Perdemos

Talvez primeira vez na história, o Porto Formoso aparece num telejornal de uma televisão nacional. Foi no Jornal Nacional da TVI, às 19h do dia 19 de Abril de 2009.
Uma reunião com a CMRG e Ribeira Grande+, uma petição com 600 assinaturas, uma entrevista à RTP-Açores, várias notícias em capas de jornais (Açoriano Oriental, Correio dos Açores), telefonemas para presidentes, vices e aquitectos, referências em inúmeros blogues, várias horas de conversas com pessoas anónimas que apoiavam uma alteração ao projecto e, mais importante de tudo, foi a entrega da proposta de melhoramento do projecto dos balneários elaborada em colaboração com outros arquitectos.
A nossa voz soou bem alto e mesmo assim não foi ouvida.
Prometo tentar não falar mais deste tema. Enjoa! Faz-me desacreditar nos que têm o poder de decidir e eu quero acreditar.
Um obrigado a todos.

Comentários

Kafia disse…
pois concordo! estão a destruir os açores com obras deste tipo!
certo disse…
Salvo erro aquando das cheias no coucinho o Porto Formoso também foi notícia em diversos telejornais, infelizmente sempre por maus motivos. Vai valendo a fábrica do chá que nos permite aparecer por bons motivos.
Admito, nunca pensei que algumas das propostas apresentadas não fossem objecto de resposta por parte da Câmara Municipal. Calculo que agora irão englobar algumas destas alterações na obra sem darem conhecimento ao movimento e "parecerão" que afinal não era bem assim como estavam a dizer.
Faço-me agora entender acerca das "engrenagens" políticas que constituem a nossa suposta república democratica?
Onde está o professor de História Ricardo que tanto se interessava pelo movimentos de exercício da cidadania de há uns anos? R: Armado em político!

Fico também ainda mais elucidado acerca das minhas convicções no que à assinatura da petição diz respeito, serviu (melhor, servirá), mas pela polémica que se instalou na comunicação social, não por mais!

E depois não admira que o futebol seja o que vai safando isto e a alegria de muitos portugueses (angústia de muitos benfiquistas).
Viva o Santa Clara como Santa Bárbara quando faz trovões...
cantoneiro disse…
Ainda custa a acreditar que a Câmara vai passar por cima disto tudo. Isto não é brincadeira porque Quase todas as pessoas criticam aquele projecto.
Senhor presidente, os que estão perto de si apenas dizem que gostam para agradar, tal como o cão que lambe as botas ao dono para comer um osso!
Os que conhecem melhor o projecto dizem: aquele arquitecto até tem feito uns projectos bons, mas desta vez...

Um bem haja aos que gastaram o seu tempo na defesa da praia!
Vocês não perderam! Vocês deram um grande exemplo a todos os que não fazem nada.
Quem perdeu fomos todos nós e a praia.
marta disse…
Bons dias pessoal1
Concordo plenamente com todos aqueles que lutam para que a obra da praia dos moinhos nao siga em frente.É realmente uma afronta à natureza e em particular à nossa bela praia dos moinhos.
Tenho pena que ninguem tenha feito o mesmo esforço para que as obras do porto de pescas também nao seguissem em frente. porque aquilo sim é uma aberração!
Já olharam bem para a desgraça que ali está? até dá dó.
Sem dúvida que os pescadores tem direito a melhores condições para exercerem a sua profissão, mas não era preciso destruir a baia.
Enfim temos uns politicos da treta, que o melhor que sabem fazer é andar a comprar votos a uns e a outros, agora para defender a freguesia nunca dão a cara, ou então fingem nao ter poder para fazer nada.
Enfim é um mal geral nao é só da freguesia valha-nos isso!!!
Até uma proxima.
Silva disse…
Olá Pessoal, concordo perfeitamente com a vossa reavindicação, pois é um direito de todos cidadãos, eu não conheço o projecto, visto pela maquete em três dimenções não ultrapassa a cota dos paredões da sua envolvência isto visto do lado norte, visto do lado nascente, ninguem se aperceberá de coisa que venha descareterizar toda a sua envolvência; o que eu vejo e ningeum reavindica, e para mim é um crime de lesa cultura são a destruição de três moinhos de àgua sítios na Ribeira Sêca, um só tem residios dos alicérços o segundo ainda se vê o arco encoberto pelos seus escombros e o terçeiro logo ali abaixo, sem o telhado e os outros restantes parece que foram covertidos em habitação sasonal, isto é que mostra a história de um povo a quem nos vesita, pelos vistos não há quem faça abaixo assinados.
FMT disse…
Caro Blogger Silva, Se está preocupado com esses moinhos, deve então dar inicio a um movimento e petição que defenda esses interesses. O SOS porto formoso não é uma associação de petições nem nada que se pareça. É um movimento criado unica e exclisivamente para tratar os interesses relativos à requalificação da praia dos Moinhos. Quando diz "pelos vistos não há quem faça abaixo assinados" parece que alguém é que tem obrigação de saber essas informações e começar algo. NAO, todos somos cidadãos e temos o direito de nos manifestarmos, A chave está em cada um de nós. O protesto deve começar em SI!!!
deus2deus disse…
Apoiei a vossa causa contra a prepotência dos senhores de gravata e dos arquitectos do betão e do cimento.
O Porto Formoso agradece.

Adeus
marta disse…
Oh Senhor regedor, se nao fize-se parte da confraria do chá do Porto Formoso ainda se dava um desconto.
A noticia do dia 19 relativa à praia dos moinhos nao foi a primeira a focar o nome da nossa linda freguesia.
Então não sabe que a fábrica de chá do porto formoso foi alvo de várias noticias na tvi entre outras tvs?
Lembro-me perfeitamente também das cheias do coucinho terem sido noticia nacional. infelizmente pelas piores razões.
Até deu para ver que a jornalista da tvi andou entre o chá a fazer a reportagem!
Mas de qualquer forma é sempre bom divulgar o nome de uma freguesia tao bonita como a do Porto Formoso.
Até outra
FMT disse…
Infelizmente está a deixar de ser bonita!!! e a própria freguesia não se defende!!!
O Regedor disse…
Cara Marta,

sei que o Porto Formoso e o Chá Porto Formoso já apareceram em canais de televisão nacionais anteriormente, mas penso não ter sido num noticiário de horário nobre e sim em reportagens de outros programas acerca de turismo, eventos, nunca num telejornal. Enfim, posso estar enganado porque não vejo muita TV, por isso, mesmo comecei o post com "Talvez".

Espero que a partir de agora apareçam mais notícias sobre melhores assuntos.

Contudo, o mais importante não é aparecer na TV. O mais importante são as obras e essas ninguém as altera e assim vamos ficando com uma freguesia menos linda.


PS. O argumento de que as obras são para o turismo é do mais reacionário que existe. Então se um turista quer ver modernidade vem ao Açores?! Não será melhor ir a Nova Yorque, a Londres ou a Tóquio? O turismo que vem aos Açores quer ver e sentir a nossa tradição, cultura e natureza intacta, não quer ver cimento.

Cumprimentos
cantoneiro 2 disse…
grandes intelectuais que nós temos então o que fica melhor para quem nos visita, são umas retretes com os esgotos lançados para a ribeira e as crinças a brincar na mesma ou uns balneários com toda as condições higiénicas, meus senhores tenham moderação e não estejam a lançar para o exterior comentários destrutivos já disse e volto a repetir fizeram tanto barulho mas passei por lá e as obras estão a decorrer a um ritmo impressionante
cantoneiro 2 disse…
PERDEMOS - então sr Filipe e agora como ficamos?
naturalmente vais ficar melhor a repousar já que não é qualquer um que aguenta a pedalada que andavas a escrever comentarios (pois ora entravas como Filipe Tavares) - (ora entravas como FMT)- (ora entravas como SOS Porto Formoso)andavas muito stressado e isto faz mal á saude.
cantoneiro disse…
Esse cantoneiro 2 é mesmo tarouco. O filipe identifica-se enquanto tu apenas fazes comentários desatrutivos a coberto do anonimato.
Covarde.
Cantoneiro 2, mais valia ires ajudar a destruir a praia, com esses teus comentários. Põe os olhos em quem tentou fazer algo e ainda por cima deu a cara, numa terra em que todos se conhecem e um dia podem ter a "Faca e o queijo" na mão.
Caro Filipe, é com mta pena minha que assisto a um estagnar de subscrições na petição. As pessoas estão a baixar a guarda... É pena!
Este comentário foi removido pelo autor.
Cantoneiro2 és um cobarde. A qualidade dos teus pensamentos só mostra aquilo que tu és na realidade, um anónimo mediocre. Isto aqui não se trata de perder ou ganhar! infelizmente a tua insuficiencia mental não te permite chegar a essa conclusão.

Assino
Filipe Tavares
ou FMT (Filipe Machado Tavares) como me apetecer, tudo depende da conta google que estou a utilizar!!!

Quanto à petição, não ando a fazer campanha promocional. A petição irá seguir os caminhos que tem a seguir, tudo a seu tempo. Se perceberam o que foi feito até agora, certamente perceberão o que virá a seguir!

Abraço a todos!



já agora, certamente que já pensaram que os balneários são apenas o começo.

De certeza que outra obra na praia está para vir!!!

O acesso às ambulâncias!!!

Ouvimos dizer por aí que estas obras são necessárias para viabilizar um RESORT na zona dos Moinhos, que não teve parecer positivo do Ambiente!!!

E ESTA????
Até hoje, a CMRG nunca respondeu à proposta que fizemos!!! pedimos uma data para nos darem uma resposta e esta nunca foi concedida. nunca responderam ao email que enviamos. Consideramos esta atitude, completamente irresponsavel num sistema Politico que supostamente é DEMOCRÁTICO!

A CMRG não nos dá ouvidos!
A CMRG faz o que quer!
Já fui 2 vezes à CMRG pessoalmente para falar com o Presidente Ricardo Silva, ainda não foi possivel marcar uma audiência.
NÃO SEI PORQUÊ???
cantoneiro 2 disse…
nunca foi minha intenção magoar alguém é a minha opinião e tenho que respeitar a dos outros com vocês também têm que respeitar a minha puro e simplesmente isso mas para parece que para algumas pessoas deste blogger funciona desta maneira «quém não está comigo é contra mim» assim não Viva á liberdade de expressão
certo disse…
Só agora percebi que a correspondência foi feita por email! Caros amigos, só se responde a algo que chega por email se se quiser, ainda não é considerada uma forma legal para oficializar algo a uma Câmara Municipal ou Assembleia. É uma jogada da treta por parte da Câmara, mas legal. Têm que enviar por carta regisdtada!

Aguardo uma resposta de um ministro em funções há quase dois anos, e já sei que nunca irei receber uma resposta.
Caro Certo, percebo o teu ponto de vista, contudo foram feitas inúmeras chamadas telefónicas para reforçar os pedidos feitos por email. independentemente se conta ou não, todas estas pessoas sabiam perfeitamente o que se passava, se não quiseram responder não foi porque não receberam ou porque têm uma lei que lhes dá esse direito. Se não querem responder, então porque disponibilizam um endereço de email nos contactos da CMRG???
Não é por aí!!!
certo disse…
Concordo contigo caro Filipe, mas por isso digo que é uma "jogada da treta". É vê-los...
JASRAPOSO disse…
A Câmara Municipal reuniu esta semana no Porto Formoso e deslocou-se à Praia dos Moinhos para verificar o andamento da obra de remodelação dos balneários.

Enquanto a saga do balneários prossegue, vai iniciar-se na próxima Segunda-Feira a pavimentação em asfalto da Rua Nossa Senhora do Carmo. Posteriormente será a Canada das Gentes a ser beneficiada com um novo pavimento.

A par disto, já foi concluido o processo do parque de campismo que vai ser presente às diversas autoridades para parecder. Vamos a ver se desta vez é que o parque vai a bom termo.
deus2deus disse…
Mais uma obra da treta!!
Pôr asfalto na canada das gentes e na canada do cemiterio para quê?
Até parece que passam lá 30 camiões por dia.
Deviam fazer um saneamento básico em condições isso é que era preciso. Uma freguesia sem saneamento básico não é coisa de aceitar nos dias de hoje!

Adeus
É para remediar... está-se mesmo a ver. gostava muito de ver esse projecto do Parque de Campismo, e orçamento!!! Espero que tenha pouca iluminação e sem escadinhas e rampas por todo o lado!!! Vamos ver quanto irá custar um simples parque de campismo!!!
Sr. JASRAPOSO!!! A Obra não é de remodelação, mas sim de contrução de novos balneários.
É frustrante! Estive à momentos na praia e estou sem palavras...
A ribeira desapareceu... A futura escada termina a meio da praia, e o que (penso eu) serão os futuros balneários, parecem armazéns...
É desolador!!
Quanto ao parque de Campismo escrevam o que vos digo. Só vai dar chatice. Pq? Porque os mesmos que reclamam um parque om mais condições, são tambem aqueles q estão habituados a não pagar para fazerem umas férias giras no Porto Formoso, e quando houver obras e melhorias no parque de campismo o mesmo estará às moscas.
Gosto do modelo de Parque de Campismo que anteriormente o Filipe Tavares idealizou. Sem grandes gastos e pouco impacto na natureza, e com conforto q.b., para quem quiser fazer uma férias diferentes na natureza, dita intacta.
Mas com a MERDA que estão a fazer na praia, julgo que quando a CMRG puser as mãos no parque, o resultado vai ser o mesmo.
Mas isso, talvez nos preocupe só nas próximas eleições autárquicas, ou seja, daqui a 4 anos, já que por agora o presidente está completamente interessado em dar cabo da praia...
Sá Couto disse…
Ganhámos!
Ganhámos a consciência de sermos lúcidos;
Ganhámos a lucidez de sermos conscientes.
Perdemos a Praia que tínhamos;
Perdemos a Câmara que julgávamos ter e, na próxima época balnear vamos ver a "porcaria" dos balneários que nos "limparam";
antes fezes na levada!
Atrás de tempo, tempo vem...mas virá o tempo que limpará a "porcaria" que nos "defecaram" na Praia dos Moinhos!
Por vezes, às vezes, perder é a única forma de ganhar!
Sá Couto
certo disse…
Sem querer ferir susceptibilidades gostava de dizer algo e talvez levantar uma questão para debate:
Os turistas que adoram a "natureza intacta" são de facto os que vêem com botas cheias de esterco para cá, compram a comida no hiper e não gostam de pagar parques de campismo. Estes normalmente não deixam quase nenhum dinheiro a não a ser a alguns particulares...
Os Turistas que fazem desenvolver a região (e admitamos, pelo menos quase todos, que ninguém quer o turismo só para mostrar a sua terra...) são os que gostam de empreendimentos como a praia de santa bárbara e parques de campismo com condições, além de bons hotéis (de preferência com SPAs excelentes). No meio disto é também muito interessante ver toda a outra «"natureza intacta" com retoques», como os trilhos ou as lagoas.
Publicamente assumida, é esta a estratégia governamental do governo dos Açores (com a qual devo dizer que concordo q.b.). Um exemplo desta estratégia é a contrução do "Mónaco" em Ponta Delgada, ou também a SPA (muito interessante) das Furnas.
Quem chega à Madeira e fala dela poderá achar bem o seu desenvolvimento, mas também há que relembrar que o que mais se vê são coisas do género das que se relatam neste blog.
O Regedor disse…
Caro professor Sá Couto,

é esse o espírito deste post!
Perdemos a luta, mas ganhamos dignidade e saímos de cabeça erguida!
No futuro não somos nós que vamos ter vergonha daquela "coisa" que estão a construir.

Virá o tempo em que alguém vai dizer:
- quem foram os tolos que contruiram isso?
- foi a Cãmara. sabes que na altura muitas pessoas meteram-se contra as obras e ninguém ligou?


Caro Sá Couto, tem toda a razão:
por vezes perder é a única forma de ganhar!

Cumprimentos
Este comentário foi removido pelo autor.
Caro Certo, agradecia que refletisses um pouco sobre "Lobby da contrução civil". Que avaliasses o que acontece na Madeira, nas Canárias, em Ibiza... etc etc... o nosso povo está a léguas de distância de poder receber, e de tirar rendimentos do receber. desenvolve-se a área do turismo e esquecem-se outras tão mais importantes para o desenvolvimento do povo Açoreano. Se no mundo de hoje onde se fala tanto do aquecimento global, da preservação do ambiente, energias alternativas, etc etc deviamos todos ter muito mais cuidado nas nossas intervenções. A requalificação da Lagoa das Furnas é um atentado gravissimo, a Fajã do Calhau é um outro, (daqui a algum tempo aposto que será um resort). Nós devemos sim, manter a nossa paisagem intacta, e as obras que sejam necessárias, devem ser discretas e reduzidas ao minimo indispensavel, devem estar camufladas na nossa paisagem em vez de previligiar os egos dos nossos Politicos e arquitectos... Obras como os Balneários da Praia dos Moinhos, mostram uma arrogância enorme, mostram que os politicos continuam a querer ganhar votos mostrando obra, mesmo que tenham de intervir de uma forma egoista e inconsciente.

Já pensaste que esses balneários poderiam ter sido embutidos no terreno da esplanada do bar???

Estamos a falar de 500.000€. Com tanto saneamento que é preciso por aí...

Não achas que mereciamos um plano B de forma a contentar quem se manifesta??? ou devemos pura e simplesmente aceitar tudo o que nos querem dar???

O Turismo trás dinheiro a pouco gente! A receita já foi testada muitas vezes. Os Pobres ficarão mais pobres e esquecidos, a criminalidade aumentará, A região será usada, destruida, e depois ficará como as Canárias, com as praias e hoteis vazios. E não te esqueças que aqui o Sol espreita pouco!!! não estamos a inventar nada, isto já foi inventado e já mostra resultados há muitos anos!!! Basta olhar para o Lado.

Na entrevista que dei no "bom dia", referi que a Madeira era a Região mais Pobre de Portugal, confesso que me enganei. É sim, a Região com mais Pobres de Portugal (entre 50 a 80 mil, cerca de 20 ou 30% da população da Madeira). pensa lá porque razão os pobres ficaram mais pobres?!?!?! Em segundo lugar estão os Açores.

O nosso território se se mantiver intacto será um chamariz para o turismo, e justificará os preços das passagens porque Natureza Intacta é algo que este mundo está a perder de dia para dia!!! Vai haver muita procura para a Paisagem natural VIRGEM!!! Está tudo farto de Betão!!! E nós o que fazemos??? Destruimos a Galinha dos Ovos de Ouro!!!

Estes pobres que vêm dos paises Escandinavos, estão chegando e estão logo condicionados ao roteiro do operador!!! autocarro pra dentro, toca para o restaurante X, hotel Y, Wail watching Z, tiram uma foto na lagoa do fogo (onde o condutor nem desliga o motor) e zisca de volta a casa!!! Onde é que ganhou dinheiro o AMARAL??? O JORGE??? O EMIGRANTE??? e o José POVIM????

Entretanto as populações vão sofrendo a tal lavagem cerebral... é para o turismo, é para o turismo.

Eu quero mais é que o turismo se lixe, e que se salve a nossa terra, que é incomparavelmente linda!!!

Lobby da Construção - presta atenção!
JAGPacheco disse…
Em vésperas de 25 de Abril gostava de dar os parabéns á “Casa da Mosca” e ao “SOS Porto Formoso” pelo bom exemplo de cidadania e maturidade democrática.
Creio que após esta pequena grande revolução muitos mais projectos serão “expostos para consulta pública” nas sedes das juntas de freguesia ou por via virtual.
Como aqui já foi dito “ganhamos” e ficará a ganhar esta ilha de que tanto gostamos.
falange disse…
A forma como interpreto toda essa situação, não retira em nada toda a adimiração que eu tenho pela Praia dos Moinhos.
Faz todo o sentido, defender algo que por si só não consegue defender-se. A Natureza não consegue defender-se das decisões dos seres humanos. Porém, ela pode muito bem destrui-las.
Perante a indiferença democrática da Cámara da Ribeira Grande, fico sem compreender que raio de ideologias ainda existem no seio dos partidos.
Para quem seja militante ou "aconchegado" do partido socialista, neste caso, poderá estar vendo nesta situação uma espécie de "adultério partidário". Se for o caso, o divórcio só terá o preço de uma consciência lúcida.
As pessoas que fazem das diferentes ideologias politicas as bases dos seus pensamentos, reduzem a sua capacidade de serem intelectualmente livres. Torna a consciência refém de ideias pré definidas, que distorçem a realidade.
Perde-se sensibilidades, emoções... sensações que no fundo estão para o raciocínio como o golo está para o futebol. Utilizo o futebol como comparação, porque os politicos ( aqueles gostam de futebol) também festejam um golo como o povo festeja.
O povo merece o respeito que tem uma simples cruz num quadradinho.
É urgente ser-se sério. Por isso, sinto-me a pessoa mais séria do mundo quando me lembro em preocupar-me em não votar.
Se "por vezes perder é a única forma de ganhar!", digo, que não votar será a unica forma de mostrar no que acreditamos.
Se o 25 de Abril de 1974, veio proclamar os valores da liberdade, então sinto-me livre para exprimir toda a minha relutância perante todo esse teatro politico.
Se um dia eu sentisse que tinha jeito para ser actor, de certeza que pensaria em ser politico.

Um abraço.
Falange!!! Estou verdadeiramente sensibilizado com as tuas palavras!!! tanto que fiquei sem palavras!!!

Parabéns por um desabafo tão lúcido, coerente, e verdadeiro!!!

Filipe Tavares
marta disse…
Tenho andado a constatar por terras e por mares, que muita gente anda irritado e até mesmo desiludido com a indiferença da camara municipal e da junta de freguesia do porto formoso. resta saber se esta desilusao permanecerá na hora de todos nós cumprir-mos o nosso dever civico, ou seja, VOTAR.
Um bem haja a todos e espero que as cores politicas mudem nas proximas legislativas.
marta disse…
Concordo plenamente contigo, Filipe, o Turismo é bom para o desenvolvimento mas atenção não é a peça chave.
claro que é sempre bom ver os turistas a passear na nossa freguesia, até para nós habitantes é um orgulho, mas com o andar da carruagem cada vez vamos ver menos turistas. Os turistas de hoje estão fartos de olhar para muros de betão, querem sim ver a nossa natureza intacta. Nua e Crua.
A todos os que se empenham em levar o protesto para a frente um bem haja, mesmo aqueles que não fazem nada pela freguesia mas quando é para aparecer na TV lá estão.
XAU
deus2deus disse…
O Sá Couto e o falange fizeram dois comentários espectaculares, daqueles que fazem valer a pena vir ler o que aqui se escreve.
Muita qualidade e inspiração resultam de cabeças que pensam e não estão debaixo de nenhuma condição! Livres como a liberdade.

Percebi tudo o que o falange disse, mas não concordo em não votar. Não votar não conta.
O que conta é votar em branco... que quer dizer que olhei para o boletim e nenhuma daquela gente merece o meu voto.

Adeus
certo disse…
Pois... e ficamos todos nesta de não decidir porque é mais fácil e toca a votar todos em branco. Que se volte numa alternativa tudo bem, que se ache que votar emm branco toda a vida jã não acho bem, como acham que não votar não conta!
Tenho pena de o meu voto não ser tão decisivo ou sequer contar para esta pol´mica decisão, mas que de turismo não queremos nada também não posso acreditar!
Sugestão: Caro regedor mude o tipo de post porque isto já deu o tinha a dar, apesar de acharem que apoio o presidente digo e repito, votem tudo menos PS para a câmara municipal! Atrevo-me a dizer: já não se via deste tipo de jogada (a das obras) desde o tempo do hermano mota ou do joão manuel!

PS- não tenho pena nenhuma se os meus comentários neste blog não são apetitosos como outros, mas... quero lá saber!
certo disse…
Se eu soubesse muito bem fazer as contas de um sector da conbilidade de uma empresa e não soubesse noutros sectores o que achariam? é bom em algumas partes mas não serve para o todo. é o que tenho a dizer sobre criticarem as obras na praia e não criticarem mais nada além disto. e as ais casas ilegais, etc... Ah! Toca no "amigo meu"!
E tenho dito para não (me) chatear mais!
Pelo que sei, as Obras detectadas como ilegais, foram alvo de processos instaurados pela Inspeção Regional do Ambiente. Se não foram demolidas, é por razões que desconheço. Se as entidades competentes não tomam as medidas certas face às ilegalidades, estamos perante um problema grave, de favoritismo, ou legal em termos judiciais, com recursos atrás de recursos. Pelo que ouvi dizer, o Snack Bar da praia dos moinhos tem dois processos instaurados... mas não sei em que pé as coisas andam. O que quero dizer também, é que, apesar de já haver obras de má qualidade e ilegais, não nos imepede de combater outras que se avizinham. Mais incrivel é que tudo se sabe nesta terra, e dá nojo de pensar que as coisas funcionem da forma como estão a funcionar!
JASRAPOSO disse…
O episódio, historicamente verídico, que ora tenciono narrar, ocorreu durante
a Segunda Guerra Mundial, na freguesia do Porto Formoso, pertencente ao
concelho da Ribeira Grande, em S. Miguel dos Açores.
P’ra avivar a memória, vamos recuar ao ano de 1944, numa noite de Fevereiro...
Ao largo do Porto Formoso, os tripulantes dum barco de pesca avistaram uns
“flares” (sinais luminosos), aproximando-se lentamente na vastidão do mar. Era
já madrugada quando os pescadores se aperceberam tratar-se dum “life-boat” à
deriva. A bordo encontravam-se 13 náufragos, totalmente exaustos e sem forças
p’ra remar.
Rebocados p’rà praia pelos pescadores, os náufragos estavam tão enfraquecidos
que não conseguiram saltar do “salva-vidas”, e simplesmente tombaram na
areia desfalecidos.
Acudiu, então, gente da terra em socorro dos náufragos, servindo-lhes café
bem quente e cobrindo-os com roupa e agasalhos. Entre o pessoal, que acorreu ao
local, encontrava-se António de Lima Raposo, proprietário do barco de pesca.
Lima Raposo (já falecido) exerceu em vida as funções de presidente da Junta
de Freguesia e de vereador da Câmara Municipal da Ribeira Grande. Foi ele quem
procurou falar em inglês com os náufragos e arranjou-lhes pousada p’ra
descansar.
Atempadamente ficou-se a saber que os náufragos eram membros da tripulação
dum cargueiro sueco, acometido no Atlântico por um submarino alemão, que os
obrigara a abandonar o navio, torpedeando-o logo após os tripulantes serem
lançados à deriva, em dois salva-vidas.
Um dos barcos foi parar na Nazaré, Portugal continental, enquanto estoutro
alcançou o Porto Formoso ao fim de três semanas. Há cinco dias que os náufragos
não tinham comida e já sem água há dois dias.
No dia seguinte ao salvamento dos náufragos, chegava a Ponta Delgada um navio
sueco. Lima Raposo levou-os a bordo, de regresso à terra natal. Durante
muitos anos foi trocada correspondência entre os náufragos e Lima Raposo.
Presentemente, deste memorável episódio, resta apenas uma garrafa de
“scotch-whisky”, ofertada pelos suecos e que se encontra ainda hoje (sem abrir) na
posse do filho, o Gil (Gilberto) Raposo, residente em San Leandro da
Califorlândia. A ele devo o crédito desta narrativa.
Natural do Porto Formoso, onde nasceu em Dezembro de 1935 (a mãe era natural
de Portsmouth, Rhode Island), o Gil emigrou em 1954 p’rà Califorlândia, na
companhia dos pais. Aqui casou com Pat (Patricia) Souza (neta de açorianos) e
prestou serviço militar (1958-1960) na Alemanha.
Fui eu quem presidiu às exéquias do pai e da mãe (dele e dela), quem oficiou
ao casamento da filha (Cindy) e quem baptizou a netinha (Jennifer). Conheço o
Gil Raposo desde 1947, quando ele veio à Ribeira Grande “fazer o exame” da
quarta classe, e ficou hospedado (com mais 4 colegas) na casa dos meus pais na
Rua da Ponte Nova.
É plausível que este episódio dos náufragos suecos haja sido comentado no
noticiário da imprensa regional. Porém, não tenho a mínima ideia. Ao tempo, o Gil
e eu andávamos a soletrar na instrução primária e a contas com a tabuada!

A Senhora do Sameiro
Tem um rosário comprido,
Que lhe deu um marinheiro
Que andou no mar perdido.

Minha Senhora d’Ajuda,
Ajudai o meu irmão
A lutar no mar
C’um submarino alemão.

Que linda maré que leva
O barco do meu João!
Em cima da proa leva
A Senhora da Conceição.

S. Gonçalo já foi frade,
Agora é marinheiro;
Agora vai p’ra contramestre
P’ró Rio de Janeiro.

Ó rapaz, que vais ao leme,
Olha o que levas na mão!
Por um pequeno descuido
Se perde uma embarcação.

Anda lá, rapaz do mar,
Ao leme dessa fragata;
Manda lá o campónio
P’rà vinha sachar batata.

O meu amor é do mar,
Anda a aprender a marujo;
Se ainda me der na cabeça,
Abalo com ele e fujo.

Adeus, vou embarcar,
Pede a Deus a minha sorte:
Se eu vier e tu solteira,
Serás minha até à morte.

Texto do escritor Ferreira Moreno publicado num jornal dos EUA
JASRAPOSO disse…
Miradouro de Santa Iria
Natureza | Miradouros

Nas proximidades da pitoresca localidade de Porto Formoso, no concelho da Ribeira Grande, é um excelente miradouro com belíssimas vistas sobre a costa norte.
que o parque vai a bom termo.

Gostei de ver este texto com fotografia, num livro sobre o turismo em S. Miguel.

Finalmente alguém reconhece que o Miradouro de Santa Iria fica localizado na freguesia do Porto Formoso
JASRAPOSO disse…
Edital - Concessão para a utilização privativa do domínio hídrico (Praia dos Moinhos)
--------------------------------------------------------------------------------



JORNAL OFICIAL

D.R. DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DOS RECURSOS HÍDRICOS
Edital n.º 7/2009, de 7 de Abril

Para efeitos do disposto no n.º 3 do artigo 68.º da Lei n.º 58/2005, de 29 de Dezembro, torna-se público que deu entrada na Direcção Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos, da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, um pedido de utilização privativa do domínio hídrico formulado pela Câmara Municipal de Ribeira Grande, relativo à requalificação urbanística da zona balnear da Praia dos Moinhos, localizada na freguesia de Porto Formoso, concelho de Ribeira Grande, na ilha de São Miguel.

A requalificação urbanística da zona balnear da Praia dos Moinhos é referente às seguintes
intervenções:

- Beneficiação do acesso pedonal entre o arruamento e o areal através da execução de infra-estruturas de recolha de águas pluviais, renovação dos equipamentos de iluminação exterior e repavimentação;

- Execução de uma zona de estacionamento destinada a entidades oficiais e instalação de recolha selectiva dos lixos no lado sul da via;

- Criação de acesso à praia através de rampa e novas escadarias e execução de um percurso pedonal ao longo do areal, em madeira e amovível;

- Demolição dos actuais balneários e a criação de novos no seu lugar;

- Criação de apoios destinados ao ISN, arrecadações e serviços de manutenção;

Mais se informa os interessados que dispõem de um prazo de 30 dias contados a partir da afixação do presente edital e da sua publicação em Jornal Oficial, para apresentação de pedidos para a execução do mesmo propósito.

A apresentação de novos pedidos deverão ser dirigidos, por qualquer meio e sob a forma escrita, aos seguintes serviços:

- Direcção Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos, sita na
Avenida Antero de Quental, n.º 9-C, 2.º Piso, 9500-160 Ponta Delgada, ou através do
endereço de correio electrónico sram-drotrh@azores.gov.pt,

- Serviço de Ambiente de São Miguel, sitos na Avenida Antero de Quental, n.º 9-C, 2.º
Piso, 9500-160 Ponta Delgada.

26 de Março de 2009. - O Director Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos, João Luís Roque Baptista Gaspar.



SE AINDA HOUVESSE DÚVIDAS.....
deus2deus disse…
Ninguém tem dúvidas! esse edital prova que a obra só podia ter começado no dia 7 de maio.
E o presidente da câmara ainda vem para a televisão dizer que está tudo dentro dos procedimentos legais!!!!
Das duas uma: ou é mentiroso com as letras todas ou é imcompetente.

Voltamos ao tempo das falcatruas do Psd. A câmara da ribeira grande não tem remedio.

Adeus
px disse…
Betão da praia, quanto mistério no seu silêncio esconde...
Mistério do Arquitecto que o beija e se vai sem dizer onde...
Mistério da Câmara que o acaricia e quase o enlouquece...
Mistério do Presidente que o aquece e depois no infinito desaparece...
Aos Pescadores, que só queriam um tractor bom para varar os barcos, O Governo ofereceu a destruição de um porto histórico e emblemático. Único por ser de areia!!!

Aos banhistas que só queriam umas casas de banho em condições, A CMRG ofereceu uma edificação totalmente estranha ao contexto da praia. Não resolveu o principal problema de poluição das águas e areia daquele local. E gastou 500.000€ para roubar a beleza a um local que em geral todos queriamos que se mantivesse intacto!

Que mais irão fazer???

Adulterar a toda a nossa paisagem como fizeram na Costa Sul???

A Natureza deve ser adulterada para que os Politicos possam provar ao povo que se fez obra???

A Natureza deve sofrer por causa da falta de maturidade ambiental de quem nos governa???
marta disse…
Caro Deus2, falar nao custa nada.
como deves bem saber qualquer pessoa pode muito bem concorrer para a Camara Municipal já que nada te agrada entao concorre, e faz melhor do que aquele que está e do que aquele que lá estiveram.
cumprimentos
deus2deus disse…
Senhora Marta,

só não me agrada ser enganado pelo presidente da câmara no qual votei.
Estou no meu direito, mas ele não tem direito de nos enganar (mentiu com todos os dentes) a todos.

Adeus.
deus2deus disse…
Senhora Marta,

só não me agrada ser enganado pelo presidente da câmara no qual votei.
Estou no meu direito, mas ele não tem direito de nos enganar (mentiu com todos os dentes) a todos.

Adeus.
cantoneiro 2 disse…
Sr.Filipe, SOS Porto Formoso, FMT estás a ficar um homem perigoso raivoso a lançar terror em tudo o que se faz na freguesia para o exterior (queria dizer para as pessoas que vivem no Canada ou América como outra qualquer parte do Mundo onde este excelente Blogger é visualizado) até agora falavas mal das obras na Praia agora estás virado para o Porto de Pescas tem cuidado contigo esta vida só dura dois dias e este já vai na conta, mas vamos ao que interessa: No que respeita ao Porto de Pescas dizes o seguinte na qual transcrevo:

« Aos Pescadores, que só queriam um tractor bom para varar os barcos, O Governo ofereceu a destruição de um porto histórico e emblemático. Único por ser de areia!!!»

É totalmente falso a tua afirmação estás fora do contexto vem falar com os pescadores e pergunta ao Sr Eugénio e ele já te diz á quantos anos tem um tractor e mesmo com o tractor os problemas que existem para varar os barcos, pergunta ainda as condições de trabalho no Porto de Pescas más bastantes más os pescadores estão aqui a trabalhar como se vivia na idade da pedra (que aliás como tú gostas tudo na origem/vigem)agora com as novas obras vamos ficar com:
Uma rampa de varagem
Com casas de apresto
Com quartos de banho
Com um cais de encosto pra grandes embarcações
Com um cais de encosto pra a pesca desportiva.

Mas para ti os pescadores não merecem melhorias já estás a falar mal e a lançar confusão na obra do
Porto de Pescas OS PESCADORES DO PORTO FORMOSO MERECEM AS OBRAS QUE ESTÃO A SER FEITAS OU QUERES QUE ELES CONTINUAM A VIVER NA IDADE DA PEDRA.

Quero-te avisar não briques com os pescadores do porto Formoso eles são pessoas com bastante dignidade e mercem o respeito de todos estão a lutar pela melhor qualidade de trabalho, esperamos a tua visita mas tem cuidado na Praia dos Moinhos foste corrido a cacete pelo Sr José Soares aqui não existe cacetes mas existe ainda alguns remos fortes e pesados.
JASRAPOSO disse…
Não sou um grande apreciador da gestão do actual elenco camarário do concelho da Ribeira Grande, apenas critico o seu presidente porque é ele o chefe da equipa.

Já neste final de mandato podemos dizer que o presidente teve uma actuação positiva, mas alguns vereadores ficaram muito aquém daquilo a que eram obrigados.

A discordância para com o dr. Ricardo Silva deve ser feita apenas na área política e nunca com adjectivos pouco recomendáveis como os que foram aplicados na discussão sobre os balneários da Praia dos Moinhos.

Apesar de tudo o que se escreveu, penso que o dr. Ricardo Silva tem todas as condições para ganhar novamente a câmara da Ribeira Grande e com mais votos do que actual mandato. Basta para tal uma pequena remodelação na sua equipa.
observador disse…
Começaram as obras na R. nossa Sra. Do Carmo É ou Não É estratégia politica!?! às Crianças dá-se bonbons, à Populaçâo dá-se 1graxa alcatroa-se 1 rua. Tristezas de politicos.
Ó cantoneiro, o que disse foi com base na opinião de pessoas que trabalham no porto de pescas!!! consulta também os jornais, e vais encontrar vários descontentamentos. Eu estou próximo do Porto Formoso, e das suas gentes, porque respeito e tenho orgulho em dizer que amo a freguesia e os tempos que lá passo. Faz o favor de não me acusares de querer que os pescadores não tenham melhores condições de trabalho, porque isso não é verdade... Os pescadores merecem sim, condições para a prática da sua actividade. Na entrevista que dei, podes averiguar que eu defendi investimentos na área das Pescas e agricultura!!! Outra, não fui corrido da praia dos moinhos, mas sim da esplanada da personagem a quem te referiste no teu comentário. Digo mais, este Sr. em frente da jornalista da TVI, ameaçou bater-me com um pau, por eu ter dito que a obra da CMRG estar tão ilegal quanto a casa e o snack bar dele, que têm processos no Ambiente. A atitude do Sr. só me deu vontade de rir, e tive que sair pois tinha que dar a entrevista. No entanto nada me obrigava a sair daquele bar, porque é um local público e a funcionar dentro do horário. Tens de admitir que é uma grande contradição o facto de um homem que toda a vida escreveu para o jornal a contestar as obras ilegais daquela praia, seja autor de 2 obras ilegais no mesmo local!!! No entanto tem problemas com a IRA e está a apoiar esta obra com toda a força!!! Mais estranho ainda é o facto de me ter dado os parabéns pelo acto de cidadania, intimidou-me alegando que tinha um jornal de grande tiragem, e publicou no seu jornal de publicidade um artigo vergonhoso sobre os cidadãos que se manifestam, onde alega por outras palavras que é tudo uma cambada de drogados!!! Isto é maquiavélico!!!

ENTENDESTE???

A atitude do Sr. Soares foi vergonhosa, e a meu ver perdeu toda a razão.

Quanto aos pescadores do Porto Formoso, que tenham muita saude e sucesso, e eu irei continuar a lá ir, porque não estou a ofender ninguém, antes pelo contrário, estou a defende-los. E tu devias perceber que o Porto está mal feito, e que ninguém contraria o facto de que os pescadores precisam de melhores condições de trabalho. Uma das coisas que incomoda os pescadores é que ninguém lhes deu ouvidos...

Portanto agradeço que não me acuses de coisas que não faço!
AÇOREANO ORIENTAL de 28 de Abril

Petição “SOS Porto Formoso” vai ser entregue no Parlamento

Regional | 2009-04-27 22:03

Responsáveis pelo documento online, com cerca de 600 subscritores, estão a ser ouvidos pelos diferentes partidos com assento parlamentar. Segunda-feira foi a vez do PS e do PCP, que adoptaram posturas diferentes nesta matéria.

Os autores da petição online "SOS Porto Formoso", que já soma cerca de 600 assinaturas, foram recebidos segunda-feira na delegação de Ponta Delgada do Parlamento dos Açores pelos grupos parlamentares do PS e PCP.

Estão também previstas para terça-feira audiências com os restantes partidos com assento parlamentar.

Catarina Furtado, da bancada da maioria socialista, não se pronuncia para já sobre a petição, uma vez que esta ainda não deu entrada no Parlamento.

"Ficamos a aguardar que a petição baixe à respectiva comissão parlamentar, uma vez que ainda não é conhecido formalmente o texto da mesma", referiu a parlamentar.

Catarina Furtado declara que o PS vai esperar para ver se a petição que está online tem o mesmo texto.

Aníbal Pires (PCP) registou a "grande preocupação" do "SOS Porto Formoso" em relação ao projecto de requalificação da Praia dos Moinhos.

Salvaguarda que os peticionários manifestaram uma "grande vontade" de ser ouvidos e referiram a razão de estarem contra aquele tipo de intervenção em concreto.

"Não estão contra uma intervenção na Praia do Porto Formoso, mas sim à forma como ela está a ser feita".

Aníbal Pires ressalva ainda que, "ao que parece, a obra enferma de alguma ilegalidade".

O deputado conclui que "o facto de não se envolverem as pessoas nestes projectos e nas tomadas de decisões parece-me que é enfraquecedor da própria democracia".

Aníbal Pires defende que este tipo de exercício político "será sempre penalizado, mais cedo ou mais tarde". Na leitura do movimento "SOS Porto Formoso", as características do referido projecto "poderão de alguma forma questionar toda a zona, sendo este o momento exacto para nos juntarmos e lutarmos para a defesa e qualidade da nossa orla costeira". Na petição refere-se que "o nosso objectivo é exigir aos responsáveis pela obra, a Câmara Municipal da Ribeira Grande e a Ribeira Grande Mais, uma reavaliação do projecto".

Os peticionários pretendem proceder à sua alteração de forma a encontrar-se uma solução que defenda o enquadramento da infra-estrutura, salvaguardando o património Natural bem como a identidade do local.
cantoneiro 2 disse…
Caro sr Filipe falaste falaste falaste mas disseste nada é pena assim não dá
Olha Cantoneiro2 penso que será melhor discutirmos atravéz de email.

sosportoformoso@gmail.com

Escusamos de estar aqui a preencher este espaço com esclarecimentos que ambos pretendemos dar um ao outro. Agradecia que enviasses um email para falarmos destes assuntos a titulo particular. Depois poderás tirar as tuas conclusões. faço isso porque pelo que percebi não me fiz entender muito bem com o meu comentário!!! Foi um comentário um pouco simbólico. que se traduz no facto de que não era preciso destruir na totalidade um local tão bonito como o porto de pescas do Porto Formoso, para se criar melhores condições para os Pescadores, que bem merecem.

Não sei quais os conhecimentos que tens sobre arquitectura, mas quero relembrar-te de que existem várias formas de intervir no mesmo espaço, e pelo que sei, existe muita contestação por parte dos pescadores. Espero que desta tenhas percebido!

obrigado
Filipe Tavares
Pelo que me contaram, a Baia Formosa, Local onde existe o Porto de Pescas do Porto Formoso, era conhecida como bela e segura, a única baia da Costa Norte que oferecia segurança para a saída dos pescadores em alturas de maresia (mar ruim). A configuração dos pontões da recente obra, inviabiliza por completo o que atrás foi afirmado, porque o mar forte (Norte) cria uma corrente tremenda entre os dois pontões. Esta é uma das queixas dos Pescadores!!!
Já viram como tratam as pequenas vilas pitorescas na costa de Itália??? os seus portos tradicionais como estão??? estes sim, sabem dar valor ao que os antepassados construiram! O que há de novo a construir é feito a pensar na preservação do existente. Chama-se a isso - Delicadeza na intervenção!!! O tipo de construção que tem sido feito na nossa costa, é para muitos o massacre do melhor que nós temos, os locais onde a terra comunica com o mar... Querem mesmo que a nossa paisagem Natural, e a genuinidade do nosso povo sejam completamente transformadas???

Vejam lá o que diz o DR. Peter Nijkamp convidado pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Regional para debater o tema "Turismo e sustentabilidade". Está na pagina 2 do Açoreano Oriental de 28 de Abril.

A preservação da nossa Paisagem, Cultura e Habitos Sociais é o ponto forte da nossa Região e a chave de sucesso para um turismo único. A chave está na interacção dos turistas com o nosso povo, e não em proporcionar viagens altamente desinteressantes de autocarro a locais que se podem comprar nos postais!!! Imaginem a aventura que seria para os turistas terem a oportunidade de sair umas horas com os pescadores, e participar na pesca artesanal??? Imaginem todas as freguesias dotadas de Turismo rural, onde se promove a cultura da terra, onde se partilha os conhecimentos dos mais velhos, habituados ao clima, pragas, e aos truques da terra, imaginem que agradavel seria para os meninos das grandes cidades poderem ter a oportunidade de ordenhar uma vaca, Imaginem como seria interessante os turistas confecionarem queijo fresco de cabra e saborearem o mesmo ao pequeno almoço. Ponham-se no lugar deles, imaginem que visitam um local para passar férias, ver a natureza, e deslumbrar-se com os usos e costume s de um povo. Imaginem que visitam os Açores, S.Miguel por exemplo!!! não se vão sentir enganados pela publicidade????

Acham que eles vêm pra cá ver o quebramar de betão??? A casa de banho do Sr. Arquitecto??? Acham que os turistas vão ficar contentes por ver um povo com dificuldades básicas, pouco feliz na sua maior parte, e incompetente a nivel de serviço turistico????

Ainda me lembro que no verão passado fui servido num restaurante da Povoação por uma menina que usava headphones para ouvir o conteudo do seu mp3 player. O prato demorou 45 minutos a chegar, e comi um bife completamente martelado de cima abaixo... Prometi a mim mesmo que nunca mais voltaria a esse restaurante.

Enfim...

Filipe Tavares
marta disse…
Mais uma vez estou plenamente de acordo com o Filipe Tavares,infelizmente existem entidades, nomeadamente a Camara Municipal que embargam obras por muito menos, enfim eles andam a ganhar tempo.
Quanto ao Sr.Soares é dos tais que so parecem para dizer asneiras, raio de jornalista aquele.
Se tivesse no lugar dele calava-me bem calado, pois o seu estabelecimento nao serve de exemplo para nada.
Não me admira nada que tenhas sido corrido com um pau, enfim é tipico de gente que nao gosta de ouvir as verdades pois estas tiram-lhe horas de sono.
Não sei como é que há gente que consegue viver assim.
Enfim, lá foram hoje mais não sei quantos camiões de cimento para lá.
Dinheiro público a ser gasto em obras da treta.
Fica a pergunta: ONDE ESTÁ A CRISE????????
deus2deus disse…
Ja se sabe! quem tem obras ilegais não se importa que a câmara tenha!

Peço desculpa se chamei mentiroso ao sr. Presidente. O que queria dizer é que ele ele mentiu na televisão quando disse que estava tudo legal ou então é imcompetente porque não sabe das leis com que tem de se reger.

Desculpem as minha palavras fortes, mas estou muito triste com esta câmara. Levamos anos para fazer uma mudança para o PS e tudo ficou na mesma!
Volto a repetir: não gosto de ser enganado pelas pessoas que votei nelas!
Adeus
marta disse…
Cada vez mais sinto a necessidade de pensar de forma diferente. Sempre fui do mesmo partido nunca votei noutro a nao ser naquele que sempre me identifiquei.
Infelizmente os partidos (seja ele qual for)nos dias de hoje nao tem qualquer credibilidade, basta ver as desavenças que existem dentro dos mesmos.Começando pelos dirigentes. Enfim, é o resultado de uma democracia mal implantada ou talvez mal interpretada.
Sendo assim o melhor será mesmo votar na pessoa que concorre e nao numa cor politica.
Caro deus2 se foste enganado fomos todos.Sofro menos porque nunca na minha vida votaria em tal pessoa.
Além disso há algo que me intriga profundamente: foram precisos 3 anos e uns meses de mandato pa fazer alguma coisa no porto formoso,e quando foram fazer fizeram asneira.Vê-se mesmo que estamos em ano de eleiçoes.
Resta saber se o presidente da Junta de freguesia vai colocar um panfleto com todas as obras que ELE fez na freguesia,ou seja, NENHUMA! ou se nem as vai colocar visto terem sido alvo de tanta polémica.
Bom nao era de admirar já é costume inventar obras para ganhar votos!!!!!!!
Enfim, é o presidente que temos.
Outro aspecto que nao deixa tambem de ser interessante é o facto do Sr. Emanuel nunca se ter pronunciado sobre estas duas obras. se estou errado corrijam-me por favor, mas cá eu nunca ouvi nenhum parecer da junta.Tanto a nivel do Porto de pescas como da praia dos moinhos.
Tal acto nao me admira muito, pois o presidente nao tem a minima capacidade para resolver estas questoes, é que nem sabe falar...
BLÁ BLÁ BLÁ e nao se faz nem se diz nada, apenas se paga algumas cervejinhas pa ver se ganha mais uns votos.
Alguém sabe se já começou a corrida ás tabernas?
O Soares é outro que antes de toda a obra começar, estava oposto, mas que agora (vá-se lá saber porquê??) está a favor e vem defender a câmara!
Só se ele ainda julga que estando do lado do presidente, este o vai convidar para seu mandatário ou vereador de alguma coisa.. Só se for!
Mas desiluda-se meu caro. Da mesma forma que a junta não o convida para as suas listas, por não agradar a 90% da população do Porto Formoso, a Câmara também não vai cair nessa asneira.
Por isso, deixe-se de ter duas caras e vestir duas camisolas!
aguia disse…
A respeito do dr. Ricardo Silva aparecem aqui uma série de comentadores a afirmar que votaram nele, mas que não o vão fazer nas próximas eleições. Isto é tudo música de violino falhado porque essas pessoas não votaram nem vão votar no dr. Rivcardo Silva, o que elas querem é um motivo para falar mal dele
FMT disse…
AÇOREANO ORIENTAL

Movimento SOS Porto Formoso sensibilizou todos os partidos

Regional | 2009-04-28 18:54
O movimento SOS Porto Formoso foi, esta terça-feira, recebido pelo PSD à semelhança do que já tinha acontecido segunda-feira, para sensibilizar os partidos políticos sobre a petição contra as obras de requalificação da zona balnear na Praia dos Moinhos. (Com ficheiro áudio)

O líder parlamentar do PSD, António Soares Marinho, foi receptivo aos argumentos do movimento e diz que os social democratas estão atentos à situação.


O deputado Pedro Medina do CDS/PP salienta o facto da petição ter sido apresentada por um movimento cívico e adianta que a recuperação da orla costeira não pode ser feita a qualquer custo.


Quanto ao Bloco de Esquerda, Zuraida Soares diz que a petição é legítima, tendo em conta os contornos da obra.


No final desta ronda com os partidos políticos, o responsável do movimento, Felipe Tavares, revela que o texto apresentado aos deputados não deve vir a sofrer alterações.


De recordar que a petição contra as obras de requalificação da zona balnear do Porto Formoso já conta com 600 assinaturas, devendo ser entregue esta semana no Parlamento.
FMT disse…
Ouçam os depoimentos dos representantes dos Grupos parlamentares!

http://www.acorianooriental.pt/noticias/view/183916
cantoneiro 2 disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
FMT disse…
Ricardo Silva continua a afirmar à Comunicação Social que a obra está perfeitamente legal. Contradizendo o que foi dito pela DROTRH, contradizendo a comunicação Social. Após quatro visitas à CMRG nunca consegui marcar uma audiência, Falei pessoalmente com o Sr. Presidente que tomou nota mas nunca marcou nada. Entreguei aos grupos parlamentares um documento que me foi fornecido pela própria CMRG que prova precisamente que Esta Câmara ignorou a lei de forma consciente. Desta forma não entendo como é que não existe vergonha na cara, e continuam a afirmar que está tudo legal. Vergonhoso também é o facto de que ignoram por completo a Opinião Pública.
Este comentário foi removido pelo autor.
Noticias e depoimentos Audio!!!

http://www.acorianooriental.pt/noticias/view/183850
http://www.acorianooriental.pt/noticias/view/183916


Ver Telejornal RTP-Açores a partir de amanhã!!!
http://ww1.rtp.pt/multimedia/index.php?tvprog=1505
Luis-Furtado disse…
Já era tempo de por esta pasta de lado jà aborrece todos os dias sempre a mesma coisa SOS praqui SOS prali mundem de assunto por favor
cantoneiro 2 disse…
Sr Luis Furtado grande verdade o que é de mais enjoa e quando se trata de bater sempre na mesma tecla ainda é pior ou o Regedor não tem mais que apresentar.

Histórico da Praia dos Moinhos

DE BOCA ABERTA
99 comentários 37 do Filipe Tavares

COMUNICADO
13 comentários 8 do Filipe Tavares

OH MY GOD
54 comentários 14 do Filipe Tavares

PERDEMOS

70 comentários 20 do Filipe Tavares

FILIPE TAVARES É = SOS É = FMT

Sr Regedor por favor mude de assunto este já deu o que tinha a dar
: ) cantoneiro, muito trabalhas tu!!!
px disse…
Têm toda a razão o que é demais enjoa,a Câmara Municipal da Ribeira Grande e sua Presidência já enjoa bastante, pois quanto á nossa terra por mais que se fale dela só aumenta o nosso amor por aquilo que nos pertence.
Eu é que fiz bem não votei no Ricardo Silva, não por razões partidarias mas sim pelo desempenho a que ele poderia realizar.
Oxalá ele tenha o seu castigo e perdesse as proximas eleições, para aprender que deve-se sempre ouvir e nao lutar e ignorar as pessoas que lhe deram o poder.
Força sempre em frente com um bom trabalho ao Regedor e Filipe Tavares, que enquanto vocês andam a lutar pelo que é o mais importante, o nosso paraiso, outros limitam-se apenas a criticar e nao fazem nada, deviam usar vinagre pois dores de cotovelo faz dói dói nos olhos.
Em vez de criticarem quem luta pela nossa terra, deveriam era apoiar, pois aos poucos vamos de cavalo a burro e tudo o que nos é belo vai-se degradando.

Bem haja a todos
Abraços
Segundo sondagem feita de boca em boca a maioria das pessoas do Porto Formoso não está muito preocupada com as ilegalidades da Câmara o que querem é a obra dos Moinhos pronta e em condições. Outra situação é que as mesmas pessoas não têm grandes preocupações ambientais.
Por isso tudo leva a crer que as pessoas querem ver a obra concluída o mais depressa possível.
Não querendo fazer interpretações erradas mas o que parece é que existe uma birra entre a Câmara e os patrocinadores da petição.
Oh cantoneiro2, tás mal muda-te!, A porta é a serventia da casa!
Gente como tu, q deve andar atras de algum tacho no futuro executivo camarario do Ricardo Silva, não interessam ao Porto.
Mais, fazem os de fora!
O Regedor disse…
Caro GritodequemTrabalha,

outra coisa não seria de esperar. A maioria da população está preocupada com o "deve e o haver" no final do mês, o que é perfeitamente legítimo. No entanto, deve haver alguem que zele pelo ambiente e pela qualidade de vida na freguesia e penso que aí as pessoas mais informadas e a juventude tem um papel crucial.

Quanto a mim, mantenho a minha opinião: balneários sim, mas com alterações para ficarem integrados na paigagem.


A semana passada o primeiro signatário da petição foi ouvido pelos grupos parlamentares na delegação da Assembleia Regional em Ponta Delgada.

Agora irá ser entregue a petição na Assembleia Legislativa Regional, na cidade da Horta.
Todos aqueles que colaboraram com o seu apoio e com as suas assinaturas irão ver o assunto discutido pelos senhores deputados na casa da autonomia açoreana.

Um obrigado a todos.

ps. dá cá um gozo ver os senhores deputados a discutirem as obras da Praia dos Moinhos. De certeza que isto não passava pela cabeça de ninguém quando tudo começou.
Caros bloggers, as petições foram entregues na Delegação da ALR em Ponta Delgada.

A Maior, todos vós conhecem, é a que está disponivel online, a outra foi uma dedicada apenas aos cidadãos do Porto Formoso e proprietários na zona dos Moinhos!

Está já a caminho da Horta e será organiada uma comissão para avaliação das petições.

Agora resta esperar.

Cumprimentos a todos!

Filipe Tavares
nelinha disse…
boas festas de verão
rodrigues disse…
boas festas
carmo disse…
Olá espero que o verão seja bom para todos.
FMT disse…
Dois mil trabalhadores despedidos na construção civil nos Açores
Cerca de duas mil pessoas já terão sido despedidas na construção civil da Região, em consequência da conjuntura económica desfavorável que o sector atravessa. Quem o revela é o presidente da Aicopa - Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores, para quem a dispensa está a atingir sobretudo os trabalhadores que têm os vínculos mais precários nas empresas. “Embora não saibamos de uma forma quantificada, temos informação segura de diversos despedimentos na construção civil, porque o nível de actividade baixou significativamente e portanto uma das primeiras medidas que as empresas têm ao seu alcance é despedir a mão-de-obra mais flutuante. E suponho que nessa situação possam estar duas mil pessoas”, adiantou Albano Furtado em declarações à Rádio Açores/TSF.
O responsável pela Aicopa diz que o cenário irá agravar-se se não forem lançadas com rapidez obras públicas por parte das Câmaras Municipais, Governo Regional e empresas tuteladas por este. “Os concursos têm tardado a ser lançados e a situação é bastante grave”. A atestá-lo está o facto de, uma forma geral, haver problemas graves de tesouraria em praticamente todas as empresas de construção civil no arquipélago.
Ao responsável pela Associação dos Industriais de Construção Civil e Obras Públicas dos Açores preocupa que o nível de actividade no sector tenha baixado muito nos últimos tempos, tendo como consequência uma diminuição no que se refere à taxa de emprego. “Estamos todos interessados em que esta situação se resolva depressa, nomeadamente com a saída em força de concursos públicos do Governo e das autarquias”, ressalva. Albano Furtado alerta também para a necessidade das dívidas das autarquias e de algumas empresas públicas tuteladas pelo Executivo serem liquidadas para ajudar a evitar mais despedimentos ou falências.
Em finais de 2008, o Açoriano Oriental já tinha noticiado a existência de empresas de construção nos Açores que não estavam a renovar contratos com os seus trabalhadores e, nalguns casos, estavam mesmo a despedi-los para fazer face às consequências da crise e por causa do abrandamento nos concursos destinados a obras públicas. Na altura, Albano Furtado não avançava com números, mas já apelava para que o orçamento regional de 2009 contivesse medidas de apoio para as empresas com maiores dificuldades ligadas ao sector. “Considerando a situação grave da crise que vivemos e de que se ouve falar todos os dias, é natural que algumas empresas não estejam a renovar contratos e que haja despedimentos”, reconheceu. O sentimento que reina entre os empreiteiros açorianos é de contenção para minorar os efeitos da crise. Isso faz com que sejam mais restritivos na contratação de pessoal.
Recorde-se que por exemplo a Edifer confirmou a rescisão de contratos com dezanove trabalhadores na Terceira, como forma de ajustar a sua estrutura na ilha à carteira de obras. Mas esse número terá sido muito superior, de 140 no total, em resultado da dispensa de trabalhadores em empreiteiros e subempreiteiros. Os empresários estão a dispensar mão-de-obra e a cortar nas despesas. Mas só isso não chega e é por isso que reclamam o desagravamento das condições em que os bancos operam no mercado e a mão menos “pesada” do fisco.
Para obviar às dificuldades, o Governo vai lançar em breve um concurso com as normas de aquisição de 390 moradias, tendo em vista ajudar famílias e empresas ligadas à construção. Albano Furtado afirma que, em Junho, o processo aquisitivo estará concluído mas “a Aicopa não será mediadora”. ||
PAULO FAUSTINO
FMT disse…
As dormidas em estabelecimentos hoteleiros dos Açores registaram um decréscimo de 18,7% no mês de Março, sinal de quebra que está a causar grande apreensão junto dos empresários do sector turístico.
Edição de quinta-feira, 21 de Maio de 2009
Edição impressa - Açoriano Oriental

Petição “SOSPorto Formoso” no Parlamento
O gabinete do presidente do Assembleia Legislativa Regional dos Açores revelou ontem que a petição “SOS Porto Formoso” deu entrada no Parlamento.
A petição baixou agora à Comissão de Assuntos Parlamentares, Ambiente e Trabalho para emissão de parecer.
Em causa está o projecto de requalificação da Praia dos Moinhos, da autoria da Câmara Municipal da Ribeira Grande, que os cerca de 630 subscritores da petição gostariam de ver realizado de outra forma.
Filipe Tavares é o primeiro subscritor da petição.||
jam

Mensagens populares deste blogue

Trilhos pedestres no Porto Formoso, onde?

Águas Medicinais da Ladeira da Velha