« Home | Padre João Martins Furtado » | Novas regras » | IV Festival de Folclore de Porto Formoso - Fotos » | IV Festival de Folclore de Porto Formoso » | Património Edificado » | 19 - Porto Formoso » | Fotos do Sound Set Sun System » | Sound Set Sun System - Praia dos Moinhos » | SALVEM a Lagoa de São Brás » | Último dia das festas de S. João »

Passeio à sombra


Mapa produzido pelos Amigos dos Açores

Com o sol mais baixo e, consequentemente, mais horas de sombra fresquinha produzida pelas encostas da nossa terra, sugerimos que se faça uma pequena invasão da propriedade privada, ou seja, vá passear até à Ladeira da Velha.
Este local histórico e de beleza rara, mesmo em cima da costa marítima do Porto Formoso é propriedade privada. Claro que para todos os Portoformosenses a Ladeira da Velha é nossa, mas não é.
Assim a Junta de Freguesia não tem autorização para limpar o trilho pedestre, mas vale a pena lá ir! Nem que seja uma vez na vida!

Clicar em cima do mapa para ver melhor

Olá a todos!

Eu tive oportunidade de fazer este percurso o ano passado com uns amigos que não conheciam o Porto Formoso. Depois do percurso fomos comer ao Domingos em São Brás.

Foi um dia expectacular! O passeio e o almoço foram fantásticos.

Parabéns por terem uma terra tão bonita.

Sempre ouvi falar dos benefícios dos banhos da Ladeira da Velha quandos os meus avós eram vivos.
Aqueles antepassados contavam os milagres que aquelas águas faziam aos doentes, chegando ao ponto de haver um jumento que transportada as pessoas desde o caminho da Ladeira até às casas que ali havia.
Já há muitos anos que não vou àquele lugar mas penso fazê-lo em breve.

Os banhos da Ladeira da Velha são o exemplo da boa postura cultural que havia na sociedade, em meados do século passado.

Nessa altura o Homem tinha tempo para viver, construir e admirar os dons da natureza. Hoje vegeta obcecado pelo materialismo e não é capaz de conservar a natureza e o património.

Nada se perde tudo se transforma. Todas as coisas nascem crescem, vivem e morrem. Parece que os azares do destino nos levam a não saber prolongar a vida do património histórico do POrto Formoso.

Os exemplos são muitos - Os banhos da Ladeira da Velha, o Castelo, os subterrâneos da Ponte, o Quartel, etc. etc.

Tudo isto acontece porque continuamos a não ter tempo para a sociedade e somos educados na lei da selva e do egoismo.

O trilho aqui apresentado é, sem dúvida de grande valor, pois partindo da
Praia dos Moinhos tem como objectivo visitar um local de grande interesse, os “Banhos da Ladeira”.

De facto as águas da “Ladeira da Velha” já foram engarrafadas, comercializadas como água de mesa e também procuradas pela população para a cura de algumas doenças.
Naturalmente que o difícil acesso, as linhas de engarrafamento das grandes empresas e os avanços da medicina convencional levaram ao seu abandono.
Actualmente o termalismo foi substituído pelos SPA. Um moderno conceito de alojamento de luxo, que promove o bem-estar através da água.

A vereda dos banhos descia a encosta aos ziguezagues para diminuir o declive da descida. Mas a sua difícil subida também era suavizada pela sombra das copas das árvores da mata que ali existiu.
Na época plantavam-se matas com o objectivo único da “Produção”, para serem cortadas, hoje as matas também são encaradas como tendo uma função muito importante de “Protecção” ou seja a preservação do meio ambiente.
Neste caso concreto para além da protecção de uma encosta com muito declive, a mata protegia a própria nascente de águas termais. Sem nunca se perder de vista o interesse paisagístico, pois esta mata está á vista de milhares de turistas que anualmente, visitam o miradouro de Santa Iria.

Tendo como exemplo a reabilitação da Mata do Dr. Fraga, mesmo aqui ao lado, não seria descabido as autoridades locais sensibilizarem as autoridades regionais para procederem á aquisição e posterior reabilitação da “Ladeira da Velha”, plantação da mata com recursos a plantas endémicas; valorização do “Percurso Pedestre”; construção de “piscina de água termal” … apostando assim no chamado desenvolvimento turístico sustentado.

Caro JAGPacheco,

concordo plenamente com a idéia. Mais: acho das melhores idéias que apareceram n´A Casa da Mosca.

Contudo, e afirmo isto com bastante desânimo, é muita areia para a cabeça dos Srs. que podiam passar esta idéia à prática!

Se fosse uns concertos de grupos pimba e um fogo de artifício era para já!

Cumprimentos

Enviar um comentário

Locations of visitors to this page