Atletismo


1º lugar por equipas. Em cima, da esq para a dir: Mariano, José Raposo (treinador), Luís Faria. Em baixo, da esq para a dir: David Branco (6º lugar), Manuel Rodrigues (Cabral) (5º lugar), João Maria Araújo (8º lugar).

Qual o desporto que se pode praticar sem bola, sem redes, sem balizas, sem dinheiro, enfim, sem nada, mas com força e vontade? A resposta, no Porto Formoso, em princípios da década de 80 foi Atletismo.

No equipamento podia-se ler a proveniência - PORTO FORMOSO - em maiúsculas, para não haver enganos e nos pés as sapatilhas velhas vindas das Américas. Um tempo que não volta.

Comentários

AGUIA disse…
Embora tardiamente a Câmara Municipal da Ribeira Grande lá vai publicando as actas das reuniões. As da Assembleia não aparecem talvez porque a confusão das reuniões é tal que ninguém consegue transcrever aquilo em actas.
A Câmara vai fazer uma grande festa com a elevação da Vila a cidade. Mais uma vez se nota a ausência das freguesias em quase todo o programa. Mudou a Câmara para o centralismo, embora em menor quantidade, ainda continua.
gnussen disse…
Na verdade, para se poder sair daquele "não desenvolvimento" da minha freguesia, naquela época, só mesmo correndo dali para fora. Creio que esse não foi o mote para se formar uma equipa de atletismo, mas sim, como diz o regedor na apresentação do post, a não necessidade de haver patrocinios (dinheiro) mas sim a força, resistência e sobretudo vontade. O que nunca faltou na maioria das gentes formosenses.
Entendo que seja um marco na vinda de quem correu e participou nos eventos. Pertencer a uma equipa e receber troféus( seja de que material for ou posição)é sempre motivante. Ainda temos uma pessoa que faz do atletismo a sua paixão, falo, concerteza, do Cabral dos moinhos...
Que Portugal corra para a vitória!
E que o Porto Formoso não pense em chegar em primeiro, mas que se mantenha sempre firme na corrida pelo crescimento e desenvolvimento da freguesia. Força ai!
AGUIA disse…
Na vitrine do mini-mercado do Luís dos Ovos está afixado um papel a anunciar a descida do preço da cerveja Sagres.
O anúncio é feito com uma série de erros de português.

VIVA A QUARTA CLASSE DO MEU TEMPO.
AGUIA disse…
Esta fotografia faz-me recordar as muitas pessoas que o Porto Formoso perdeu. No caso presente podemos verificar o seguinte:
- Três pessoas vivem fora da freguesia e raramente por cá aparecem;
- Duas trabalham fora, mas ainda dormem cá e
- Uma emigrou para o Canada.
JASRAPOSO disse…
Quem vê um pouco a RTP-Açores pode verificar o sem-número de almoços e jantares que têm lugar nesta epóca do Espírito Santo, quer ao ar livre quer nos Salões da Paróquias ou Casas do Povo.

Só o Porto Formoso parece não ter direito um Salão de Convívio.

A falta de vontade dos nossos políticos aliada ao pouco dinamismo dos dirigentes locais obriga as pessoas da nossa freguesia a obedecerem em vez de mandarem, a aguentarem em vez de decidirem, a fugirem em vez de se empenharem. Até quanto vamos assistir a tudo isto impávidos e serenos?
sono1 disse…
Quem corre por gosto não cansa.

O atletismo português já viveu momentos gloriosos com as vitórias de Carlos Lopes, Rosa Mota, Manuela Machado e Fernanda Ribeiro. Muitos jovens, encontraram nesses atletas estímulos para a prática do atletismo, talvez estes jovens que estão na foto encontraram o incentivo em Carlos Lopes ou Rosa Mota para a prática de uma modalidade que não é muito atractiva.

O atleta profissional, perdeu a mística, o gosto pelo clube em que está inserido. Na altura (época) desta fotografia, o atleta vivia o fervor pelo clube e sentia o amor pela camisola. Esta relação pelo clube proporcionava uma excelente reciprocidade entre a massa associativa e o atleta. Este calor humano levava a que o atleta encontrar-se um estímulo para uma melhor prestação.

Com um forte abraço.
deus2 disse…
Hoje em dia todos se queixam que não há dinheiro para fazer coisas mas há muita coisa que se pode fazer com pouco dinheiro.

É preciso gente que puxe pela cabeça.

No Porto Formoso esses atletas esforçaram-se correram por gosto e ganharam algumas provas e levaram taças para a nossa terra.

Parabéns á equipa de atletismo.


Adeus
AGUIA disse…
PEDIDOS DE APOIO FINANCEIRO
Procº 2.8 - Da Casa do Povo do Porto Formoso foi presente um pedido de apoio financeiro
para apoiar a equipa de futebol e o grupo folclórico no valor de oito mil euros e para
reestruturação da sede do clube, no valor de quinze mil euros.---------------------------------------
Sobre a pretensão, o Técnico Superior desta Autarquia, Dr. Rui Pedro Lucas, informa que
pedido está devidamente instruído e em conformidade com o Regulamento para a Concessão
de Subsídios, em vigor nesta Autarquia.-----------------------------------------------------------------
A Chefe de Divisão Administrativa e Financeira, por sua vez informa em observância às
regras orçamentais, de que neste momento as rubricas supra mencionadas têm verba e na
próxima alteração a rubrica 2003/5015 será reforçada para fazer face aos compromissos já
assumidos. - -------------------------------------------------------------------------------------------------

Na acta da reunião de 2005/07/26 consta esta deliberação.

Usando a terminologia do apresentador Fernando Mendes:

- Perguntámos a elementos do Grupo Folcolórico se haviam recebido alguma verba. Todos responderam negativamente.
- Fizemos a mesma pergunta à Junta de Freguesia. Resposta negativa.
- Não fizemos pergunta a dirigentes de futebol uma vez que naquele ano não houve equipa no Porto Formoso.
verdascada disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
verdascada disse…
8 000€ + 15 000€= 21 000€ !!!!!!!!!!!!!

O que é que foi feito desse dinheiro se não foi para o folclore nem para a Junta?

Desapareceu?

Onde estão as taças que o atletismo ganhou com muito suor?

QUEM DÀ A CARA?
JASRAPOSO disse…
Reconhecidamente, todo o conceito de justiça é um paradoxo - Por um lado comungamos da noção que temos razão na acusação que fazemos, por outro afirma-se que o nosso juízo está fora da realidade.

O primeiro passo para emitir um juízo correcto deve ser a auto-avaliação, ultrapassando as nossas reacções emotivas e superficiais a fim de descobrirmos aquilo que o facto é em si.

Muitas vezes confundimos o querer com o que necessitamos, tornando ainda mais difícil ajuizar as situações em análise.

Só quando podemos dizer "QUERO A VERDADE" é que podemos estar satisfeitos com a opinião que emitimos.

Assim, os membros mais eficazes da nossa sociedade são aqueles que sabem destilar a informação e utilizá-la em proveito de todos e não na difamação de alguns.
deus2 disse…
O comentário do blogger águia não difama ninguém nem fala em nomes de ninguém.

Se a acta da Câmara da Ribeira grande estiver certa o temos o direito de saber onde está o dinheiro.

Eu imagino onde foi parar o dinheiro. Não foi aos bolsos de ninguém mas não também não foi para o sítio que devia ir.


O Sr. verdascada levanta a pergunta das taças.

Queremos saber onde estão as taças do atletism, do futebol de antigamente são patrimonio da história da freguesia.

Adeus
AGUIA disse…
A Acta que referi da Câmara Municipal da Ribeira Grande poderá ser consultada com maior pormenor no respectivo site daquela autarquia
pimperrão disse…
"Procº 2.8 - Comissão Fabriqueira de Nossa Senhora da Graça – Porto Formoso, a solicitar a concessão de um apoio no valor de 50.000 € para conclusão da Capela Mortuária.-- O Técnico Superior de 2ª Classe, Dr. Rui Lucas, informa que o pedido não está acompanhado pelos documentos exigidos pelo Regulamento para Concessão de Subsídios, podendo o mesmo ir à reunião de Câmara, uma vez que, já foi solicitada a referida documentação.---
A Câmara deliberou, por unanimidade e em minuta, conceder o apoio financeiro solicitado no valor de cinquenta mil euros, para o fim pretendido.---------"

Resta também saber, se esses 50.000€ foram efactivamente aplicados nas referidas obras.

Finalmente umas perguntas, em laia de reflexão: Em 2005, quem era o "presidente" do futebol no Porto Formoso? Quem continua a ser o "presidente" da Comissão Fabriqueira? Que presidente é este que para uns assuntos apresenta a necessária documentação e para outros não?? Haverá "marosca" por detrás disto tudo??
cao_da_rua disse…
Na Acta n.º 15 de 26 de Julho de 2005 da Câmara Municipal da Ribeira Grande vem disposto o que o senhor águia e o sennhor pimperrao disseram.

a) Da Casa do Povo do Porto Formoso foi presente um pedido de apoio financeiro para apoiar a equipa de futebol e o grupo folclórico no valor de 8.000 euros e para reestruturação da sede do clube, no valor de 15.000 euros.

b)Comissão Fabriqueira de Nossa Senhora da Graça – Porto Formoso, a solicitar a concessão de um apoio no valor de 50.000 € para conclusão da Capela Mortuária.

Vamos ver umas coisas para haver tarelo neste blog.

A Capela Mortuária está pronta portanto a Comissão Fabriqueira deve ter gasto os 50.000€ na construção. Segundo as más línguas não há papéis de nada mas agente acredita nas pessoas. Está tudo OK

O pedido da Casa do Povo é um caso de polícia!
Pediram dinheiro para ajudar o futebol e o grupo de folclore.
Como é possível se não havia futebol naquele ano e o grupo folclre diz que não recebeu dinheiro nenhum?
Depois pediram dinheiro para reestruturação da sede do clube de futebol. Onde fica a sede ninguém sabe! O clube nem sequer tem sede!

Onde foi o dinheiro?
AGUIA disse…
Não deixa de ser engraçado termos visto tantos "voluntários" a "trabalharem" em alguns serviços no Porto Formoso.
Apesar das excepções a maioria não passa de autênticos mercenários.
Também se começa a compreender porque é que algumas pessoas se perpetuam em determinados lugares em situações eticamente reporováveis.
Muita gente sabe todos os pormenores dos comentários desenvolvidos neste tema e as pessoas directamente relacionadas com o casos descritos, bastando ter os ouvidos abertos às conversas semiclandestinas tidas nas nossas tabernas.
JASRAPOSO disse…
Não sei muito bem como se passam as coisas agora com as pessoas da Comissão de Festas de Nossa Senhora da Graça, no que concerne a remunerações.

Isto é, aqueles membros são ou não remunerados quando ali trabalham?

Tenho ouvido, mas nunca confirmei, que os mesmos recebem pelos dias que trabalham.

Se é certo que se criticam aqui alguns "voluntários", entendo ser meu dever dar conhecimento do que se passava no tempo em que pertenci aquela Comissão.

O meu reconhecimento começa pelo voluntarismo do Manuel Torres, do José Júlio Maurício e do Manuel Vizinho (São os que me lembro) que tiravam férias no mês de Setembro para poderem colaborar nas festas.

Estes e o restantes membros nunca receberam um centavo quando ali estiveram.

Portanto, não é tudo farinha do mesmo saco.

Continua a haver, tanto ontem como hoje,gente séria em todas as Comissões do Porto Formoso.
JLRebelo disse…
Sr.AGUIA
Não sei se o sr. fez bem ou mal em publicar aqui neste blog que havia um anúncio com uma série de erros afixado na vitrine do Sr. Luis dos Ovos

Pois foi ele mesmo que escreveu aquilo, um homem com 77 anos e com a 2ª classe tirada mais ou menos á 70 anos

Agora convido o sr. Aguia a lêr novamente e com muito cuidado o que escreveu no dia 28 Março 2006 « na matança do porco »

em vez do sr. escrever
samuscava os porcos
escreveu
chamuscava os portos

ora só aqui estão dois erros na mesma frase e em Português, fora muitos mais erros seus que se tem lido

Vamos agora analisar quem tem mais e melhor escola é o sr. Aguia com altos estudos e a escrever grandes asneiras destas na internet para milhões de pessoas lêrem ou é o sr. Luis dos Ovos com a 2ª classe de á 70 anos que escreveu num simples papel para meia dúzia de pessoas

Tenha cuidado sr. Aguia porque nem com toda a sede se vai á fonte, e quase sempre atrás de uma pedra está a outra é muito mais facil falarmos mal dos outros do que escutarmos de nós

Um Abraço
lxpf disse…
Caro Bloger JLRebelo
achei muito interessante o seu último comentário e com "carradas" de razão. No entanto há que salientar, que em vez de escrever porcos se escreveu portos, não é considerado erro ortográfico, uma vez que a palavra existe e está bem escrita, não se encontrando sim em contexto.
Por outro lado, e isso sim um erro dos grandes, a palavra samuscava não existe. Isso é fruto dum mau português, sendo o termo certo Chamuscava, que significa queimar de leve, com chama.
Bem hajam!
lxpf disse…
Caro Bloger JLRebelo
achei muito interessante o seu último comentário e com "carradas" de razão. No entanto há que salientar, que em vez de escrever porcos se escreveu portos, não é considerado erro ortográfico, uma vez que a palavra existe e está bem escrita, não se encontrando sim em contexto.
Por outro lado, e isso sim um erro dos grandes, a palavra samuscava não existe. Isso é fruto dum mau português, sendo o termo certo Chamuscava, que significa queimar de leve, com chama.
Bem hajam!
James Dean disse…
Já que para o Bloguer Águia, quem está à frente das forças vivas são todos ladrões e aldrabões, então proponho que se candidate a um cargo na Comissão Fabriqueira ou para Presidente da Casa do Povo, assim acabava-se com as desconfianças.
Ou será que não é bem visto na freguesia? Ou então também tem medo que o acusem de ladrão.

He-Man a Presidente..... mais nada.

Cumps

James Dean
Caros bloggers,
por algum tempo pensei que o blog estivesse a melhorar a olhos vistos...

Mas, agora, voltou-se à carga novamente com insinuações de este e aquele é ladrão é aldrabão, etc.

Gostaria de dar um conselho a todos os bloggers. Todos aqueles e aquelas que tenham provas fundamentadas de que o preseidente desta ou daquela instituição desviou dinheiros que as apresente às autoridades competentes.

Estou certo que estas agirão em conformidade.

Um bem haja a todos

P.S.(Post Scriptum - para que não se confunda com Partido Socialista): a questão dos erros ortográficos já foi alvo de "chacota" num dos posts anteriores entre dois bloggers cá da nossa "praça", que pelos vistos nunca mais apareceram. Estas questões prendem-se muitas vezes com a rapidez da escrita aqui no blog. Outras vezes, será porque os bloggers não sabem mesmo como se escrevem determinadas palavras. Mas por isso não vem mal ao mundo...
O importante é que a pessoas participem e digam o que lhes vai na alma... desde que se perceba minimamente o texto e o ideia a ele inerente.

Mais uma vez, Um bem haja a todos
AGUIA disse…
É importante saber transmitir as nossas ideias através de um português correcto, mas mais importante ainda é aceitar as críticas do que se dizem saber bem a língua de Camões.
O pior é quando essas crítica são emadas de erros.
É como dizia o outro " A emenda saíu pior que o soneto"
Outra coisa ainda mais importante é entender as informações como uma mera brincadeira sem intenção de ofender as pessoas
JAGPacheco disse…
Relativamente ao tema do Post, penso que o desporto no Porto Formoso também sofreu uma democratização nos anos Setenta. Esta popularização do desporto deveu-se provavelmente, ao espírito participativo das pessoas que se vivia na época. No entanto não se pode dissociar este surto desportivo do papel de pessoas como o José Raposo, que aqui já surgiu fotografado como jogador, membro da equipa técnica do Ted Smit e treinador da equipa de atletismo.

Nos Açores existe uma Instituição, com o nome de Secção Regional dos Açores do Tribunal de Contas. Esta Instituição, independente do poder político, tem por missão fiscalizar a Administração Regional e Autarquias Locais em todos os procedimentos administrativos, incluindo a atribuição de subsídios.

A Câmara Municipal da Ribeira Grande integra nas comemorações dos seus 25 anos de elevação a cidade um evento com grande nível “Viver Culturas” esta noite é a vez de Sara Tavares onde se poderá sentir a atmosfera “morna” de Cabo Verde.

Saudações Formosas
Cavalete disse…
Ja que estamos a falar de desporto faco um apelo ao bloggers para que votem no Ronaldo no premio de melhor jogador jovem do mundial.

http://fifaworldcup.yahoo.com/06/pt/w/bypa/eligible.html

Actualmente ele esta em terceiro lugar.
JASRAPOSO disse…
Estive ontem na Ribeira Grande na inauguração das várias feiras.

Gostei do que vi e fico satisfeito porque se nota a vontade de trazer a cultura às pessoas nesta época das festas da cidade.

Momentos como estes, recordo os seguintes:

- A época em que havia o Círculo de Amigos da Ribeira Grande e era presidente da Câmara o eng. Fernando Monteiro e

- A altura em que esteve na cidade o primeiro ministro, dr. Francisco Balsemão. Julgo que o presidente da Câmara era o sr. Artur Martins.

Já agora, não percam os saborosos petiscos das tasquinhas instaladas no Mercado.
AGUIA disse…
Embora custo a alguém, a verdade é que antes partir que vergar.

Que é feito do abaixo-assinado sobre o mau estado da estrada a partir das Gramas?
Que é feito dos símbolos do Porto Formoso?
Que é feito da receita de uma festa que houve em Fall River, em Maio, a favor da recuperação da Igreja?
A Comissão Fabriqueira é nomeada ou é eleita?
A direcção da Casa do Povo é eleita ou designada?
Quem tem medo de discutir estes temas?
O Regedor disse…
Caros bloggers e em particular sr. águia e sr. JLRebelo,

a questão do português já foi falada aqui no blog e na altura o que ficou "combinado" foi que cada um escreve como sabe.

Interressa é participar sem maldade e dar opiniões.

Cumprimentos
Cavalete disse…
PORTUGAL, PORTUGAL, PORTUGAL!!!!!!
verdascada disse…
-Eu não quero concorrer para a CASA DO POVO mas quero saber QUANDO É QUE HÁ ELEIÇOES?

-Eu não quero os 21 mil €uros que a câmara deu para a Casa do Povo mas quero saber ONDE FOI O DINHEIRO SE NÃO HAVIA FUTEBOL em 2005 E SE O GRUPO FOLCLORICO NÃO RECEBEU NADA?

-Eu não quero mandar nas obras do centro multiusos mas quero saber PORQUE É QUE AS OBRAS ESTAO PARADAS?

Minha gente é preciso saber a verdade e quem não quer que a verdade seja dita é porque teme o perigo.

Mensagens populares deste blogue

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?

Águas Medicinais da Ladeira da Velha