melhor PUB do Norte no PF mas falta iniciativa. Não podemos amanhacer no barracão de braços cruzados. Temos que ir à procura de oportunidades, ser empreendedores.

5) Educação. Ainda há muita gente com poucas qualificações académicas no PF. Rapazes e raparigas, hoje em dia quem tem menos de 25 anos e não tem equivalência ao 12º ano está muito mal...

6) O que tem que ser resolvido já:
- problema com o financiamento do centro multi-usos.
- candidatura por parte da CMRG a projectos turísticos.
- mais animação cultural...
- menos droga e menos álcool

Apesar de tudo o Porto Formoso ainda está no meu TOP 5 de destinos de férias em Portugal!
Cavalete disse…
Só para clarificar. De um modo geral estamos ao nível de outras freguesias mas, dado o nosso potencial turístico, deviamos estar acima da média.
JAGPacheco disse…
Gostava de cumprimentar o Bloger Cavalete por este magnifíco comentário, pela isenção, pelo conhecimento de causa mas acima de tudo pela mensagem de esperança!

Saudações Formosas
AGUIA disse…
Os maiores adversários que o Porto Formoso teve e que a tornam uma freguesia um pouco atrasada foram o dr. Mota Amaral e o sr. Artur Martins.
sono1 disse…
Queria realçar a excelência do comentário do cavalete, sempre foi um homem com grande conhecimento cultural.
No seu comentário referiu vários grupos que de uma maneira ou de outra, contribuíram e contribuem para dignificar e elevar o nome da freguesia.

Mais do que as palavras estão as acções, são muitas as pessoas que falam e muito poucos os que fazem, e que se interessam pela freguesia em demonstrar o que ela tem de melhor.
No Porto Formoso, infelizmente ainda existe a cultura do comodismo da indiferença e da apatia.
Do pouco que fazem á sempre um determinado grupo de pessoas, que lançam criticas sem o mínimo critério sério ou razoável.
Penso ser estas as principais causas para o não desenvolvimento de acordo com as suas potencialidades.
Mas mesmo assim continue a ter orgulho em ser habitante desta maravilhosa terra.
Da minha parte farei todos os possíveis atendendo ás minhas limitações em contribuir para o desenvolvimento do Porto Formoso.

É o Porto dos meus encantos!

Com um forte abraço.
O Regedor disse…
Serviu este post da minha autoria não só para dizer o que penso, mas também para provocar uma discussão acerca do desenvolvimento da nossa freguesia.

Quando falo em desenvolvimento não me refiro a grandes edifícios, trânsito, poluição, etc. refiro-me a coisas básicas como uma escola em condições ou um centro de idosos e uma cresce, por exemplo.

Brevemente farei um comentário aos comentários.

ps. Conforme foi dito neste blog foi enviado um email com as propostas para a criação de trilhos. Está publicado nos comentários do post "Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?" para quem quiser consultar.
O Regedor disse…
Serviu este post da minha autoria não só para dizer o que penso, mas também para provocar uma discussão acerca do desenvolvimento da nossa freguesia.

Quando falo em desenvolvimento não me refiro a grandes edifícios, trânsito, poluição, etc. refiro-me a coisas básicas como uma escola em condições ou um centro de idosos e uma cresce, por exemplo.

Brevemente farei um comentário aos comentários.

ps. Conforme foi dito neste blog foi enviado um email com as propostas para a criação de trilhos. Está publicado nos comentários do post "Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?" para quem quiser consultar.
JASRAPOSO disse…
Convém esclarecer os leitores que vai haver na próxima semana uma reunião no Porto Formoso, na Sede da Junta de Freguesia, com a presença do dr. Teófilo Braga, para se abordar os "Trilhos".
JASRAPOSO disse…
Graças à Revolução do 25 de Abril de 1974, vivemos numa sociedade de livre expressão o que faz com que nos conheçamos melhor uns aos outros.

Na grande maioria das vezes podemos discutir, sem pressões, o que foi, o que é e o que será o Porto Formoso.

A nossa freguesia é dotada de um potencial enorme, bastando para tal olharmos o PDM da Câmara da Ribeira Grande e outros relatórios feitos sobre a nossa localidade:

- Condições para ter uma marina de recreio;
- Um resort;
- Um campo de golfe;
- Um polidesportivo etc. etc.

Mais importante que tudo isto, o Porto Formoso possui uma massa humana cheia de valores e com elevado índole moral.

Então, o que falha em tudo isto?

É uma questão muito complexa de responder, mas penso que o nosso atrazo assenta em dois factores:

1 - O elevado número de pessoas que emigraram nas décadas de sessenta e setenta do século passado e que, por isso, não podem dar o seu contributo ao progresso da Terra.
É fácil verificar que muitos desses emigrandes são pessoas de sucesso nos E.U.A. e Canada - Empresários, Gestores, Professores, Engenheiros, etc.

2 - Poucas pessoas estudavam para além da quarta classe e as que o fizeram passaram a residir fora da freguesia.

A estes dois factores negativos(?) assiste-se agora a uma fase em que as pessoas residem no Porto Formoso, apesar de trabalharem fora.

Este facto é um um pronúncio de que o Porto Formoso, num futuro muito próximo, será a "JÓIA DA COROA" do concelho da Ribeira Grande.

Nada se faz sem as pessoas e o Porto Formoso já tem muita gente capaz a residir na freguesia.
AGUIA disse…
Caro jrsraposo,

O Porto Formoso também tem gente capaz a residir fora da freguesia e que se interessa muito pela sua terra.
sono1 disse…
Convinha informar o dia e a hora da reunião e se esta é aberta a toda a população.
JASRAPOSO disse…
Acaba de ser conhecida a lista de praias com "Bandeira Azul".

Até aqui tudo bem.

O pior é que na lista consta que a Praia dos Moinhos perdeu a bandeira azul.

Sem comentários...
Com esta notícia do Jasraposo até eu ressuscito!!!!
verdascada disse…
Nao se pode perder o que nunca se teve.

Mais um falhanço da Câmara da Ribeira Grande e da Junta de Freguesia, mais um ano sem bandeira azul.

Já se estava a ver que o interesse da Câmara é a merda das piscinas das Calhetas de Rabo de Peixe e a Mega-merda das Piscinas das Poças.
JASRAPOSO disse…
Na informação sobre as praias dos Açores com bandeira azul, podemos ver - " O Porto Formoso não consta da actual lista por não ter apresentado candidatura"

Sem comentários....
AGUIA disse…
A época balnear vai iniciar-se daqui a pouco mais de quinze dias.
A Câmara Municipal tem no seu programa pelo menos duas obras para os Moinhos - Melhoramento dos balneários e parque de campismo.

Pelo que se vê, nada feito. Como de costume, a Câmara deverá alegar a falta de verba.

Não há verba para os Moinhos, mas houve fundos para o ralie que se efectua este fim de semana.

Quando se tem pouco dinheiro há que atribuir prioridades, só que esta opção da Câmara pelo ralie é muito discutivel.
JASRAPOSO disse…
José Silva -- Um marceneiro excelente!
Por Manuel Luciano da Silva, Médico



Todos nós admiramos as obras de arte feitas em madeira ou em mármore. Para mim as obras de arte preferidas são as greco-romanas ou então a arte sacra do período da Renascença. Portugal tem riquíssimas obras de arte nos monumentos, nas catedrais e nas igrejas, principalmente nos altares.

É pena que não saibamos muitas vezes sequer os nomes desses grandes mestres: arquitectos, escultores e até marceneiros!

Durante mais de vinte anos andei à procura dum marceneiro que fosse capaz de construir uma vitrina-diorama para preservar o modelo da “Caravela Victória de Fernão de Magalhães”, que foi oferecida pelo Rei de Espanha, Don Juan Carlos, ao Museu da Pedra de Dighton.

Queríamos uma vitrina que fosse torneada artisticamente em madeira mogno do Brasil, semelhante à vitrina feita em corda no Museu de Marinha em Lisboa, que contem o modelo da “Nau São Gabriel de Vasco da Gama” e que foi oferta do Primeiro Ministro Português, Almirante Pinheiro de Azevedo, ao Museu da Pedra de Dighton.

Procuramos adquirir uma vitrina-diorama em corda semelhante à de Vasco da Gama, mas fomos informados que o artista que fazia aquele tipo de vitrinas em Portugal, reformou-se e não ensinou a mais ninguém a sua técnica...

Finalmente encontramos na Nova Inglaterra um marceneiro com uma habilidade extraordinária que foi capaz de construir uma vitrina-diorama como idealizávamos. Chama-se José Silva e nasceu no Porto Formoso, na Ilha de São Miguel, Açores. Frequentou um curso na Escola Vocacional nos Açores depois foi para Londres, Inglaterra, com um contracto de trabalho e dali imigrou para os Estados Unidos começando a trabalhar na grande fábrica TPI de Warren, Rhode Island. Foi ali que fiz o primeiro contacto com ele, por recomendação do meu bom amigo, Sr. Edward Medeiros, capataz geral.

Presentemente o Sr. José Silva encontra-se a trabalhar de marceneiro, por sua conta, numa oficina própria, na cidade de Fall River, muito perto do Restaurante Lusitano, na Philip Street.

Todas as pessoas que estejam interessadas em mandar fazer peças de primeira qualidade artística, recomendamos contactar o Sr. José Silva.

AQUI ESTÁ MAIS UM EXEMPLO VIVO DE UM TALENTO QUE VINGA NOS E.U.A.

Este rapaz foi criado na rua Nossa Senhora do Carmo.
JASRAPOSO disse…
Praias com Bandeira Azul em 2005:

NORTE (32)

Caminha: Moledo e Vila Praia de Âncora Macedo de Cavaleiros: Albufeira do Azibo (fluvial) Viana do Castelo: Afife, Arda, Paçô, Carreço, Ínsua, Norte, Cabedelo, Amorosa e Castelo de Neiva Esposende: Suave Mar, Cepães, Ofir e Apúlia Matosinhos: Pedras do Corgo Vila Nova de Gaia: Canide Norte, Canide Sul, Salgueiros, Madalena Norte, Madalena Sul, Francelos, Sãozinha, Senhor da Pedra, Mar e Sol, Dunas Mar, Aguda, Valadares Norte e Granja Espinho: Frente Azul e Baía

CENTRO (14)

Ovar: Esmoriz, Cortegaça, Furadouro Ílhavo: Barra e Costa Nova Vagos: Vagueira Mira: Mira Cantanhede: Tocha Figueira da Foz: Quiaios, Relógio, Cova Gala, Costa de Lavos e Leirosa Pombal: Osso da Baleia

LISBOA E VALE DO TEJO (45)

Alcobaça: Água de Madeiros, Pedra do Ouro e Légua Nazaré: Nazaré Caldas da Rainha: Foz do Arelho-Mar Peniche: Baleal Norte, Baleal Sul, Cova de Alfarroba, Gambôa, Medão-Supertubos, Consolação e São Bernardino Lourinhã: Porto Dinheiro e Vale Mitão Torres Vedras: Santa Rita Norte, Santa Rita Sul, Navio, Mirante-Santa Cruz, Pisão-Santa Cruz, Física-Santa Cruz, Centro-Santa Cruz, Formosa e Azul Mafra: Calada, São Lourenço, Ribeira de Ilhas e Foz do Lizandro Sintra: São Julião, Maçãs, Grande e Adraga Cascais: Grande Guincho, Moitas, Tamariz, Poça, S. Pedro do Estoril e Carcavelos Almada: Mata (Terras da Costa Sul), Rainha, Castelo (Acácias 1), Cabana do Pescador, Rei (Acácias do Sul) e Acácias Sesimbra: Moinho de Baixo e Ouro

ALENTEJO (13)

Gavião: Quinta do Alamal Grândola: Atlântica, Tróia-Mar, Aberta-Nova, Comporta, Carvalhal, Pego Santiago do Cacém: Costa de Santo André e Fonte do Cortiço Sines: Morgavel, Vale de Figueiros (vieirinha), Grande de Porto Côvo e Ilha do Pessegueiro

ALGARVE (48)

Aljezur: Odeceixe-Mar, Monte Clérigo e Arrifana Vila do Bispo: Cordoama, Castelejo, Mareta, Martinhal, Zavial e Salema Lagos: Luz, Porto de Mós e Meia Praia Portimão: Alvor, Três Irmãos, Vau, Três Castelos e Rocha Albufeira: Galé-Leste, Manuel Lourenço, Evaristo, São Rafael, Aveiros, Oura, Sta. Eulália, Maria Luísa, Olhos de Água, Belharucas, Falésia, Rocha Baixinha Leste e Rocha Baixinha Oeste Loulé: Vilamoura, Quarteira, Duna, Garrão, Ancão, Quinta do Lago e Vale de Lobo Faro: Faro-Mar, Barreta e Ilha do Farol-Mar Tavira: Barril, Ilha de Tavira-Mar e Cabanas-Mar Vila Real de Sto. António: Manta Rota e Monte Gordo Castro Marim: Alagoa - Altura, Praia Verde e Retur

AÇORES (25)

Ilha Terceira Angra do Heroísmo: Salga, Silveira, Cinco Ribeiras, Negrito e Prainha (Angra) Praia da Vitória: Porto Martins, Grande, Escaleiras, Quatro Ribeiras, Biscoitos e Prainha

Ilha Faial: Horta: Varadouro e Almoxarife

Ilha S.Miguel: Lagoa: Porto da Caloura e Zona Balnear da Lagoa Ponta Delgada: Pópulo e Milícias Povoação: Ribeira Quente Ribeira Grande: Porto Formoso Vila do Franca do Campo: Prainha de Água D´Alto, Corpo Santo e Água D´Alto

Ilha Santa Maria: Vila do Porto: Formosa (vila do Porto), Maia e Anjos

O PORTO FORMOSO FIGURAVA COMO TENDO A BANDEIRA AZUL EM 2005, RAZÃO PORQUE A "PERDEU" EM 2006
O Regedor disse…
Infelizmente já estava à espera que mais uma vez não fosse atribuida a bandeira azul à Praia dos Moinhos. Se a câmara não formulou candidatura como podia haver bandeira?

Contudo, caros bloggers, serve este post para discutir o porquê do nosso "atraso" no desenvolvimento!
O será que não estamos "atrasados"?
AGUIA disse…
Na Lotaçor entraram cerca de 8.500Kgs de pescado do Porto Formoso,no ano de 2005, o que representa uma facturação de 35.000,00€.
Perante estes valores pergunta-se, deve-se apostar num porto de recreio ou num porto de pesca?
Não está aqui incluído o pescado saído(?) pela Boca da Ribeira
O Regedor disse…
Também eu não penso que estamos “atrasados" em relação a outras freguesias, mas tenho a certeza que já estivemos mais “adiantados”, ou seja, estamos a perder o avanço que tínhamos. No entanto, se nos centrássemos na questão potencial/realidade chegaríamos a novas conclusões.
A verdade é que o Porto Formoso tem enorme potencial de desenvolvimento que não está a ser aproveitado, sendo assim, a realidade é que devíamos estar muito melhor do que estamos.

A junta de freguesia vai fazendo o que pode e o que sabe com os poucos recursos que têm disponíveis.
A Câmara Municipal da Ribeira Grande andou estes anos todos a negligenciar o Porto Formoso e as suas gentes (por exemplo: não se percebe o não investimento na Praia dos Moinhos) e sinto que a população está à espera de uma mudança de atitude com a entrada desta nova equipa liderada pelo Dr. Ricardo Silva. Se a actual câmara nada fizer no Porto Formoso não tenho dúvidas que perde as próximas eleições nessa freguesia. Penso que a Junta de Freguesia tem de fazer mais pressão junto da Câmara para obter melhores resultados para a nossa freguesia.

Em relação à análise do blogger cavalete concordo com a maioria dos pontos relativos a entidades ou grupos de interesse cívico, contudo, esqueceu-se de analisar a inactividade da Casa do Povo.
Mesmo sem dispor de muita informação admito que os romeiros, a Igreja, o Grupo de jovens, o Grupo Folclore, o Grupo coral parecem-me bem.
No entanto, já não há escuteiros, nem desfile de carnaval, nem bailes de carnaval, nem de passagem de ano. Não temos equipa de futebol de 11 embora esteja já criada e apresentada a equipa de futsal.

Em relação aos impérios vão subsistindo à erosão dos tempos. O império dos Moinhos já “fechou as portas”. A chamada de atenção aqui vai para a monotonia dos Impérios do Espírito Santo e para a animação do S. João. Os meus parabéns à comissão do São João. Lembro-me de se falar em acabar com essa festa e hoje é a festa mais animada de todas, com a excepção da festa da Sra. da Graça.

Sinal menos para as obras paradas do Centro Multiusos e para a Casa do Povo.

Sinal menos também para o fim do festival de música da praia dos moinhos. No último ano que se realizou (2003) os carros estacionados chegaram ao miradouro de Sta. Iria. Foi um verdadeiro sucesso que agora ficou votado ao abandono.

Um sinal menos muito grande para a iniciativa privada. Tem havido poucos ou nenhuns investimentos privados no Porto Formoso. Nos últimos 4 anos só me estou a lembrar de um: o Café Mestre João. Muito pouco para uma freguesia com tanto potencial.

Analisemos agora os motivos para que o Porto Formoso não esteja tão desenvolvido como devia:
- Educação: o nível de educação das pessoas é muito baixo. A maioria tem o 6º ano (antigo 2º ano) o que é muito pouco. Agora é que a juventude começa a inverter esta situação;
- Falta de interesse das pessoas em contribuir para o desenvolvimento da freguesia: há muita gente em casa sem fazer parte de nada que poderia dar um grande contributo;
- Baixa taxa de natalidade e muitas pessoas a irem morar para fora da freguesia, resultado: a nossa população tem diminuído bastante ao longo dos anos. A emigração não pode servir de desculpa porque todas as freguesias tiveram muitos emigrantes.
- Intrigas: há muita intriga no Porto Formoso. Não me venham dizer que é mentira, e a intriga prejudica o funcionamento de qualquer instituição. No Porto Formoso são poucas as organizações/entidades onde não há intrigas que chegam a por tudo em causa.
- falta de investimento da CMRG e do Governo Regional no Porto Formoso: é tão evidente que não preciso sublinhar. Exemplo - mau estado da estrada e demais caminhos: os caminhos cheios de buracos afastam as pessoas e há até quem vá morar para outras freguesias devido ao mau estado da estrada e isso prejudica o desenvolvimento.


Análise final

Dos 5 motivos que apresentei, 4 deles têm a ver com as pessoas.

Uma pessoa este fim de semana disse-me o seguinte:
- “Não percebo esse último post que tu meteste na Casa da Mosca”
- Eu: porquê?
- “Porque já se sabe que a culpa disto não andar para a frente é das pessoas”

Cumprimentos
Cavalete disse…
E evidente que a discussao acerca do desenvolvimento do Porto Formoso e pertinente. Uma vez mais o regedor esta a liderar esta discussao de uma forma muito positiva. Parabens!
deus2 disse…
Estive sem aceder à internet mais de uma semana e agora é que vou comentar este tema de muita importância.

A grande parte das mentes brilhantes da nossa terra não estão entre nós porque uns emigraram, uns foram morar para outros sitios e estão a ficar so os idosos na freguesia. Sem gente com cabeça uma terra não vai em frente e essa gente está a ir embora porque o Porto Formoso não oferece condições para viver bem.

No meu ver isto só vai mudar quando a estrada e a nova "casa da igreja" estiverem prontas.

Quem trabalha na cidade não consegue fazer vida de ir e vir todos os dias com a estrada naquelas condições.

Já se sabe que a Junta tem pouco dinheiro mas tem de exigir mais à câmara.

Aqui muito se tem falado que à muitas intrigas o nome certo é gente enredeadeira!
Onde se metem é só para encher bariga. Na nossa terra tem alguns e assim não vamos a lado nenhum.

apesar de tudo Viva o Porto Formoso

adeus
Caros bloggers,
já não participo em discussões aqui no blog à já algum tempo.
Não que ache que o blog esteja a perder qualidade, bem pelo contrário. E este post é um exemplo disso mesmo.

Mas, a discussão é sobre o nosso possível "atraso".

Eu não acho que o Porto Formoso esteja atrasado, está é muito pouco desenvolvido, tendo por base as suas reais potencialidades (físicas ou geográficas) e comparativamente com outras fregusias de semelhante dimensão.

E isto deve-se a quê?

Penso que não existe uma única resposta nem um único factor. Os factores desse sub-desenvolvimento são múltiplos. Mas penso que o factor essencial prende-se com as pessoas.

Reparemos, por exemplo, na quantidade de projectos de investimentos de privados. São muito poucos. E os que vão aparecendo são sempre do mesmo género - cafés. E porque não um pub, com outras exigências, com outro tipo de clientela.

Depois é a nossa fraca capacidade de exigência. E neste contexto, não posso deixar de referir o abaixo-assinado sobre a estrada regional. Quando isto começou a maioria das pessoas dizia "ah isto já esteve pior". Não está em causa se já esteve pior ou não. Isso sabemos todos. O que está em causa é que os poderes públicos não podem fazer vista grossa sobre determinados aspectos do dia-a-dia das populações, e estas quando não estão satisfeitas têm de se manifestar.

Portanto, ou começamos a ter um outro tipo de atitude perante estas situações, ou então, meus caros bloggers, nunca passaremos da "cepa torta" e a tendência é agravar. Não podemos estar à mercê dos outros.

Mas não é só isso. Existem outro tipo de situações que me preocupam enormemente. É a capacidade de alguns estarem constatemente na intriga, no bota abaixo, nos jogos de bastidores, no caciquismo, na conspiração. A esses, que a credibilidade está pelas ruas da amargura, só tenho a dizer-lhes: Meus senhores vão embora que não fazem falta no Porto Formoso.

Depois, e ainda um outro factor: tem a ver com as entidades públicas. A Câmara Municipal, na pessoa do seu Presidente, esteve anos e anos a fazer de conta que o Porto Formoso não existia. E nós?? Ficámos impávidos e serenos com esta situação e a assobiar para o lado. Noutras partes deste nosso pequeno País, podemos estar certos, que que não seria assim. As pessoas, meus senhores, as pessoas. Temos de ser mais interventidos!!!

Só espero que esta Câmara não opte pela mesma bitola que a anterior. E pelo meu ver as coisas não estão a começar bem. Se assim continuar, não podemos assistir de camarote a esta vergonha. E eu serei o primeiro a fazer campanha contra!

Já não vejo um investimento digno desse nome, há anos no Porto Formoso.

Existe ainda um outro fenómeno no Porto Formoso, que é muito peculiar. É o facto de, durante anos e anos, serem sempre os mesmos nas mais diversas instituições da nossa terra. Ora eu conheço muita gente jovem com capacidade, com ideias que podiam fazer a diferença na nossa terra. O problema é que é-lhes vedada a participação.

Não quis entrar em grandes pormenores com exemplificações, visto que já muitos bloggers o fizeram e bem. Devo dizer que concordo também com as perspectivas dos bloggers "cavalete" e "jasraposo" e ainda com o "regedor".

Mas acima de tudo são as pessoas que têm de mudar a sua mentalidade e serem mais exigentes e defenderem o que têm direito, como qualquer outro cidadão.


Um bem haja a todos
Godeluk disse…
"O galardão da qualidade balnear "Bandeira Azul" foi este ano atribuído à zona balnear das Calhetas, Ribeira Grande.
As piscinas naturais da freguesia das Calhetas fazem assim parte dos 26 galardões atribuídos aos Açores pela Associação Portuguesa da Bandeira Azul.
Entre os critérios da atribuição da bandeira azul estiveram a qualidade da água, a educação e gestão ambiental e equipamentos como os caixotes de lixo, limpeza de sanitários e veículos motorizados a circular.
A Câmara Municipal está neste momento a ultimar o projecto requalificação da zona balnear das Calhetas para avançar com as obras antes da abertura da época balnear.
Entre estas obras, destaque para a melhoria das instalações sanitárias, das condições de segurança, instalação de contentores para resíduos sólidos e admissão de um nadador-salvador.
Será no próximo ano, que a autarquia pretende levar a cabo o grande projecto de requalificação daquela zona balnear, esperando a Câmara Municipal espera obter o apoio do Governo Regional, já que e segundo Ricardo Silva, a “zona está inserida no Plano de Ordenamento da Orla Costeira.
A requalificação da zona balnear está também, inserida no projecto estruturado e sustentado do desenvolvimento do turismo no concelho que a Câmara Municipal está a implementar ao longo deste ano.


Ribeira Grande, 15 de Maio de 2006"



ESte é o texto que aparece na página web inicial da Câmara Municipal da Ribeira Grande.

E o Porto Formoso? Não existe? É para esquecer? Não quero pensar que temos outro António Pedro à frente da Câmara...

Eis mais uma razão para o nosso fraco desenvolvimento. Este não depende de nós directamente...

Godeluk falou
deus2 disse…
Populaçao do Porto Formoso

50% só sai de casa ao Domingo para ir à missa fingir que ouvem o senhor padre.

30% nas lojas a beber cerveja e vinho

10% só saem de casa para casamentos batizados e enterros

9% só sabem fazer enredos e enganar o proximo

1% ajudam a freguesia

Adeus
Miguel Sousa disse…
a culpa morre sempre solteira (diria que viúva porque antes morre o espírito de inciativa, se é que ele existiu)
JAGPacheco disse…
Introspecções!

Todos os temas abordados na Casa da Mosca se relacionam com o estado de desenvolvimento da freguesia do Porto Formoso.

Sem querer fazer análise politica ou sociológica gostava apenas de recordar alguns títulos de Post. que nos podem ajudar a enumerar os condicionalismos do nosso desenvolvimento:

“Maldita Estrada”
“Multibanco”
“A Educação”
“La Revancha das Tascas”

Para além de tudo aquilo que muitos disseram, e muito bem dito, gostava também de recordar a necessidade da construção de uma ETAR e o ordenamento da foz da Ribeira do Lugar, como um passo importante para aquilo que se chama “desenvolvimento sustentado”.

Saudações Formosas
carruncho disse…
Boa tarde.
Foi com muita alegria que vejo muita gente a partecipar nos comentarios. O meu è o seguinte porque nao se faz pressão ao propriétario da antiga serragem mesmo à entrada do nosso lindo porto de pesca para se desenvolver ali uma unidade Hoteleira. Teria uma vista lindissima, e principalmente trabalho para os jovens que têm de sair do PF. Calma e natureza viva è tudo o que os turista procuram e atrás disto vem outras actividades e como somos virados para o mar tudo seria virado para ao mar, desde visitas á nossa costa, viagens de ida e volta do porto pescas para a praia dos moinhos, os passeios pedestre, ida a pé pela canada até á Fabrica do Chá passando pela ferragem tomando um aperitivo e assim o nosso PF nao teria de ficar atrás de nenhuma outra freguesia vizinha mas sim muito à frente de todas elas sem que a paisagem se degradasse nem a freguesia perde-se a calma que lhe è muito caracteristico pois as pessoas gostam de evolução e ao mesmo tempo a paz e sossego, para que tudo isto se possa concretizar basta termos os apoios da UE que veêm em força para os AÇORES.

um abraço para todos

Mensagens populares deste blogue

Águas Medicinais da Ladeira da Velha

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?