Relíquias II



À conversa com Pacheco (Edmundo) pelo meio da tarde. Do balcão, com vista sobre a maresia e cheiro a vento Norte, aproveitam-se as horas da tarde para dois dedos de conversa animada.

Comentários

Cavalete disse…
GRANDE HOMEM!

Quem não se recorda do camaroeiro e da caçadeira do Sr. Edmundo...e a da sua bandeira imponente por altura das festas...

Cheguei a comer camarões e coelhos apanhados pelo Sr. Edmundo. Que ele tenha muitos anos de vida, com saúde!
JAGPacheco disse…
Marisco
O Sr. Edemundo com o seu calção branco, saltando agilmente de poça em poça. Afugentando o camarão para dentro do camaroeiro com a ajuda de um polvo. É uma imagem de marca do Porto Formoso.
Nestes últimos anos, tem sido um animador do “Jardim”. Interagindo com novos e velhos, distribuindo simpatias e “alcunhas ou apelidos” em linguagem codificada.
Em boa hora o Regedor homenageia, mais esta figura castiça do Porto Formoso.

Para além do camarão e do polvo, também se estão a acabar outras coisas boas, como o teatro popular no Porto Formoso.
Aqui vai a “canção das lapas” transmitida oralmente, várias gerações. Recolhida actualmente por Delia Marques e interpretada pela última vez, já lá vão uns anos, por Teresinha Botelho (Feleja).

(coro)
Eh! Oh lapas
Eh! Oh lapas
Rabugentas, suculentas, com as ventas a mexer.
Pão de milho um quartilho lapa fresca é rastilho
P’ra quem gosta de beber.
I
Há anos tenho freguesia certa
De gente esperta de olho alerta
A lapa apanhada miudinha
Bem guisadinha sabe que é galinha
II
A lapa graúda bem grelhada
Pimenta e alho bem esfregada
Acompanhada com um bom vinho
É de chorar e perder o tino

Saudações Formosas
JASRAPOSO disse…
O stress e a rotina em que sociedade actual está mergulhada torna as pessoas desumanas e, muitas vezes, sem carácter.

O Edmundo Pacheco é o símbolo de uma geração de pessoas que tiveram de comer o pão que o diabo amassou para poderem ter uma vida digna e gozarem hoje uma merecida reforma.

Hoje os governos gastam rios de dinheiro a educarem as pessoas a aprenderem técnicas de enriquecimento material, descuidando-se do crescimento espiritual que, embora mais lento, requer menos recursos monetários.

A riquesa futura, em última análise, está em saber contemplar a paz, a alegria e a felicidade que estes anciãos nos transmitem.

A cultura dessas pessoas, muitas vezes desdenhada pelos mais jovens, foi adquirida através das amarguras da vida, sem recurso às drogas actuais.

O Edmundo Pacheco pertence à geração das gentes que sabem dizer OBRIGADO!!!
deus2 disse…
Homem dos camaroeiros, dos polvos de negaça, da caça e do cachimbo.

Boa lembrança blogger Regedor. Este homem fala com toda a gente, é divertido e dá-se com a juventude! Muitas vezes aparece no jardim a falar com a malta mais jovem.

Adeus
costaneira disse…
O nosso estimado presidente da junta de Freguesia, teve ousadia de pensar em expulsar o nosso querido Rancho de Romeiros que se encontrava em oração no cemitèrio. Após uma semana de intenso sacrificio a representar a nossa fé e a nossa freguesia acham que seria o tratamento adequado? Fica a questão.
verdascada disse…
O blogger costaneira está a delirar.
São quase uma da manhã.

Adivinha

Qual é a unica pessoa no Porto Formoso que não sabia que a torre da igreja está a com problemas graves?
azzoreana disse…
E uma pena que o nosso estimado presidente se alheie aos problemas reais da freguesia e interfira nas actividades religiosas. Ocupe-se Sr. Presidente
O Regedor disse…
O Pacheco é das pessoas mais das pessoas mais castiças do Porto Formoso.

Senão vejamos:
O homem no Verão anda de calções, chinelo ou sapato de vela e t-shirt e apresenta um bronzeado invejável; apresenta uma preparação física invejável para a sua idade; fuma cachimbo; foi caçador; foi emigrante no Canadá; fala animadamente com toda a população e com os turístas; por vezes utiliza uma linguagem por códigos e enigmas para dar nomes às coisas e às pessoas; pescava aos polvos e aos camarões; etc.

No meu caso admiro a facilidade com que conversa com os mais jovens. Não pertence à laia daquelas pessoas mais velhas que diz que a juventude está perdida.

Se calhar percebe-se por que razão fala com os mais jovens... ele também é um jovem.
vitoria disse…
Romeiro.

No passado dia 17 o rancho de romeiros do P.Formoso deu entrada na nossa freguesia.
Como é tradição no nosso rancho, os romeiros antes de entrarem na igreja, vão ao cemitério fazer uma oração. Naquele espaço sagrado existe uma pequena ermida onde se venera Nossa Senhora do Carmo. É um momento marcante na nossa romaria. Naquele pequeno momento os sentimentos emoções e saudades misturam-se com a fé, exprimindo-se em toda a sua plenitude.
Foi a primeira vez que participei numa romaria, cansado de caminhar com os olhos cobertos de lágrimas, fazer a minha oração junto daquela pessoa que um dia me viu nascer, marca e de que maneira o “Id” (instancia moral) influenciado o “ego” (personalidade).
Não gostei foi de ver depois de fazer-mos a oração, a maneira, autoritária, arrogante, como o nosso Presidente da junta se portou.
Não são os modos mais correctos de nos ter recebido.
“Olha lá quem é que autorizou abrires o cemitério?”
“Não sabes que não se abre o cemitério depois das 7 horas a ninguém!”
Todos sabemos que é uma pessoa limitada, demonstrando não conhecer os costumes da freguesia.
Mas ao menos poderia ser uma pessoa mais humilde!
verdascada disse…
Tenho uma duvida. Não ha uma regra antiga dizendo que não se pode abrir um cemitério depois de ficar de noite?
jomacor disse…
Havia este comentário perante as pessoas, que não era muito bom ir ao cimitério á noite
mas este não é o caso de não poder abrir o cimitério aos nossos peregrimos, que vieram agradeçer, a Deus a sua chegada, e rezar por alma dos nossos defuntos
Mais grave é o sr. Artur Moniz ter uma chave para ir ao cimitério quando quiser ! e ás horas que lhe apeteçer

Isto a que é gravivivivissimo

Adeus
JASRAPOSO disse…
A postura correcta, de dinamismo e isenção da Junta de Freguesia tem vindo a perturbar aqueles que apenas sobrevivem nos pelouros através da influência e não pela consulta aos cidadãos.
A actuação da junta de freguesia é digna do reconhecimento por parte de todos aqueles que apenas visam o progresso do Porto Formoso e não os seus interesses individuais.
Tudo o que aconteceu poderia ter sido evitado se os cavalheiros que mandam na Igreja tivessem tido o espírito de humildade de ir pedir a chave do cemitério à Junta de Freguesia e não actuassem por conta própria e em atitudes provocatórias.
AGUIA disse…
Temos de aceitar o critério definido pelo Regedor sobre o acto de apagar alguns comentários aqui descritos, uma vez que ele é que é o responsável máximo pelo blog. Gostaria porém de tecer a minha opinião sobre os comentários que me foram suprimidos.
Em primeiro lugar estou de acordo que apague os meus comentários quanto entender conveniente, só estou em desacordo quando não se suprime também os escritos dos outros blogers referentes a esse comentário.
Por mim, continuarei a denunciar aqueles que pretendem confundir a educação com habilidade e sapiência com esperteza saloia, tudo dentro das minhas humildes qualidades
_T@ky_ disse…
Mega,grupo de jovens do porto formoso!!! Para comemorar o dia do Ambiente, foram plantar uns pinheiros na escola eb/j Laudalino Moniz...
É apenas umas das demonstrações que este grupo ñ esta tao inactivo como parece e promete mais ...
JAGPacheco disse…
As lições do passado

O Governo Regional, Secretaria do Ambiente e do Mar, está a investir cerca de 130 mil euros numa intervenção na Ribeira do Coucinho, que permitirá prevenir a ocorrência de inundações...
Felizmente, a cultura de “protecção civil” que hoje se vive nos Açores, permite que se realizem obras desta natureza!

Nos anos 20 do século passado, ocorreu uma enorme derrocada, na margem da Ribeira, umas centenas de metros a montante, das pontes agora em obras. O deslizamento de terras, de grande dimensão, obstruiu por completo o leito da ribeira. Após um sábado inteiro de chuva intensa. A barragem formado pela “quebrada” criara uma lagoa artificial. No domingo, enquanto grande parte da população, como de costume, assistia a missa da manhã. O dique cedeu e a violência da enxurrada, destruiu algumas das casas da Rua do Coucinho. Arrastando para o mar os parcos haveres de muitas famílias, que ali viviam no limiar da pobreza.

Na época, sem jornalistas a atropelarem-se para melhor explorar a miséria humana e sem as posteriores ajudas humanitárias … restou á população o silêncio do luto, pela perda de duas vidas humanas, numa tragédia provavelmente evitável?
Para a memória colectiva ficou conhecida como a “Cheia do Coucinho”, mas alguns, numa atitude teimosamente medieval, ainda lhe chamam a “Quebrada do Castigo”!

Saudações Formosas
AGUIA disse…
Estamos prestes a chegar à época balnear e a Câmara da Ribeira Grande ainda não iniciou as obras programadas para a Praia dos Moinhos.
É tempo de perguntar se ainda vamos a tempo de ver o parque de campismo como deve ser, assim como os novos balneares?
Não há Câmara continua distraída com o Porto Formoso.
Faria disse…
Isto é impressionante...
Até com os Romeiros há arengas...
Vocês que não se tratem por esses lados...
O Regedor disse…
Caro blogger águia,

tento ser justo quando decido apagar um comentário. Não faço perseguições nem tento eliminar a polémica. Por vezes, agrado mais a uns do que outros, sendo certo que é impossível agradar a todos ao mesmo tempo. Espero que compreenda.

Caro blogger Faria,
gostava de saber de onde é vocemessê originário. Parece, segundo a sua opinião, que o Porto Formoso vive em guerra cívil e que nas outras freguesias reina a paz e a harmonia! Interesses e guerrinhas há em todas as freguesias. Se existissem blogs de outras freguesias talvez houvesse situações muito mais complicadas do que aqui.


No que se refere às obras da zona dos moinhos, cabe-me dizer o seguinte:
quer a zona do futuro parque de campismo, quer os balneários continuam na mesma.

Será que vão fazer as obras no Verão, quando as pessoas precisarem ainda estão a decorrer as obras?
O mais triste é não aprederem com os erros dos outros...

Cumprimentos
JASRAPOSO disse…
Os membros da Comissão Fabriqueira da Igreja andaram o fim de semana passado a recolher a quota.

É dever de todo aquele que frequenta a Igreja comparticipar na sua gestão, pagando o culto, dentro das suas possibilidades.

É uma atitude louvável daqueles membros andarem de porta-em-porta, tendo como único objectivo o de servir a comunidade que muitas vezes os critica.
Cavalete disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Cavalete disse…
Por vezes a memoria e curta no blog!

Ja foram aqui discutidas as intencoes da CMRG em relacao aos projectos dos balnearios e do parque de campismo. Ate foram anunciadas, na comunicacao social, datas de inicio de obras, tendo estas sido discutidas no blog.

Julgo que devemos questionar o cumprimento destas datas e nao comecar de novo a discutir os projectos. Já se sabe que os projectos vao ser realizados, agora resta saber se as datas anunciadas para o seu inicio vao ser cumpridas.
Cavalete disse…
Ora aqui está uma Câmara com visão do futuro...


"Câmara divulga vídeo no Youtube
27-03-2007
por LPS

A Câmara Municipal do Nordeste disponibilizou um vídeo de promoção turística do concelho para o site Youtube, conhecido mundialmente pela divulgação de vídeos.

O município aproveitou um vídeo criado em 2005, para uma feira local, para colocar na internet e assim divulgar os pontos de interesse turístico do concelho.

A autarquia também disponibiliza o vídeo no sítio da edilidade na internet."

Fonte: Acoriano Oriental
O Regedor disse…
Estatística - Actualização

A Casa da Mosca foi visitada ontem (segunda-feira) por 293 vezes por 68 computadores diferentes. Tal, faz pressupor que foi vista, no mínimo, por 68 pessoas, a uma razão de uma pessoa por um computador. Penso ser um record.

Diariamente cerca de 50 pessoas por dia vêm este blog. Há um ano atras esse numero era de cerca de 30.

Tal como em qualquer outro blog do mundo, o número de comentários é inferior ao número de visitas.
Por vezes, as pessoas querem comentar mas ou têm receio de escrever mal ou não sabem se registar.
Escrevam sem receio de erros no português! Herrar è umano!
Peçam ajuda a alguém para se registar.

Cumprimentos
carruncho disse…
Quero dar os meus parabens aos nossos figurantes da novela da tvi Ilha dos Amores SÃO OS NOSSOS VIZINHOS DO PORTO FORMOSO, mais uma vez a nossa freguesia e digna do nome que tem e é bem vista em todo o pais ( as pessoas por enquanto)

Parabens a todos conheci muita gente e rapazes que andaram comigo na escola

Adorei revelos a todos
Boa sorte para todos
verdascada disse…
Muitos anos depois de terem sido corridos pelo voto popular ainda há uns senhores que pensam estar no poder.
Esses senhores fazem tudo tirar o poder a quem está no poder. 33 anos depois do 25 de Abril não sabem o significado de Democacria.

Esses senhores encarnam um verdadeiro contra poder.
verdascada disse…
Na camara da ribeira grande também há senhores assim. Outro contra poder.

Diz-se que há funcionários que não respeitam as ordens de trabalho do presidente Ricardo Silva nem dos vereadores.
Estavam habituados a não fazer nenhum no tempo do António Pedro e querem continuar na mesma como a lesma.
emarq disse…
test
JASRAPOSO disse…
Passport Records Index
Immigrants from Porto Formoso to Hawaii, 1879-1883


Compiled by Melody Lassalle from the book,"Portuguese Immigrants from Azores to Sandwich Isles, 1879-1883: Passport Index", by Robert DeMello. Honolulu : De Mello Publishing Co.


Page
Name of Head of Family
Spouse

1
Aguiar, Antonio d'
Jesus, Maria de

3
Aguiar, Jose de Melo



3
Aguiar, Manoel de Melo



12
Alves, Jose



13
Amaral, Joao (Furnas)
Jesus, Ana de

27
Arruda, Manoel d'
Julia, Maria

28
Araujo, Antonio d'
Paixao, Maria da

28
Araujo, Antonio de
Conceicao, Maria de

29
Araujo, Francisco d'
Jesus, Jacinta de

29
Araujo, Jacinto de
Jesus, Jacinta da

29
Araujo, Jose d'
Furtado, Rosa

30
Araujo, Manoel d'
Jesus, Jacinta da

34
Barbosa, Inocencio
Conceicao, Rosa da

35
Barbosa, Jose Pacheco
Conceicao, Maria Ricarda da

45
Botelho, Francisco
Jesus, Brizida de

50
Branco, Manoel de Medeiros
Estrela, Maria da

54
Cabral, Caetano
Conceicao, Maria da

55
Cabral, Jacinto
Melo, Rosa de (Faial de Terra)

57
Cabral, Joao Jacinto
Jesus, Maria de

64
Caetano, Jacinto
Claudina, Rosa

94
Casinha, Jose da Costa



95
Cavaco, Jose de Sousa (Matriz, R. Grande)
Carmo, Maria do

112
Costa, Joao da
Julia, Jacinta

114
Costa, Jose da (Matriz, R. Grande)
Paixao, Maria da

116
Costa, Luis da
Jesus, Maria de

131
Faleija, Manoel Botelho



138
Ferreira, Eliadoso (Feteiras)
Amelia, Maria

139
Ferreira, Inocencia da Silva (Conceicao, Ribeira Grande)
Rosa, Jacinta

153
Fulgencio, Jose Pacheco
Conceicao, Jacinta da

154
Furtado, Antonio
Conceicao, Ana Julia da

157
Furtado, Jose



167
Goncalves, Jose
Conceicao, Maria do

170
Guilhurme, Anacleto (Anacheto?)
Jesus, Maria de

171
Inacio, Amancio
Jesus, Rosa de

172
Inacio, Antonio Cabral
Conceicao, Ana de

172
Inacio, Bento
Emilia, Helena

175
Isidoro, Manoel Furtado
Julia, Maria

185
Jesus, Maria Araujo



197
Laureano, Antonio da Costa
Jesus, Francisca de

208
Lopes, Manoel
Trinidade, Maria de

209
Lopes, Manoel Pedro
Jesus, Joaquina de

213
Luz, Manoel Perreira da
Estrela, Maria da (Agua de Pau)

221
Medeiros, Maria Julia de



223
Marques, Francisco Pacheco
Cabral, Josefa

232
Medeiros, Antonio de
Rosa, Josefa

245
Medeiros, Manoel de
Julia, Maria

260
Miguel, Antonio
Conceicao, Maria da

280
Pacheco, Antonio
Janeiro, Maria

285
Pacheco, Joao
Jesus, Tereza de (Mosteiros)

286
Pacheco, Jose



288
Pacheco, Manrico



288
Pacheco, Manuel



289
Pacheco, Manoel
Jesus, Leocadia de

289
Pacheco, Manoel



292
Paiva, Francisco de
Rosa, Ermelinda

294
Paiva, Manoel Pedro de (Matriz, R. Grande)
Estrela, Maria de

305
Pereira, Francisco
Jesus, Ana de

310
Pereira, Manoel
Conceicao, Maria do

312
Pereira, Mariano
Jesus, Maria da

329
Raposo, Jose Antonio
Jesus, Maria de

335
Rebelo, Jose
Santo, Maria do Espirito

340
Rego, Augustinho do
Encarnacao, Florinda da

341
Rego, Jose do



363
Silva, Eduardo da Canario (Matriz, R. Grande)
Julia, Maria (Servant)

364
Silva, Inacio de



370
Silva, Manoel da



376
Soares, Jose
Emilia, Maria

377
Soares, Jose



377
Soares, Jose Pedro (Bretanha)
Conceicao, Maria da

387
Sousa, Joao de
Conceicao, Maria da

390
Sousa, Jose da



390
Sousa, Jose de (aka Jose Luiz)



393
Sousa, Manoel de
Conceicao, Maria da

398
Sousa, Victorino de



402
Tavares, Jose



403
Tavares, Jose
Jesus, Francisca de

404
Tavares, Luis
Emilia Jacinta


Note: All individuals are from Porto Formoso except where noted in parenthesis. Please refer to the book for more information about each person.

© 2003 Melody Lassalle

upd. 2/4/03

Aqui têm uma lista de pessoas que emigraram do Porto Formoso, que me fizeram chegar do Canada
Cavalete disse…
A telenovela Ilha dos Amores da TVI está a revelar-se o melhor cartaz turístico dos Açores alguma vez criado.

As duas fábricas de chá, Porto Formoso e Gorreana, estão a ter uma publicidade única na sua vida enquanto empresas.

Nos cafés, já se espera pela hora da novela para se ver o FARIAS em acção.
Anónimo disse…
Sou assíduo leitor deste Blog embora não me manifeste... devo dar os meus parabéns aos seus participantes, pelo interesse pelo que é seu!
Gostaria de pedir ao Senhor JAGPacheco a possibilidade de falar com ele sobre o incidente do Coucinho. O meu endereço email é eliseumanuel@sapo.pt. Muito agradecido.

Mensagens populares deste blogue

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?

Águas Medicinais da Ladeira da Velha