Movimento


helicóptero Merlin a aterrar

De regresso ao Porto Formoso, muito movimento.

Helicópteros a aterrar e levantar na "ponte", corvetas da marinha ao largo da baía, militares do exército de moto4 na rua, bombeiros na Areia do Meio, jipes da protecção cívil no Coucinho, uma pessoa imobilizada numa maca junto à loja do Alvarins. Ontem foi dia de exercício de simulação de catástrofe no Porto Formoso. Parecia mesmo real. Foi pena que não tenham integrado ninguém da população local, porque numa catástrofe quem chega primeiro são os que lá estão.

Muita gente a trabalhar em obras: casas a serem recuperadas, contruídas, pintadas, rebocadas.

Funcionários da CMRG, com uma lentidão solene, a pintarem os balneários e o corrimão da Praia dos Moinhos. Faziam pequenas coisas que fazem com que tudo fique igual ao ano passado.

Os pais e os avós a irem buscar as crianças à escola. Agora as crianças vão de carro ou então os pais ou os avós acompanham-nas a pé na hora de almoço e ao fim do dia. A Rua das Escolas fica com trânsito na hora de almoço. Pensava que as crianças iam para casa a pé, brincando pelos caminhos.

Um casal de turistas pára o carro de aluguer e começa a andar pela freguesia de mochila às costas.

Um grupo de pessoas montam os mastros, bandeiras e iluminação do Império da Santíssima Trindade junto ao jardim do Outeiro.

Mais obras. Na ribeira do Coucinho, continuam as obras na ponte para que a água passe sem demoras.

Tudo isto numa 5ª feira à tarde...

Comentários

Pedro Lopes disse…
Para os lados da Maia, esse alvoroço, provocado pelos exercícios em curso e pela aterragem de um helicóptero Merlin numa pastagem, afurentou cerca de 70 vacas, provocando a ira dos seus proprietários.

Também aqui, serão "ossos do ofício".

Os inconvenientes provocados por estas simulações, são um mal necessário. Só com treinos e entrusamento, entre os vários intervenientes que acorrem a situações de calamidade, poderemos salvar vidas.

De resto, congratulo-me pelo "reboliço" no Porto Formoso. Seguramente que a época balnear que se avizinha, não é alheia a tantos arranjos. Ao menos nessa altura lembram-se......
JAGPacheco disse…
A vaca é sagrada

Quantos de nós já não se cruzaram na estrada com grandes manadas, conduzidas por apenas um rapazinho magricelas. Enquanto o senhor lavrador, confortavelmente sentado numa carrinha observa a operação, a uns bons metros de distância.
Resta-nos encostar o carro á berma, e pensar que o lavrador, não sabe quantas vacas são permitidas deslocar por “portador”. Nem teve o bom senso de fazer aquela “mudança”, fora de uma hora de ponta.
A manada passa, e arrancamos de imediato com os vidros fechados, para não ser incomodados, com o cheiro da bosta fresca.

Também acontece encontrar-se estes animais, perdidos na via pública. Conheço pessoas, que se envolveram em acidentes de viação com vacas. Na grande parte dos casos, por negligencia dos lavradores, que não acautelaram devidamente e com segurança os seus animais.

Estes incómodos frequentes, nunca são motivo de notícia. No entanto um caso esporádico em que as vacas (lavrador) foram incomodadas, mereceu espaço na Comunicação Social. A notícia refere que se tratou de um exercício militar. Omitindo a importância para as populações, da “simulação” que estava a decorrer e que envolvia todos os meios da Protecção Civil.

Se tivessem dito a este lavrador que o helicóptero, estava a tirar imagens para a “Ilha dos Amores”. O individuo certamente seria mais tolerante. Quanto chega-se a casa e, com um sorriso, conta-se á mulher o episódio. Ela ficaria com a esperança de que a sua “Briosa” e a sua “jardela”, aparecessem na televisão.

Saudações Formosas
JASRAPOSO disse…
Algumas individualidades do nosso concelho tentam travar o progresso do Porto Formoso, negando-nos os princípios fundamentais a que temos direito.

Essas pessoas, consciente ou inconscientemente impedem-nos de:

- Ter uma ETAR
- Ter um parque de campismo
- Ter assistência médica condigna
- Ter um polivalente
- Etc. Etc. Etc.

Tais crituras ainda não retiraram do Porto Formoso as suas belezas naturais porque não podem.

Esquecem-se estes cavalheiros que são pagos com o dinheiro dos impostos de todos nós e que, por isso, têm a obrigação de actuar em harmonia com os nossos interesses.
Coordenador disse…
Pacheco, as vacas na Lomba da Maia, não são sagradas, mas fazem parte da vida de quem trabalha. Achas correcto que um helicóptero as ponha em fuga para a Maia, como se fosse na selva?
Quem vive, do que vive, dá muito valor àquilo de que vive.
Se fosse um canixe, se calhar estávamos a fazer uma subscrição para indemnização.
Abraço.
Sá Couto
sono1 disse…
Dois dos mais conceituados guias turísticos dos Açores. “Destinazores” e “Açores Natureza Viva”, fazem referência com fotografias da nossa bela freguesia.

No primeiro á uma fotografia tirada no local onde um grupo de amigos realizou uma tasca, sobre o porto de pesca e a esplendorosa Igreja do Porto Formoso.
E a segunda sobre a inevitável Praia dos Moinhos, com direita a quase meia pagina.

Ainda não consegui e compreender como se faz referencia e se publicita uma praia que não oferece as condições desejáveis aos seus banhistas, principalmente aos turísticos estrangeiros. Porque os de cá vão-se “amanhando”.

No guia Açores Natureza Viva á uma fotografia com seis anos do nosso Grupo Folclórico, a actuar sobre a pitoresca freguesia que nos viu nascer.

Para aqueles e aquelas que se julgam insubstituíveis fica aqui o exemplo!

Com um forte abraço.
sono1 disse…
Dois dos mais conceituados guias turísticos dos Açores. “Destinazores” e “Açores Natureza Viva”, fazem referência com fotografias da nossa bela freguesia.

No primeiro á uma fotografia tirada no local onde um grupo de amigos realizou uma tasca, sobre o porto de pesca e a esplendorosa Igreja do Porto Formoso.
E a segunda sobre a inevitável Praia dos Moinhos, com direita a quase meia pagina.

Ainda não consegui e compreender como se faz referencia e se publicita uma praia que não oferece as condições desejáveis aos seus banhistas, principalmente aos turísticos estrangeiros. Porque os de cá vão-se “amanhando”.

No guia Açores Natureza Viva á uma fotografia com seis anos do nosso Grupo Folclórico, a actuar sobre a pitoresca freguesia que nos viu nascer.

Para aqueles e aquelas que se julgam insubstituíveis fica aqui o exemplo!

Com um forte abraço.
Gracinha disse…
Não fazia ideia que o Porto Formoso andasse tão movimentado numa 5ªfeira de tarde.
Tive conhecimento do exercício, no entanto não vi grande coisa. Durante o dia ouvi várias vezes o elecóptero, mas não assisti a outro tipo de actividade( com certeza, o sismo de grau VIII que foi simulado, não provocou grandes estragos na minha zona;))

Bem haja.
deus2deus disse…
O execício é bem vindo e pode ajudar a salvar vidas num dia que seja preciso.

Sei que os trabalhadores da Câmara tiveram a pintar os balneários e o corrimão da descida para a areia. Também arrancaram umas ervas e ficaram feitas as obras prometidas. É uma vergonha, sem palavras. COmo diz o Raposo se essa gente pudesse tiravam todas as belezas do Porto Formoso e metiam na Ribeira Grande.

O nosso presidente da Junta tem feito um bom trabalho mas eu tenho uma coisa a dizer: o sr. presidente não pode dizer que uma coisa vai ficar pronta no dia tal e depois não está. Ás vezes a vontade da junta é que tudo fique pronto mas as empresas não trabalham bem. Isto está a acontecer com a antena dos telemoveis e com o posto de internet.

Quero dizer a todos os comentadores e leitores que é triste não haver o Império do Espirito Santo dos Moinhos.

Adeus
JASRAPOSO disse…
A Secretária Regional do Ambiente informou ontem na Ribeira Grande que será lançado a concurso, durante o ano de 2008, a recuperação da falésia e as melhorias no porto dos barcos, na nossa freguesia.

Esta obra estar orçada em 800 mil euros.
sono1 disse…
Sobre asas de um anjo.

Sobre as asas de um anjo, dozes elementos, noves vozes e três tocadores entraram dentro do seu memorial, entoando cânticos para uns meninos que tomavam pela primeira vez o Corpo de Jesus. Era o Grupo de Jovens de Nossa Senhora da Graça, que através das suas vozes, ao som dos violões exaltavam aquele momento.

Ontem foi feriado religioso. Dia de Corpo Deus. Dia festivo para muitas famílias do Porto Formoso.

Certamente quando éramos miúdos, este dia também foi especial.
Hoje porem muitos questiona se terá valido a pena tomar a Primeira Comunhão acompanhados com os seus pais.

Eu acredito neste Rabi, e não me arrependi de ter tomado este gesto tão bonito. Nem muito menos de o exaltar!

Ps: não confundiu esta minha opinião com qualquer tipo de fundamentalismo religioso.

Com um forte abraço.
rodisso disse…
concordo com a opinião do nosso amigo e blogger sono1.É 1 grupo com pouco mais de 12 elementos em que na maior parte das situações é lhes dificil conjugar os ensaios que são tão precisos para um bom "louvar a Deus" com a disponibilidade a nivel profissional mas acima de tudo são um grupo bastante dinâmico e bem presente na nossa freguesia. desde já cumprimentos ao principais "pilares " do grupo de jovens. Paulo Silva; Sérgio Monte;Ricardo Aguiar...
Cavalete disse…
Noticia do Acoriano Oriental de hoje.

"Junta de freguesia apresenta site
11-06-2007
por

A Junta de Freguesia de Água d´Alto vai apresentar no próximo sábado, dia 16 de Junho, o site da localidade no Auditório do Centro Cultural de Animação de Vila Franca do Campo. A criação deste novo site vai permitir divulgar as potencialidades turísticas da localidade, que apresenta na sua área uma unidade hoteleira e uma das praias mais frequentadas da ilha de São Miguel, para além de divulgar notícias várias. LPS"
Emanuel disse…
Muito mais importante do que realçar os musicos mais importante ainda é as várias pessoas nomeadamente as catequistas que disponibilizarem o seu tempo para ensinar/divulgar a PALAVRA DE DEUS durante vários meses e cultivar a verdadeira DOUTRINA DE DEUS. FORÇA MINHAS SENHORAS PORQUE SEM VOCÊS A NOSSA PARÓQUIA APAGA-SE.
deus2deus disse…
Este comentadores estão muito religiosos

adeus
Cavalete disse…
Tendo manifestado o meu apoio a candidatura do Ricardo Silva a CMRG, fico descontente com a aparente falta de capacidade politica do elenco camarario. O presidente e os vereadores ate podem estar a gerir muito bem os recursos financeiros da camara mas estao a menosprezar em demasia a gestao politica.

Nao ficarei surpreendido se daqui a 2 anos a CMRG apresentar uma situacao financeira muito melhor do aquela que existia em 2005, uma organizacao interna fluida e eficaz e um elenco de bons projectos, e ao mesmo tempo o PSD tenha a vitoria nas eleicoes.

Existem erros politicos que se pagam caro.

- Numa epoca de discurso de contencao orcamental, nao se pode comprar um carro por 60.000€ para o Sr. Presidente. A populacao nao gosta.

- Em vez de se anunciarem projectos estruturantes para o turismo, anunciam-se festas de arromba, as mesmas festas que eram criticadas quando realizadas pelo Antonio Pedro. A populacao gosta mas nao compreende.

- Quem sempre criticou a concentracao de investimentos nas freguesias da cidade, pouco ou nada esta a fazer para contrariar esta tendencia. Afinal, porque e que nao se concretizam as promessas feitas a populacao do Porto Formoso. Pensa-se, erradamente, que os eleitores do Porto formoso vao votar em 2009 como votaram em 2005. Julgava que a CMRG tinha outra visao estrategica para as freguesias do "Norte".

- Um presidente de camara tem que dialogar com a populacao. No Porto formoso, o unico dialogo que houve foi praticamente a porta fechada, por ocasiao da visita oficial da camara ao Porto Formoso. A populacao nao compreende.

to be continued...
Pedro Lopes disse…
Caro Cavalete, boa análise a sua.

Não gosto do "bota-a-baixo" sem fundamentação. Você mostra-se descontente (e aparentemente, com razão), mas fundamenta essa desilusão.

Assim , sim. Bravo.
O Regedor disse…
Comentário muito bom do blogger cavalete! Concordo plenamente.


O meu espanto

A câmara da Povoação anunciou ontem, em conferência de impressa, os "vapores e sabores das caldeiras" e aproveitou para inaugurar com pompa e circunstância o trilho do Pico do Ferro.

A câmara de Vila Franca anunciou as Festas de São João da Vila e aproveitou para divulgar a criação do trilho do Monte Escuro e querem fazer uma rede de trilhos.

Vai ser lançado um livro sobre os trilhos da ilha das Flores que terá, de certeza, o apoio das duas Câmaras Municipais.

A Câmara da Ribeira Grande anunciou o seu programa das festas da cidade e nada falou sobre os trilhos prometidos.
Como diz o presidente Carlos César apenas "guitarras e brasileiras", ou seja, pão e circo é o que o povo gosta.
O Dr. Ricardo Silva ganhou as eleições para copiar as festas pimba do Dr. António Pedro? Para isso, ficavam lá os "mestres nas artes dos negócios da China" que já tinha jeito para a coisa.

Cumpriementos.
Cavalete disse…
A edicao do dia 30 de Dezembro de 2006 do Acoriano Oriental, incluia uma entrevista ao Presidente da Casa do Povo do Porto Formoso, o Dr. Laudalino Moniz. Nesta entrevista, o Dr. Laudalino Moniz, referindo-se as futuras instalacoes da Casa do Povo, informa a jornalista do seguinte: "De qualquer forma, a direcção conta poder lançar a obra a concurso no próximo mês de Fevereiro. A intervenção vai custar cerca de 300 mil euros e já tem financiamento assegurado. De acordo com um protocolo firmado entre a Casa do Povo e a Secretaria Regional dos Assuntos Sociais e a Secretaria Regional da Habitação e Equipamentos, os dois departamentos do Executivo Regional vão partilhar os custos."

Sendo a entrevista realizada em Dezembro de 2006, so posso deduzir que a Casa do Povo tinha a intencao de lancar a obra a concurso no mes de Fevereiro de 2007. Pergunto eu, passados 4 meses, ja houve concurso? Penso que muitas pessoas do Porto Formoso tem a mesma duvida.

Esta entrevista pode ser recuperada no seguinte link: http://acasadamosca.blogspot.com/2006_12_01_archive.html
JAGPacheco disse…
Vacas Loucas!
Foi com o título de “Vacas Loucas” que o jornal DN noticiou esta semana, o episódio ocorrido na Lomba da Maia.
Os títulos também podem ser considerados “chaves interpretativas”: Logo vacas loucas, BSE; vaca, mamífero que dá leite; louca, a loucura da própria notícia!
O Governo Regional e a Federação Agrícola dos Açores têm razões para ficar indignados com o título de “Vacas Loucas”. A imagem da Carne dos Açores, agora com IGP (Indicação Geográfica Protegida), poderá vir a ser prejudicada com esta notícia?
Era preferível o título de “Vacas Sagradas”. A nível nacional, ficariam com a imagem de que, sem sermos Hindus. Nos Açores, ainda nos preocupamos e tratamos bem estes animais.
Este comentário é também um cumprimento ao Bloger Sá Couto, que escreve sempre direito, mesmo por linhas tortas!
Saudações Formosas
Sá Couto disse…
Considero, não só pertinentes, como ainda adequadas, as críticas à actuação da Câmara da Ribeira Grande, que neste Blog vão surgindo.
"Quem não quer ser lobo, não lhe vista a pele", ou ainda,para mais do mesmo, que ficassem os que já lá estavam.
Já lá vão dois anos e não se vê a diferença, pelo menos na Zona Oriental do nosso Concelho.
Porto Formoso, é apenas um exemplo de uma Freguesia com capacidades de desenvolvimento fora de série. Até Concordo com a posição da JSD hoje no Correio dos Açores. Para já não falar na Praia da Viola - (alguém viu alguém da Câmara no tribunal que se realizou na Viola, quando era todo um povo de uma Freguesia que tinha sido enxovalhado? Claro que tinham outros afazeres, talvez no Canadá ou U.S.A?). No encontro da Lusofonia que organizamos, não recebemos um escudo, mas há 125 mil euros para as Festas da Ribeira Grande. É obra.
Força Pacheco.
Abraço para o senhor regedor e para todos os bloguistas.
Sá Couto
Sá Couto disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Sá Couto disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Sá Couto disse…
Imaginem que hoje fui à minha Praia dos Moinhos. Fiquei satisfeito por ver que tínhamos os nadadores-salvadores. O Carlinhos e o Miguel. Não vi a levada aberta, que é obrigatório estar, por causas dos balneários. Vou verificar e, para espanto meu, os balneários estavam fechados. Isto é terceiro-mundista.
Pior que nunca. António Pedro Costa não permitiria que tal acontecesse. O vereador a tempo inteiro-Sr.Jaime Rita procura resolver a situação, embora estando em Lisboa. Saí da Praia pelas 17 horas sem que os balneários estivessem abertos.
Desloco-me para a Freguesia de Calhetas e novamente outra surpresa. Não havia água desde as 4 da tarde. Que pouca vergonha é esta?
Lamentavelmente, antes era melhor, ou como diz o ditado:" Atrás de mim virá quem bem de mim falará"
Sá Couto
Sá Couto disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
carruncho disse…
fiquei triste ao falar com o presidente da junta, ao perguntar-lhe sobre a prais dos moinhos a resposta foi esta, que a Camara tinha um projecto enorme para esta zona e que se ia dar inicio aos trabalhos lá pro fim do verão. Por isso todos nós quando formos tomar banho temos que levar os "" bacios "" de casa para se poder fazer as nossas necessidades e o "águador" de minha Avó para tomar duche, este ano vamos assim mas pro ano não se deita fora estes dois utensilios porque podem vir a ser necessários outra vez .......
Sá Couto disse…
A praia dos Moinhos é da responsabilidade da Cãmara (o que não impede que contacte com o presidente da Junta). O senhor vereador Jaime Rita já resolveu as situações que estavam em falta e pelos vistos, este ano a "nossa" Praia vai ter tudo aquilo de que necessita.
Quase que garanto, que o senhor vereador a tempo inteiro, ainda se vai tornar um dos Amigos da Praia dos Moinhos.
A ver vamos.
Sá Couto
deus2deus disse…
Professor Sá Couto deves estar a brincar.

O Rita da Maia amigo do Porto Formoso.
Ah ah ah

adeus
Sá Couto disse…
Este comentário foi removido pelo autor.

Mensagens populares deste blogue

Águas Medicinais da Ladeira da Velha

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?