« Home | Acontece... » | Águas Medicinais da Ladeira da Velha » | Repavimentação da Estrada Regional » | Piquenique no Monte Escuro » | Verão no Outono » | Notícias no Açoriano Oriental » | Interesses económicos Vs interesses ambientais e p... » | Câmara reune no Porto Formoso » | Rego D'Água » | O que significa para si o Porto Formoso? »

Boas Festas



Boas Festas e Feliz Natal a todos os Porto Formosenses residentes e emigrantes e a todos aqueles que contribuem para que A Casa da Mosca esteja de pé são os desejos do Regedor.

O semanario Expresso das Nove, de hoje, inclui uma reportagem sobre a Sra. Armenia Verissimo, tambem conhecida por Armenia Cabral (irma da Sra Luisinha Cabral).

Aqui fica um excerto da reportagem, tal como foi anunciada no jornaldiario.com (ver fotografia em http://www.jornaldiario.com/ver_noticia.php?id=9053)

"Uma açoriana na Nova Zelândia

Arménia Veríssimo conta a sua experiência de vida no país que escolheu para viver.

Arménia Cabral Veríssimo, uma emigrante açoriana na Nova Zelândia, está a preparar-se para celebrar a passagem de ano. A festa, com a família, tem lugar na moradia dos sogros (naturais dos Açores), junto à praia, com toda a família reunida. Por uns dias, a casa onde vive, em Alfriston, a 20 minutos da cidade de Auckland, e as lides da plantação de kiwis, onde trabalha desde que escolheu a Nova Zelândia para morar, ficam para trás.
Arménia Veríssimo é uma micaelense, que começou a sua vida profissional após a morte do pai, altura em que foi trabalhar para casa de uma tia, em Porto Formoso. Pouco tempo depois resolveu partir e a Nova Zelândia foi o destino que escolheu para iniciar a sua vida. Tinha na altura 26 anos (celebrava os 27 no mês seguinte) e chegava de armas e bagagens à terra prometida. Estávamos no mês de Outubro de 1982.
Na Nova Zelândia, as duas tias e o primo, proprietário de uma grande quinta onde se produz kiwis, são a única família de Arménia Veríssimo. De facto, foi na quinta do primo que esta açoriana, de largos horizontes, começou a trabalhar. Laborava na terra, actividade que ocupou durante muito tempo.
Arménia Veríssimo conta que era preciso saber falar inglês para poder comunicar com os outros empregados daquela grande extensão agrícola e comercial. Por isso, decidiu começar a frequentar as aulas, após o trabalho. Mas, diz, "como a escola era longe, a urgência de tirar a carta de condução fez-se sentir logo de imediato". Tudo isto se resolveu com a ajuda do primo. Na altura, as saudades da família, que deixou em S. Miguel, eram muitas, mas "a coisa lá foi andando sem grandes percalços".
Os anos foram passando e Arménia, entretanto, casou. Foi mãe e ganhou amigos, muitos deles entre o leque de empregados da quinta do seu primo. Nos dias que correm, para além de empacotar kiwis, gere as relações laborais dos cerca de 70 trabalhadores que, tal como ela, abandonaram o seu país para tentarem uma vida melhor. Arménia Veríssimo é, hoje em dia, responsável pelos empregados da secção das embalagens. Poucos são os trabalhadores portugueses e açorianos, naquele país, lembra esta emigrante com pena, adiantando que os empregados da quinta são na sua maioria indígenas (maoris), iraquianos, indianos, habitantes das ilhas Fiji e Tonga. Há alguns brasileiros, mas poucos portugueses e açorianos.

JornalDiario

2006-12-21"

Que a Noite de Natal tenha o toque da magia que conhecemos na infância. Os sorrisos. O bom acolhimento. Os presentes. Os cartões. Cartas e telefonemas de sítios distantes. O chão atulhado com papel amarrotado. A missa do Galo. O presépio. Os aromas. As surpresas. A conversa amena. As recordações. O burburinho das crianças. A família. Tudo perfeito com amor.
É esta a magia do Natal.
Desejo a todos um Feliz Natal e a esperança de um mundo melhor durante o próximo ano.

Ao regedor e a todos os bloggers, votos de um excelente Natal!

Aos nossos emigrantes, que tiveram que adiar, uma vez mais, um Natal junto da familia no Porto Formoso, uma palavra de esperanca. O que seria do Natal sem a palavra saudade?

Os dias são demasiado aterefados...

As horas passam tão depressa....

Os segundos são escassos...

MAS HÁ SEMPRE TEMPO PARA SE DESEJAR UM BOM NATAL E PRÓSPERO ANO NOVO. SÃO ESTES OS MEUS VOTOS.

Naquela hora ouviu-se,
um derrame sem ferida.
Despertou os sábios
e alertou os humildes.
Nasceu naquela hora
um sonho da Terra,
um atrevimento do céu.

Joaquim Franco.

A todos desejo um santo e feliz Natal.

Com um forte abraço natalício.

A todos um Bom Natal e Um Feliz Ano Novo

adeus

a todos os bloggers e leitores

um santo e feliz natal, cheio de saude, paz e alegria.

sao os meus mais sinceros votos

Graças aos Hipermercados Modelo e provavelmente à boa vontade de algum seu colaborador (a). Todas as crianças da Escola do Porto Formoso, tiveram um brinquedo este Natal. Os brinquedos de qualidade foram distribuídos de acordo com o sexo e a idade das crianças.

Em época de crise em que muitas famílias substituem, no sapatinho, os brinquedos por vestuário. A alegria, com que as crianças receberam os presentes, tornaram este gesto digno registo!


Saudações Formosas e … a todos o meu desejo sincero de Boas Festas e um Bom Ano de 2007!

A todos os bloggers um Santo e Feliz Natal

Cumps

James Dean

Bom ano novo a todos os bloggers.
O Pai Natal esquece-se de por no sapatinho do Porto Formoso uma Caixa Multibanco...

O mau tempo atrasou as obras no telhado dos tanques por isso a colocação da caixa multibanco ainda não foi feita. O mesmo se passa com a transferência das linhas telefónicas da junta de freguesia para aquele local para que sejam colocados os computadores para acesso à internet.Pensa-se que tudo estará pronto na primeira quinzena de Janeiro
Já foi colocada a electricidade e a linha telefónica na antena da TMN. Agora só falta a ligação por parte da TMN, Vodafone e Optimus.
A TMN prometeu iniciar a sua ligação durante esta semana, as outras operadoras ainda não indicaram quando o irão fazer

Foi anunciado aqui no blog que o grupo de jovens de Nossa Senhora da Graça, iria organizar a sua actividade de Natal.
Permita-me Sr.Regedor que opine sobre um momento que marcou essa mesma actividade.
Andava o Pai Natal todo atarefado entregar as prendas às crianças, quando fomos convidados a entrar numa casa, onde se encontrava uma pessoa acamada.
Num ápice a lágrima surgiu do rosto desta pessoa, emocionando familiares e amigos.
No momento surgiu uma quadra sob a forma de cântico.
Dar as boas festas, as boas festas,
dar as boas festas com alegria,
em honra do Deus menino,
filho da virgem Maria.
Após a quadra cantada, fomos convidados pelos familiares a provar, uma aguardente da Graciosa. O seu néctar, aroma e paladar eram inconfundíveis. Graciosas são as suas vinhas, plantadas entre as pedras brancas.
A aguardente e as queijadas da Graciosa são dois produtos típicos da ilha, sendo o branco a cor predominante da ilha.
Se as queijadas adoçam a boca, já aguardente adoça a mente! Mas na época de Natal é permitindo alguns excessos!
Ficamos com a certeza de ter levado a alegria a muita gente do Porto Formoso!

Com um forte abraço.

Caro blogger sono1,

são momentos destes que fazem o Natal uma época especial.
Hoje de manhã tive oportunidade de presenciar outro momento emocionante. Estava eu na pediatria do Hospital de Ponta Delgada quando reparo numa grande movimentação de crianças... era o Pauleta que tinha ido fazer uma visita às crianças internadas. Conversou, deu autógrafos, abraços e todos ficaram aos pulos de alegria.

Cumprimentos

Os clássicos de Natal que nunca passam de moda.
Cliquem no endereço. Boas Festas

http://www.youtube.com/watch?v=DXVeDPKqhFo&eurl=

Porto Dormitório

Passando pelo Porto Formoso às onze horas de um dia útil qualquer. O visitante depara-se com uma freguesia deserta!
A população activa, encontra-se na Ribeira Grande ou Ponta Delgada, a trabalhar na “construção civil” e nos “serviços”.
Nem as buzinas dos caros da “fruta” e das “fazendas” se fazem sentir. Faltam as clientes.
Apenas no Jardim, poisam os suspeitos do costume …

Nestes fins-de-semana de Festa, o cenário muda por completo, os filhos da terra, que moram longe, juntam-se às famílias! Os cafés animam-se e o trânsito torna-se num inferno!

Para minimizar este inferno, temos que ser menos comodistas. E aceitar que nem sempre é possível deixar o carro, junto de casa ou á porta do café.
Colectivamente, tem de haver maior fiscalização por parte da PSP. E a autarquia dando continuidade à sua boa politica de sinalização e alteração do sentido das ruas, deveria avançar para os parques de estacionamento!

Saudações Formosas!

BOAS FESTAS E FELIZ ANO NOVO a meus primos Porto Formosenses, minha familia em Toronto e a todos os bloggers da Casa Da Mosca!!!!

Can't wait to go back and visit!!!!

Sempre disse que um dia eu ia passar o natal com a minha familia do porto formoso. Ter um natal sem sino e com tudo o que os meus pais tiveram quando eram pequenos. Este ano,em montreal, foi um natal parecido ao natal de sao miguel. Nao tinha sino para o pai natal trazer as prendas. Foi o primeiro ano que nao tinha sino. Os meus pais ficaram feliz de poder passar um natal parecido ao natal de sao miguel.So faltava a nossa familia do porto formoso. Agora para o ano novo ja tem um pouco de sino. A todos um feliz ano novo. Beijos para toda a minha familia do porto formoso.

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

Enviar um comentário

Locations of visitors to this page